Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

O EXERCÍCIO DA PACIÊNCIA, por Frei Beto

"O noviço indagou do mestre como exercitar a virtude da paciência. O mestre submeteu-o ao primeiro dos três exercícios: caminhar todas as manhãs pela floresta vizinha ao mosteiro. Disposto a conquistar a paciência e livrar-se da ansiedade que o escravizava – a ponto de ingerir alimentos quase sem mastigá-los, tratar os subalternos com aspereza, falar mais do que devia -, durante nove meses o noviço caminhou por escarpas íngremes, estreitas fendas entre árvores e cipós, pântanos perigosos, enfrentando toda sorte de insetos peçonhentos e bichos venenosos. Nove meses depois o mestre o chamou. Deu-lhe o segundo exercício: encher um tonel de água e carregá-lo nos braços todas as manhãs, ao longo dos cinco quilômetros que separavam o rio da fonte que abastecia o mosteiro. O noviço tampouco compreendeu o segundo exercício mas, julgando a sua desconfiança sintoma de impaciência, resignadamente aplicou-se à tarefa ao longo de nove meses. Chegou o dia do terceiro e último exercício: atrave…

Aécio, Dilma e Lula atacam 'política nova' de Marina

A campanha à reeleição de Dilma Rousseff intensificou as críticas à candidata do PSB ao Planalto, Marina Silva. Em entrevista, a presidente sugeriu que a adversária é “simplista” ao dividir políticos entre “bons e maus”. Horas depois, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em discurso que o eleitor não deve acreditar “em quem faz apologia da não política”, numa outra referência indireta à ex-ministra do Meio Ambiente. Já no rádio, o programa eleitoral petista bateu na tecla de que “ninguém quer a incerteza de uma aventura”. A ofensiva governista vem se somar às críticas que já vinham sendo feitas pelo candidato tucano ao Planalto, Aécio Neves, desde o debate da TV Bandeirantes na terça-feira passada. Aécio já fez referências sobre riscos de “aventuras” e citou “que o Brasil não é para amadores”.

Dilma: "Todas as pessoas podem ser boas ou más, mas as boas pessoas podem não ter compromisso" - Foto: Estadão

Mercado financeiro celebra a onda Marina Silva

O Brasil dormiu Dilma Rousseff e acordou Marina Silva nos últimos dias com a reviravolta nas pesquisas eleitorais. A pesquisa do instituto Ibope de quarta-feira, que revelou um salto no número de seus potenciais eleitores, virou o humor do país. Marina, do Partido Socialista Brasileiro (PSB), tem 29% das preferências, a petista Dilma tem 34%, enquanto Aécio Neves, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), 19%. Se nas redes sociais se estabeleceram os debates contra e a favor do avanço da ambientalista, na Bolsa de Valores de São Paulo ela já é tida como a próxima titular no Palácio do Planalto. A bolsa fechou na quarta-feira em 60.950 pontos, seu melhor resultado desde janeiro de 2013. Os analistas atribuem o desempenho à divulgação da pesquisa eleitoral, que colocou Marina num movimento ascendente, com capacidade de bater Rousseff no segundo turno.
Leia mais em O mercado financeiro celebra a onda Marina Silva
A candidata à Presidência Marina Silva - Foto: Paulo Whitaker / Re…

O encanto da economia, por DELFIM NETO

O maior mistério do sistema econômico é como ele funciona a partir de milhões de decisões independentes, comandadas por sinais tão simples como os preços. Na realidade tomando-os como dados externos, as pessoas, as empresas e em parte o governo, determinam o seu comportamento de forma a coordenar o atendimento dos desejos de todos. Cada agente, na busca dos seus próprios objetivos (os consumidores à procura da melhor cesta com seus gastos; os trabalhadores, no encalço de melhores salários; os agricultores, atrás da  antecipação da quantidade e da qualidade da demanda de seus produtos para maximizar a sua renda; os industriais atentos à maximização dos seus lucros; o governo empenhado no atendimento das necessidades coletivas etc.), orientado pelo sistema de preços, acaba realizando um trabalho geral aceitável. É claro que ele não é perfeito. Existem muitas injustiças, muitos inconvenientes e as pessoas perdem a sua identidade dentro da imensa máquina. Mas a realidade é que ela funciona…

Questão cultural, por Menalton Braff

Dia destes rodava pela Rodovia Cândido Portinari e, sem pressa, ia apreciando a paisagem. Colinas cobertas de cana, umas tantas árvores remanescentes como ilhas de um verde mais intenso, uma casa de fazenda na encosta e, finalmente, um posto de combustível. Parei para abastecer e resolvi tomar um cafezinho. Não sou muito chegado a cafezinho de beira de estrada, mas a monotonia ia pesando minhas pálpebras. No balcão, só eu, então resolvi provocar o rapaz que me servia. − Você sabe por que esta estrada tem o nome de Cândido Portinari? Ele ergueu os dois ombros, arregalou os olhos e espichou a lábio inferior, sabe, aquela careta de quem é pego de surpresa. Sei lá, foi a resposta, quem sabe foi algum político nascido por aqui. Voltei à estrada com o coração murcho de decepção. Não que o Portinari não tivesse opiniões políticas, todos sabemos que tinha. Mas o trabalho genial do pintor que o tornou célebre. Uma questão cultural. Meses depois já estava com a ideia mais bem formulada e, em u…

Pesquisa confirma pior cenário para tucanos e petistas, Por GERSON CAMAROTTI

Aprimeira pesquisa Ibope depois que MarinaSilva foi oficializada candidata pelo PSB confirmou o pior cenário para tucanos e petistas. Ao abrir dez pontos de vantagem sobre Aécio Neves, do PSDB, Marina deixa o candidato tucano numa situação extremamente delicada, pois sinaliza que ele pode ficar fora do segundo turno. Já na campanha de Dilma Rousseff (PT), o temor é em relação ao segundo turno. A pesquisa confirma simulações feitas pelas campanhas: a de que Marina venceria Dilma num embate direto: 45% a 36%, de acordo com o Ibope. É a primeira pesquisa que mostra de forma explícita um cenário de derrota da petista Dilma Rousseff num eventual segundo turno. Também assustou tucanos e petistas um item específico da pesquisa: a taxa de rejeição. Mesmo com toda a campanha recente, 36% do eleitores afirmam que não votariam em Dilma de jeito nenhum. A rejeição de Aécio é de 18%, enquanto a de Marina é de apenas 10%. As primeiras consultas feitas pelo Blog a dirigentes petistas e tucanos, cons…

MARINA AVANTE NA PESQUISA IBOPE

Pesquisa Ibope divulgada hoje (26) mostra a candidata Dilma Rousseff (PT) lidera com 34% das intenções de voto para presidente da República. A candidata pelo PSB, Marina Silva, aparece com 29% das intenções e Aécio Neves (PSDB) tem 19% das intenções. Os dados foram divulgados pela Rede Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo, que encomendaram a pesquisa. De acordo com a pesquisa, em um segundo turno com Dilma, a candidata Marina Silva, que entrou recentemente na corrida presidencial, sairia vencedora. Saiba MaisIbope: Dilma tem 38% das intenções de voto; Aécio, 23% e Campos, 9% Os candidatos Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL) marcaram cada um 1% das intenções de voto estimuladas. Eduardo Jorge (PV), Zé Maria (PSTU), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO) têm juntos 1%. Votos nulos ou brancos somam 7% e são 8% os indecisos. Nas simulações de segundo turno, Marina seria eleita com 45%, contra 36% de Dilma. Há 11% de indecisos e 9% anul…

Adversários tentarão desconstruir Marina, mas sucesso não é garantido

A. Benites e C. Jiménez, El País Os principais candidatos à presidência da República deverão atacar a socialista Marina Silva com relação à sua inexperiência para tentar subir nas pesquisas eleitorais. Em entrevista coletiva, na segunda, a presidenta Dilma Rousseff, por exemplo, disse que para ser presidente da República “é intrínseco se preocupar com gestão”. Caso contrário, seria alguém que gostaria de ser “rei ou rainha da Inglaterra”. O tucano Aécio Neves, por sua vez, vem destacando seu projeto de “gestão eficiente” ao longo da campanha. Essa tática, porém, pode ser infrutífera, conforme três analistas ouvidos pelo EL PAÍS. Ontem, uma pesquisa feita pelo Ibope mostrou que a candidata do PSB venceria a atual presidenta Dilma Rousseff (PT) no segundo turno após passar Aécio no primeiro.
Leia mais em Adversários tentarão desconstruir Marina, mas sucesso não é garantido
Aécio em um ato de campanha no Rio, no dia 25 - Foto: Ricardo Moraes / Reuters

O Brasileiro do século, por Vlademir Saflatele

Neste momento em que se inicia uma nova campanha eleitoral para presidente da República, não há lançamento editorial mais bem-vindo que a publicação de Obra Autobiográfica, do economista Celso Furtado, em edição cuidadosa organizada por Rosa Freire de Aguiar. O retorno de tais obras às livrarias talvez permita que uma nova geração conheça este que, ainda hoje, é o intelectual brasileiro mais traduzido, com 53 traduções em línguas que vão do inglês ao sueco, polonês e farsi. Uma curiosidade biográfica que indica com clareza o reconhecimento da originalidade e importância de sua obra. Descobrir a formação, as preocupações e habilidades de Celso Furtado nos leva a encarar com tristeza o que as universidades brasileiras fizeram com uma disciplina como a economia. Nas mãos de Furtado, a economia era um setor das ciências humanas indissociável de profunda reflexão histórica e de compreensão estrutural das relações globais de poder. Por isso, ela era a base para toda e qualquer crítica social…

AS ARMADILHAS DA RAIVA

"Nilton Bonder nos comenta sobre os altos custos de um conflito com o próximo. "Odiar o outro é desenvolver uma forma de dependência".
Criamos uma situação que - embora não seja clara para nós, já que estamos com raiva - termina por dar ao adversário um enorme poder sobre tudo o que fazemos. O resultado é o estabelecimento de laços que irão persistir por muito tempo. 
"Temos que ser muito cuidadosos com o envolvimento dos outros em nossas vidas. Se alguém nos causa repulsa ou raiva, e real­mente queremos estar o mais longe possível desta pessoa, tudo que temos que fazer é não odiá-la. Se nos permitimos cair na armadil­ha de rancor, principalmente das rixas, viveremos a ingrata experiência de ter esta pessoa sempre próxima de nós", diz Bonder." (com Paulo Coelho)

O furacão Marina, por Ricardo Noblat

Ventania não é. Ciclone? Tampouco. Está mais para furacão a recém-lançada candidatura de Marina Silva a presidente da República no lugar da candidatura de Eduardo Campos, do PSB. O que precisa ser confirmado é se estamos diante um furacão de nível 1, 2, 3, 4 ou 5. Por ora, ele parece ter força suficiente para fazer de Aécio Neves, candidato do PSDB, sua primeira grande vítima. E assustar Dilma. Há duas semanas que Marina ocupa sozinha a boca do palco da sucessão. Os holofotes convergem para ela. Aécio e Dilma viraram meros coadjuvantes. Na primeira semana, Marina se impôs como candidata natural do PSB e dos partidos nanicos que Eduardo conseguira atrair para seu lado. Na segunda, dedicou-se a sossegar os espíritos mais inquietos com o risco de uma eventual vitória sua sobre Dilma. Amiga de Marina e porta-voz dela junto ao mercado financeiro, a herdeira do Banco Itaú, Neca Setúbal, garantiu que a candidata, se eleita, respeitará os fundamentos da política econômica herdada por Lula de…

O TEMPO É AGORA...

Compartilho com vocês, amigos do blog, uma reflexão sobre como somos reféns do tempo e o quanto nos amarguramos com tudo isso. Espero que após lê-la eu tenho ajudado a cada um a pensar diferente.Certa feita Cecília Meireles perguntou no espelho onde estava seu rosto. Esse utilitário, na verdade, torna visível as nossas rugas e os cabelos brancos. A ação deletéria do tempo assusta o homem desde o primórdio da humanidade. A dor do envelhecimento é cruel e solitária. Aprendemos a compreender a vida pelos anos que passam, esquecemo-nos, entretanto, de que a cronologia humana é uma convenção arbitrária, fruto de nossa visão cartesiana. Imagine pensar nossa vida pela marcha inexorável do tempo. Cada segundo no relógio nos faz aproximar-se do fim indesejado. O suor do terror da decrepitude humana é ofegante, insípido. A matéria se faz soberana e se os anos tornam os ossos mais frágeis, o raciocínio mais lento, cada dia é um dia a menos no diário da nossa existência. O pânico toma conta a ca…

NA ÓTICA DE MERVAL PEREIRA, UMA ANÁLISE SOBRE AS ELEIÇÕES 2014

"Esta sem dúvida será uma eleição diferente das demais. Estamos vendo se configurarem duas polarizações, uma, a tradicional, entre PT e PSDB. Outra, uma novidade, entre a autointitulada "nova política" e a política tradicional, que se esboçou em 2010 mas chega madura à eleição deste ano, com a mesma protagonista, Marina Silva, disputando espaço prioritariamente com o mesmo partido, o PSDB, para enfrentar o PT, de onde veio e que está no governo há doze anos, sendo que praticamente oito deles tendo em Marina uma de suas estrelas. É de se notar que as polarizações se colocam entre partidos, mas não no caso de Marina, uma liderança individualista que tanto faz estar no Partido Verde, como em 2010, ou no PSB agora, sempre terá que ocupar todo espaço de comando, como se já estivesse na sua própria Rede, criada a sua imagem e semelhança, até mesmo na incapacidade de organização demonstrada ao não obter o registro a tempo e hora de disputar a eleição presidencial, o que só con…

Entidades da área de educação vão entregar manifesto a candidatos a presidente

Reunidas em Brasília, entidades elaboram manifesto e pedem que a educação seja compromisso prioritário dos candidatos à Presidência da República. Esta é a primeira vez que entidades ligadas à educação se unem em uma pauta conjunta para as eleições. Entre as bandeiras está a ampliação das fontes financeiras para o cumprimento da destinação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) à educação, percentual que já está previsto no Plano Nacional de Educação (PNE), sancionado este ano.
Assinam o manifesto 12 entidades, entre elas a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee), a Campanha Nacional pelo Direito à Educação, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e a União Nacional dos Estudantes (UNE). Juntas, representam mais de 4 milhões de trabalhadores em educação dos setores público e privado, quase 70 milhões de estudantes secundaristas e universitários e movimentos sociais e educacionais.
O PNE, que prevê metas para a educação a serem cu…

POLÊMICA: A participação dos pais na vida escolar ajuda ou atrapalha?Por Andrea Amaral

Afirmar que a participação dos pais é benéfica para a vida escolar de crianças e adolescentes parece óbvio, embora um estudo norte-americano dos sociólogos Robinson e Harris (2013) tenha colocado essa certeza em xeque [um resumo publicado recentemente no New York Times pode ser lido aqui, em inglês]. Segundo a pesquisa, não há evidências de que alunos cujos pais se envolvem na vida escolar, como por exemplo acompanhando o dever de casa ou comparecendo a reuniões da escola, tenham um desempenho melhor. Ao contrário, em alguns casos, os resultados podem até piorar. Isso não significa, porém, que os pais não devam participar. Ao contrário, a própria pesquisa mostra que um dos fatores que mais influenciam positivamente é o quanto os pais conseguem comunicar aos filhos o valor da escola e do estudo. O que tudo isso pode nos dizer, no contexto da educação brasileira? Em primeiro lugar, há que levar em conta diversos aspectos socioculturais. Em alguns países, por exemplo, uma parte signific…

Da minha página do face para o BLOG

Custa-me entender aqueles que defendem a liberdade e a liberalidade a todo custo. Na família, o filho grita com o pai, desrespeita a mãe e tudo passa na mais absoluta normalidade. Honrar pai e mãe é bíblico e princípio inarredável para uma sociedade que vem perdendo sua referência maior - a família. Condenamos tanto a violência e não percebemos que o que mais concorre para seu crescimento é a ausência de valores familiares e de formação cristã. Que se danem os intelectuais que contestam as regras do respeito, da ética e da experiência solidária. Afirmo e repito, alegre da nação que tem no Senhor o seu guia. O que falta na verdade são valores, muitos deles deveriam vir de uma experiência familiar saudável, respeitosa e acima de tudo cristã.

CNJ suspende homologação do concurso para o cargo de oficial de justiça do TJCE

o


O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) suspendeu, por meio de liminar, nessa terça-feira (19/08), a homologação do concurso público para o cargo de analista judiciário – execução de mandados (oficial de justiça) do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). A conselheira do CNJ, Ana Maria Duarte Amarante Brito, considerou relevante o pedido de suspensão no Procedimento de Controle Administrativo nº 0004960-38.2014.2.00.0000.
Os candidatos que interpuseram o pedido alegaram que a organizadora do concurso, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), exigiu conhecimento referente ao Código de Organização Judiciária do Ceará na prova discursiva, embora “o edital tenha deixado claro que a prova discursiva não poderia versar sobre tema classificado como conhecimento básico e que as questões específicas objetivam avaliar os candidatos de acordo com o cargo escolhido”.
A conselheira disse que, em virtude do exíguo tempo para examinar o processo, não pode af…

Sobral sediará I Encontro de Educação Aberta e a Distância do Ceará

De 28 a 30 de agosto, Sobral sediará o I Encontro de Educação Aberta e a Distância do Ceará. Realizado pela Universidade Federal do Ceará, através do Instituto UFC Virtual, o evento discutirá a Educação a Distância (EaD) e a aplicação de tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC), para o ensino superior e para a educação básica.
O Encontro tem como tema "Prática docente e aprendizagem: redes formativas em EaD", e será realizado em parceria com o Centro de Educação a Distância do Ceará (CED), vinculado à Secretaria da Educação do Estado (Seduc). A programação terá palestras, oficinas e espaço para apresentações de trabalhos. Para saber mais, clique AQUI

PSB confirma candidatura de Marina Silva à Presidência

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) confirmou nessa quarta-feira (20) a ex-senadora Marina Silva como candidata a presidente da República. O deputado Beto Albuquerque (RS) foi definido como o vice de Marina. Ministra do Meio Ambiente no governo de Luiz Inácio Lula da Silva, Marina substitui Eduardo Campos, que morreu na quarta-feira (13) passada após o seu avião de campanha cair na cidade de Santos, em São Paulo. Até agora candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul, Beto entra no lugar que vinha sendo ocupado por Marina. A morte de Eduardo mexeu completamente com o cenário eleitoral para presidente. Pouco conhecido da população até o trágico acidente, Eduardo não tinha rompido a casa dos 10% nas pesquisas de intenção de votos. Com o ex-governador de Pernambuco na disputa, pairava a incerteza sobre se haveria ou não o segundo turno. Marina praticamente sacramenta o segundo turno. Foi o que revelou na segunda-feira (18) a primeira pesquisa com a ex-senadora, realizada pelo Datafolha. …