segunda-feira, 20 de julho de 2009

O BLOG VAI SAIR DE FÉRIAS


Caríssimos leitores,


Vou passar uns cinco dias em hibernação cultural. Lerei alguns livros que estão há muito me esperando. Em breve voltaremos ao blog com força total.


um abraço,


CARLOS ALBUQUERQUE


sexta-feira, 17 de julho de 2009

A REINVENÇÃO DO AMOR


Como dizia a canção "o amor tem feito coisas que até mesmo Deus duvida". Esse sentimento é tão intenso quanto contraditório. Na paixão, a loucura toma conta, está-se diante de uma projeção do outro. No amor, as coisas se tornam mais amenas e maduras. Com o tempo muitos perdem o encanto pelo outro. Como curar esse mal que atinge casais no mundo inteiro?

Parte-se de um princípio que a "execrável" rotina é na verdade a expressão máxima do amor porque reflete a tolerância e a sobrevivência da relação. Onde há rotina há uma relação duradoura. É paradoxal mas facilmente explicável. O casal ao conhecer-se vivencia a experiência da projeção. Enxerga o outro não como ele é, mas como gostaria que ele fosse. O tempo não tarda a mostrar que ambos estavam errados. As pessoas são como ela são, com defeitos e virtudes. Se aceito o outro na dimensão do que ele é, transcedo a paixão e passo a viver o amor.

Os anos se vão e naturalmente nos permitimos tornar nossa relação uma zona de conforto. Nada mais se cria, nada mais se reinventa. Nos consumimos por um sentimento de que a graça "acabou". Já não vejo o outro com um olhar de quem avista pela primeira vez uma paisagem encantadora. Na verdade, o outro já não é mais o outro. O outro passou a ser extensão de mim mesmo. Parece até interessante essa divagação: "Parte de mim mesmo". Tudo nele é reflexo involuntário, sem ação individual. Aqui, sim, mora o grande perigo! A perda da identidade do outro.

Só amamos aquilo que admiramos. Admirar é encantar-se, rejubilar-se. Não se deve perder a noção de que uma relação é construída entre duas pessoas. Cada uma com sua individualidade. O outro não é uma propriedade minha. Como já disse o poeta: "Não possuímos as pessoas, temos apenas amor por elas". O ideário da posse, tão ocidental e capitalista, faz-nos perder o sentido da conquista. E a conquista, na verdade, deve ser um exercício diário. Antes de pensar em trocar o parceiro, reinvente sua relação. Deixe que o outro seja ele mesmo, tenha seus sonhos e seus projetos. Aprenda a enxergá-lo como quem contempla uma cachoeira e imagina que ela está inerte. Ocorre que ao se aproximar percebe-se que há nela uma água viva, diferente a cada instante. Esse maravilhar-se é que deve nos mover em direção a um amor pleno, o qual trepassa a organicidade e se faz enamorar-se com o que há de vir. Ame pela humanidade que há em você e pela vocação inarredável de que, na verdade, é nossa missão fazer o outro feliz.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

VASCONCELOS ARRUDA TEM NOVO ENDEREÇO NO SEU BLOG SINCRONICIDADE


Quero convidá-los a degustar as mais deliciosas reflexões espirituais do amigo guru Vasconcelos Arruda em seu blog SINCRONICIDADE. Desta feita, com novo endereço (http:// blog.opovo.com.br/sincronicidade/), ancorado no Portal O POVO - o melhor jornal do Estado do Ceará.

É uma alegria compartilhar diariamente com a saudável sabedoria do conterrêneo Vasconcelos através dos textos que são postados em seu blog. Espero que vocês, como eu, tornem-se leitores assíduos desse espaço democrático.

Ao Vasconcelos, as minhas sinceras congratulações.

A VIDA COMO ELA É: Idoso de 79 anos morre do coração dentro de motel em Vitória

"VITÓRIA - A tarde de aventuras amorosas de um idoso de 79 anos dentro de um motel terminou mal, nesta quarta-feira, na orla de Camburi, em Vitória, Espírito Santo. Segundo informações da polícia, o aposentado H.M. morreu após uma parada cardíaca dentro do quarto onde estava com a namorada, 46 anos mais nova. Os sintomas apareceram durante a intimidade do casal, após a vítima ter ingerido um comprimido de Viagra.
Socorristas do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) tentaram reanimar a vítima, que não resistiu e morreu. Foi até aplicada uma injeção de adrenalina, usada em casos de emergência. A mulher que acompanhava o aposentado prestou depoimento na Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP). A doméstica, de 33 anos, que trabalhava na casa onde a vítima vivia com a mulher, de 85, disse que pediu ajuda de atendentes do motel quando o namorado começou a infartar, até a chegada do Samu.
O casal se encontrava duas vezes por semana desde 2005. Há cerca de 17 dias haviam brigado, mas reataram a relação nesta quarta-feira, horas antes da morte do idoso."
fONTE: O Globo

quarta-feira, 15 de julho de 2009

SE A MODA PEGA: Justiça determina que ex-noivo pague indenização após rompimento


"Após o rompimento do noivado próximo à data do casamento, o ex-noivo de uma administradora de empresas, de 35 anos, terá que pagar R$ 10 mil de indenização por danos morais. A sentença em primeira instância foi assinada em 25 de junho, na 13ª Vara Cível da Comarca de Cuiabá, e ainda não foi publicada no "Diário Oficial". Cabe recurso.

De acordo com o advogado da autora, Leonardo Pantaleão, o pedido de indenização por danos morais é devido ao constrangimento causado pelo fim do relacionamento. “Ela estava grávida de quatro meses quando ele saiu de casa, depois de ela ter descoberto um relacionamento que ele mantinha na Bahia. Ela teve que cancelar contratos dos preparativos para o casamento, pagar multas, além da angústia e do constrangimento gerados pela descoberta”, disse ele ao G1.

O advogado afirma, no entanto, que não acredita que qualquer rompimento justifique uma indenização por danos morais. “Ninguém é obrigado a ficar com outra pessoa. O pedido de indenização surgiu pela forma como ele pôs fim ao relacionamento, expondo a autora a uma situação de constrangimento.”

Segundo Pantaleão, os dois se conheceram em 2005, em São Paulo, onde o estudante de medicina, que morava na Bahia, fazia residência. A autora entrou com a ação em 2007. O ex-noivo, que é médico, assumiu a paternidade da criança e paga pensão"
Fonte: G1- Notícias

OLHEM SÓ A MÃO DE DEUS: Menina de 2 anos salva vida da mãe ao chamar ambulância


"Uma menina de dois anos salvou a vida de sua mãe ao chamar a ambulância, em Bournemouth, na Grã-Bretanha. Isabelle Keeling discou o número de emergência 999, quando sua mãe, Joanne, de 34 anos, teve uma reação alérgica a látex.
Joanne disse que pediu à filha que pegasse o telefone por que não estava se sentindo bem.
Ela disse que aplicou uma injeção de adrenalina quando sentiu a reação alérgica, mas o medicamento não funcionou imediatamente e ela desmaiou.
Joanne disse que ouviu Isabelle falando ao telefone, mas pensou que a menina tivesse apertado o botão de rediscagem.
Mas Isabelle estava falando com uma operadora do serviço de emergência, e soube dar seu nome, endereço e número de telefone. Além disso, ela abriu a porta de casa para os vizinhos e paramédicos que ajudaram sua mãe.
No dia anterior a menina havia assistido a um episódio do programa infantil Tweenies, em que os personagens ensinavam como ligar para número de emergência."


Fonte: Folha on line

terça-feira, 14 de julho de 2009

DICA DE LEITURA: O MESTRE INESQUECÍVEL, de Augusto Cury


Em tempo de férias nada como uma saudável leitura. Li e indico para vocês o Livro "O MESTRE INESQUECÍVEL", do best seller Augusto Cury. A obra faz parte de uma coletânea onde autor analisa a Inteligência de Cristo.

Mais precisamente o livro nos relata a fantástica transformação na personalidade dos discípulos durante a caminhada com Jesus Cristo e como eles desenvolveram com excelência as inteligências espiritual, multifocal (teoria do autor), emocional e interpessoal.

O autor relata como o olhar de Jesus era penetrante e capaz de transformar homens áridos em sábios. Jesus revelou aos seus discípulos os mistérios da vida. Iria levá-los a conhecer os segredos da existência. Queria esculpir neles a arte de pensar, da tolerância, da solidariedade, do perdão , da capacidade de se colocar no lugar do outro, do amor da tranquilidade.

Imagine vocês se nós como pais e educadores desenvolvéssemos essa arte do Divino Mestre. Quantas famílias não estariam restauradas e vivendo dignamente, ao contrário dos escombros que se formaram em nosso tecido social.

O livro vai além ao analisar a metodologia de Cristo para transformar a personalidade de seus discípulos. Jesus aceitava todos os defeitos desses incautos homens, mas não admitia que eles não fossem transparentes. Deu-lhes contínuos exemplos, possibilitando que cada um deles tivessem a liberdade de expressar suas dúvidas.

Vale a pena conferir o livro!!!

segunda-feira, 13 de julho de 2009

BENTO XVI TRAZ-NOS A ENCÍCLICA "CARITAS IN VERITATE"


Li e achei primorosa a encíclica papal "Caritas in veritate". Bento XVI nos presenteia com um documento lúcido para os desafios do terceiro milênio. Ao tratar da caridade intrinsecamente relacionada com a verdade, o Papa nos promove uma reflexão aguçada dessa estreita ligação e nos afirma que "Só na verdade é que a caridade refulge e pode ser autenticamente vivida. A verdade é luz que dá sentido e valor à caridade. Esta luz é simultaneamente a luz da razão e a da fé, através das quais a inteligência chega à verdade natural e sobrenatural da caridade: identifica o seu significado de doação, acolhimento e comunhão. Sem verdade, a caridade cai no sentimentalismo"

Indo mais além, o sucessor de Pedro aborda sua visão sobre o desenvolvimento humano e tece críticas sobre a desvirtuação do projeto da família Universal, uma vez que todo o fazer humano deve estar a serviço do próprio homem. Afirma não ser suficiente progredir do ponto de vista econômico e tecnológico. Arremata que é preciso que o desenvolvimento seja, antes de mais nada, verdadeiro e integral. Acrescenta ainda, que a saída do atraso econômico — um dado em si mesmo positivo — não resolve a complexa problemática da promoção do homem nem nos países protagonistas de tais avanços, nem nos países economicamente já desenvolvidos, nem nos países ainda pobres que, além das antigas formas de exploração, podem vir a sofrer também as consequências negativas derivadas de um crescimento marcado por desvios e desequilíbrios.

Ainda na direção das grabndes problemáticas do mundo atual, a Encíclica papal destaca a importância da fraternidade e da defesa do meio ambiente. Sobre este espaço primordial para a vida humana, o Papa afirma que "a natureza é expressão de um desígnio de amor e de verdade. Precede-nos, tendo-nos sido dada por Deus como ambiente de vida. Fala-nos do Criador (cf. Rm 1, 20) e do seu amor pela humanidade. Está destinada, no fim dos tempos, a ser « instaurada » em Cristo (cf. Ef 1, 9-10; Col 1, 19-20)."

E ao final, Bento XVI nos adverte que "sem Deus, o homem não sabe para onde ir e não consegue sequer compreender quem seja: Perante os enormes problemas do desenvolvimento dos povos que quase nos levam ao desânimo e à rendição, vem em nosso auxílio a palavra do Senhor Jesus Cristo que nos torna cientes deste dado fundamental: « Sem Mim, nada podeis fazer » (Jo 15, 5).


Espero que você a leia a íntegra da Encíclica "Caritas in veritate". Basta acessar, no google, o endereço do vaticano. Vale a pena conferir!!!

ROBERTO CARLOS: UM ARTISTA COMPLETO QUE SABE VIVER COM A FAMA


Foi emocionante o Show comemorativo dos 50 anos de carreira do Cantor Roberto Carlos. O estádio do Maracanã tornou-se palco de um dos maiores eventos artísticos do Brasil. Da chegada do Rei de calhambeque até o momento final com a música Jesus Cristo, tudo foi efusivo. Não que pese aqueles que acham Roberto brega, devo dizer que o cantor é o maior fenômeno da música brasileira. Amado por mais de três gerações, Roberto é um artista que conseguiu harmonizar o sucesso com o equilíbrio emocional. Não se sabe de nenhum fato, salvo o comum dos mortais imperfeitos, que desabone a conduta do cidadão Roberto Carlos. Há 50 anos o Rei está na mídia sendo ovacionado pelos os maiores intérpretes da música brasileira.

Como eu disse, o mais importante é que o cantor soube lidar com a fama, sem se permitir desviar de conduta. Homem temente a Deus, colocou no Divino Redentor toda a sua vida e foi dele sua inspiração maior para falar do amor no seu sentido mais profundo, mesmo a meio de uma sociedade materialista que tem relegado as relações humanas a uma mercantilização de interesses escusos. De fato, Roberto nos dá uma grande lição. A ele os nossos votos de muitas felicidades.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

I CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EM MASSAPÊ

Foi com muita alegria que participei, hoje pela manhã, da I CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, na minha terra Massapê. Na oportunidade, proferi uma palestra com o tema JUSTIÇA SOCIAL, EDUCAÇÃO E TRABALHO: Inclusão, Igualdade e Diversidade.
Quero agradecer aos organizadores do evento nas pessoas do dileto amigo e Professor João Tomaz Neto e da Secretária de Educação do Município de Massapê, Professora Maria da Penha Farias.
Sempre disse aqui no meu blog que só acredito em mudanças neste país se investirmos maciçamente em Educação. Fora dessa premissa, o resto é balela.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Artigo de Gilberto Dimenstain: "Ingana" que eu gosto

Não é por acaso que somos um dos países mais injustos do mundo. O artigo que transcrevo para vocês apresenta esses números trágicos do nosso modelo econômico capitalista. É triste constatarmos que mentes brilhantes da economia se prestam ao serviço de sistematizar essa prática imoral e desonesta que relega milhões de brasileiros a um estado de miserabilidade crônico.

"O Instituto de Pesquisa Aplicada (IPEA), ligado ao governo federal, divulgou estudo mostrando que os pobres pagam, proporcionalmente, mais impostos do que os ricos. A razão disso é simples: os impostos indiretos. Números: os 10% mais pobres comprometem 33% do que ganham com impostos; os 10% mais ricos, 23%.
O pobre se imagina livre da mordida porque não paga imposto de renda. Nesse caso, ricos e pobres são diariamente enganados porque não fazem a menor ideia de quanto pagam de imposto ao comprar cada produto. Basta uma simples medida educativa, simplíssima, para acabar com enganação --na hora da compra, sermos informados sobre quanto vai para manter os governos, onde, como sabemos, o desperdício é a regra.
Assim, todos os dias poderíamos sentir o peso do governo --e ficar ainda mais estimulados a cobrar melhor resultados.
Brinca-se que somos país "Ingana" --o imposto inglês com o serviço público de Gana. Medidas educativas para conscientizar sobre como pagamos nossos impostos ajudariam a ser menos enganados. E, quem sabe, ficarmos menos próximos de Gana e mais da Inglaterra. "

CONFIANÇA: CAPITAL INTANGÍVEL E FUNDAMENTAL

"Trechos do artigo de Daniel Gustavo Montamat, doutor em economia, direito e sociologia, em La Nacion 01/07.
Trata da crise argentina de longo prazo. Mas serve como um vetor preventivo para o Brasil, onde o presidente vai usando esse capital por conta de sua popularidade. Em que ponto vai ferir o capital-confiança?1. Confiança não se reduz a fórmulas matemáticas. A perda de confiança tem efeitos sistêmicos, debilita as instituições, afeta a política, a economia e carcome o tecido social. Não é fácil restaurar, por se haver destruído, um ativo intangível como a confiança. A recuperação econômica em si, termina ocorrendo. Mas a que prazo e que custo? O mais complicado é recriar confiança, e isso não se soluciona com nenhum diferencial de taxas de risco. Como sociedade, devemos ter consciência de que há anos temos consumido confiança sem repô-la. Esta descapitalização intangível tem conseqüências nefastas e é responsável por nosso declínio no contexto das nações. O verdadeiro significado de confiar, vai mais além do cálculo racional.2. Confiar, nos recordam os autores de "Animal Spirits" (Princeton University Press), os economistas George A. Akerlof (outro prêmio Nobel) e Robert J. Shiller, é tomar decisões descartando ou dando por descontada certa informação. Onde prevalece esta confiança sistêmica, as pessoas investem, compram e participam sem ler a bula. Onde reina a suspeita, as pessoas não participam, se retiram, desconfiam, e não creem, ainda que leiam a bula. Akerlof e Shiller recordam o efeito multiplicador do gasto (Keynes) e usam o conceito de "efeito multiplicador da confiança" da sociedade. A confiança sustenta, retroalimenta as transações em sucessivas rodadas e multiplica os negócios aumentando o bem estar. A desconfiança, pelo contrário, opera como um multiplicador negativo; amplifica seus efeitos destrutivos.3. Quando uma sociedade investe em confiança, consolida suas instituições, coesiona sua gente e promove o desenvolvimento econômico e social. Quando uma sociedade destrói este capital invisível, declina e se degrada em todos os seus elementos."

segunda-feira, 6 de julho de 2009

OLHEM SÓ ONDE CHEGAMOS: Comissão que audita contas paralelas do Senado tem até morto


"Único instrumento de fiscalização das contas bancárias mantidas em sigilo no Senado, a comissão interna formada por um senador e dez servidores é uma peça de ficção. O grupo é integrado por funcionários que não mais pertencem aos quadros do Senado e até por um servidor morto em 2005.
Reportagem de Alan Gripp e Andreza Matais, publicada nesta segunda-feira pela Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal) informa que o grupo não se reúne há pelo menos cinco anos. Em tese, o colegiado deveria analisar as movimentações de três contas criadas para gerir as contribuições mensais dos funcionários que aderiram ao plano de saúde do Senado, mas essa tarefa coube exclusivamente ao ex-diretor-geral Agaciel Maia.
Como revelou ontem a Folha, as contas bancárias (duas na Caixa Econômica Federal e uma no Banco do Brasil) têm saldo de R$ 160 milhões e são movimentadas constantemente. As retiradas são realizadas sem controle e não há qualquer prestação de contas dos saques.
A comissão, a quem caberia cuidar desse controle, ainda tem a mesma composição de 2003. Ainda consta como membro Celso Aparecido Rodrigues, diretor financeiro do Senado. Ele foi designado para o Conselho de Supervisão do SIS (Sistema Integrado de Saúde) em agosto de 2003 e morreu dois anos depois.
movimentação das contas do que estão à disposição do seu Conselho de Supervisão.
"As movimentações dessas contas não se dão de forma livre. Elas somente são movimentadas mediante ofício dirigido aos bancos com as assinaturas do Diretor da Secretaria Executiva do SIS e do Dirigente do órgão operacionalizador, que no caso é o Senado Federal."
A Folha apurou que apesar dos descontos dos servidores, só uma pequena parte desse valor é usada para essa finalidade porque o Senado custeia quase a totalidade das despesas médicas de seus funcionários --a Casa tem orçamento próprio para isso. O saldo atual nessas contas representa mais de três vezes o gasto anual do Senado com despesas médicas, incluindo as dos senadores, de cerca de R$ 50 milhões."

DICA DE LEITURA: "ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA"de José Saramago

Li e indico o livro "ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA ",Editora Companhia das Letras, do Nobel de Literaura, José Saramago. No meio do tumulto de escândalo de nossas instituições, nada mais oportuno que deleitar-se com essa obra que traduz como nenhuma outra a degeneração humana.
O livro começa com um motorista, parado no sinal de trânsito e subitamente se descobre cego. Tal enfermidade se espalha incontrolavelmente a toda a população.Imagine uma multidão de cegos lutando pela sobrevivência.
A obra nos leva a reflexão sobre a importância da lucidez em um meio desesperador. Vê-se a redução da humanidade a uma animalização sem precedentes. É um livro comovente que nos causa uma perplexidade e nos concita a uma investigação do homem mergulhado no esplendor e na miséria. E como diz o autor: "Só num mundo de cegos as coisas serão o que verdadeiramente São". Vale a pena conferir!

sexta-feira, 3 de julho de 2009

PEC proíbe progressão de pena para crimes hediondos

Tramita na Câmara a Proposta de Emenda à Constituição 364/09, do deputado Valtenir Pereira (PSB-MT), que determina o cumprimento integral da pena em regime fechado nos casos de tortura, tráfico de drogas, terrorismo e crimes hediondos. A proposta restabelece dispositivo antes contido na Lei dos Crimes Hediondos, de 1990, que foi considerado inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 2006. A lei determinava que a pena relativa a esses crimes seria cumprida integralmente em regime fechado, mas o STF considerou que essa norma atentava contra os princípios constitucionais da isonomia e da individualização da pena. O primeiro princípio pressupõe igualdade de tratamento para pessoas na mesma situação, e o segundo estabelece que a pena deve atender as peculiaridades de cada condenado, de forma a propiciar sua ressocialização. O deputado argumenta que o princípio da isonomia consiste em tratar os iguais de maneira igual, e os desiguais de forma desigual, na medida de sua desigualdade. Assim, defende um tratamento mais rigoroso para os condenados por crimes hediondos e assemelhados. Quanto ao princípio da individualização da pena, o deputado argumenta que já está contemplando na Lei de Execução Penal, que prevê o estudo criminológico do preso para o fim de adequação do cumprimento de sua pena. "Apenas o bom comportamento carcerário não significa que o preso está apto a uma boa convivência no seio da sociedade. Conceder a progressão de pena como estímulo ao bom comportamento do delinquente não se justifica a esse tipo de criminoso", afirma Valtenir. Ele argumenta também que crimes dessa magnitude "causam um trauma incurável para a sociedade" e devem receber punição mais rigorosa. Sanções brandas, em sua concepção, "causam sensação de impunidade e estímulo à prática criminosa". O deputado deu a sua proposta o nome de Kaytto, em homenagem ao menino de 10 anos violentado e morto por um pedófilo em Mato Grosso. O autor do crime já havia sido condenado a 46 anos de prisão por violentar e assassinar outro menino de 8 anos, além de violentar e tentar matar outro de 13 anos. Após cumprir nove anos de pena, recebeu o benefício da progressão de pena e passou para o regime aberto. Tramitação A PEC será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania quanto à admissibilidade. Se aprovada, será analisada por uma comissão especial a ser criada especificamente para esse fim. Depois, seguirá para o Plenário, onde precisará ser votada em dois turnos. Íntegra da proposta: - PEC-364/2009

CIRO GOMES: NEM DILMA, NEM SERRA QUEREM!

Do blog do ex-prefeito da São Paulo César Maia sobre o imbróglio da candidatura de Ciro Gomes. Confira:
1. Paradoxalmente, as avaliações políticas dos cardeais próximos a Lula/Dilma e a Serra são as mesmas quanto a Ciro Gomes: não aconselham estimular a candidatura dele e manobram para que não ocorra. A coluna Radar, da Veja, garante que Lula já está convocando o PT de SP para que recue e aprove a candidatura de Ciro Gomes a governador. Do outro lado, já que não há o que fazer, ficam observando e torcendo para que Lula tenha sucesso.
2. Quais as razões de um e de outro lado? Do lado de Lula, as avaliações têm dois eixos. O principal é o Nordeste. Ciro vai dividir o estratégico Nordeste com Dilma. E sempre há a preocupação que se a candidatura de Ciro a presidente se tornar viável para o segundo turno, esse se diferencie de Dilma, atacando. O entorno de Lula quer um segundo turno no primeiro, ou seja, uma eleição PLEBISCITÁRIA: a favor ou contra Lula. Mais ainda agora, quando se diz que Heloisa Helena será candidata ao senado.
3. No caso do entorno de Serra, a preocupação é com a agressividade de Ciro. Especialmente porque as eletricidades recíprocas, nas declarações à distância, produzem sempre curto-circuito. O temor é que essa agressividade desvie a campanha do ambiente melhor para Serra: uma campanha propositiva e de comparação de currículos.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

ATENÇÃO: MUDANÇA NO ENSINO MÉDIO

O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou ontem um programa do Ministério da Educação (MEC) que pretende ampliar a carga horária do ensino médio e introduzir inovações no currículo para melhorar a qualidade. A ideia é direcionar mais verbas a escolas que implementem as modificações propostas para tentar tornar mais atrativas, aos alunos, as aulas do ensino médio, etapa com altos índices de repetência e evasão escolar e que está praticamente estagnada nas avaliações nacionais de qualidade da educação. Entre as mudanças propostas, está a ampliação da carga horária de 2.400 horas para 3.200. No turno diurno, isso poderia ser feito mediante o aumento do número de horas de aula por dia ou pela ampliação para mais de três anos a duração do ensino médio. Essa opção seria a única válida para os cursos noturnos. Pelo programa, o aluno também poderá escolher o que irá estudar em pelo menos 20% da carga horária, com a oferta de disciplinas opcionais. A proposta inicial de abolir a divisão por disciplinas foi flexibilizada e virou uma recomendação para que as escolas pensem outras formas de organização curricular. Integração O documento aprovado pelo CNE recomenda ainda que as escolas “inovadoras’’ tentem se integrar umas às outras, para que seus alunos tenham um leque maior de opções para as matérias eletivas. O MEC ainda não tem o valor exato do orçamento para esse programa, mas será algo “entre R$ 50 milhões e R$ 100 milhões’’, segundo o ministro Fernando Haddad (Educação), para cerca de cem escolas. “Vai depender muito da demanda’’, disse o coordenador-geral do ensino médio da Secretaria de Educação Básica, Carlos Artexes. Ele disse que a ideia é que os Estados possam ajudar no projeto no futuro. De acordo com o ministro, ainda neste ano será aberto um edital para que secretarias estaduais de Educação inscrevam escolas e projetos de ensino médio inovador que possam receber o financiamento.
Fonte: O POVO