Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

REVISITANDO NOSSA HISTÓRIA: DO PRESIDENTE QUE PEDE PELO AMIGO E OUTROS DESMANTELOS DO ESTADO BRASILEIRO

Após sucessivas observações sobre as relações de poder no Brasil e, por oportuno, frente à discussão que trata do assalto aos cofres públicos e da interferência da maior autoridade do país- o Presidente - em interesses privados e paroquianos,  tentei fazer uma releitura da obra “Microfísica do Poder”, do magistral filósofo francês Michel Foucault. Nela Foucault explicita os mecanismos de dominação que se exercem fora, abaixo e ao lado do aparelho do Estado. Essa máquina ideológica termina por incrustar “verdades” cujo interesse primordial é a dominação do homem através de práticas políticas e econômicas de uma sociedade capitalista.
Mais especificamente no capítulo que trata da “Verdade e Poder”, o filósofo nos adverte que o “que faz com que o poder se mantenha e que seja aceito é simplesmente que ele não pesa só como uma força que diz não, mas que de fato ele permeia, produz coisas, induz ao prazer, forma saber, produz discurso”.
A propósito dessa discussão, remeto-me à genialíssima o…

SOMOS PARTE DE UMA ÚNICA ESPÉCIE – A HUMANA

O que nos separa da felicidade? Essa questão muito nos inquieta em um mundo impermanente e com profundas adversidades. A saga do homem no planeta terra sempre foi marcada pelos conflitos de ordem moral, econômica e emocional. Hobbes já nos chamava atenção para o fato de o homem ser o lobo do próprio homem. Afinal, o que queremos e desejamos para nossas vidas?Eis uma questão a ser respondida
Enquanto divagamos filosoficamente, assistimos estarrecidos ao desmoronamento das instituições que deveriam ser esteios para o organismo social equilibrado: a família, o Estado. Assombrados estamos com o mais absoluto desprezo de muitos para com as suas vidas e a vida de seus semelhantes. Como um relâmpago que corta a escuridão da noite, assim também a mensagem que nos foi deixada pelo homem de Nazaré, ajuda-nos a encontrar a luz num cenário de trevas. 
Reflitamos!
Jesus nos deixou um legado de ensinamentos profundos e atuais, os quais sobreviveram centenas de anos de história. Um deles, parti…

O FUTURO DEPENDE DE NOSSAS ESCOLHAS

Sempre tenho dito aos meus alunos que não é necessário "advinhômetro" ou fazer uso da vidência para saber sobre o futuro. Basta ter atenção ao que você está plantando hoje. Se plantares ervas daninhas, colherá na mesma proporção. Na verdade, são as nossas escolhas hoje que dirão sobre o nosso futuro.
O sucesso de uma vida em plenitude perpassa pelo exercício constante e permanente do equilíbrio. Não podemos viver somente sob o espírito do carpe diem(aproveite o dia). É preciso ter um olhar para frente. Se desejamos uma velhice tranquila e saudável, temos que organizar nossa vida sob três pilares do equilíbrio: financeiro, emocional e profissional.
Temos que saber poupar e organizar nossas finanças. Não podemos gastar além do que ganhamos;não podemos contrair dívidas superiores a nossa capacidade de adimplemento; não podemos consumir sem que para isso haja um lastro financeiro. De fato precisamos poupar, pelo menos, 1/3 do nosso salário.
No âmbito emocional, é necessária…

COMO DEVEMOS AGIR: DA INSENSATEZ AO BOM SENSO

Somos diariamente tentados à insensatez. Vivemos a meio de conflitos que nos levam a tomar atitudes que se não bem pensadas nos trarão enormes prejuízos. Falo das muitas vezes que agimos sem pensar. Os resquícios da luta pela sobrevivência da nossa ancestralidade, ainda em forma animalesca, estão incrustados em nossa memória, fazendo-nos reagir de maneira abrupta diante de um iminente perigo. Assim se comportava o homem primitivo.
É óbvio que a ação imediata, quando necessária, evita maiores dissabores e nos protege diante do perigo. Todavia, na mesma proporção que é amiga das horas amargas, pode-se tornar um instrumento prejudicial àquele que a utiliza. Isso acontece quando brigamos no trânsito, na discussão acalorada no trabalho e nas muitas cenas dantescas do cotidiano. Esse destempero verbal compromete nosso bem-estar e ainda nos atrai uma legião de inimigos. Mostra uma falha na personalidade e atrapalha, deveras, nossas relações no trabalho, na sociedade e, mormente, na vida pess…

SINTOMA DA HISTERIA COLETIVA “QUERO QUE TUDO MAIS VÁ PARA O INFERNO”

Quantas vezes as pessoas amanhecem o dia irritadas e mal humoradas. Nessas ocasiões temos um estresse coletivo que se irradia por todo o tecido social trazendo uma febre de discórdia e de gestos tresloucados. No trânsito os palavrões assumem a dianteira, nas ruas as pessoas se engalfinham umas com as outras com uma facilidade impressionante.
Esse quadro avassalador mostra o quanto somos carentes de inteligência emocional. Ao menor gesto de indiferença temos um impulso repulsivo, crivando um olhar de zanga e rancor. Mal sabemos que a raiva só faz mal a quem alimenta tal sentimento, trazendo sérios prejuízos a sua saúde.
E como reagir diante tal circunstância?? É preciso olhar o mundo com os olhos de quem aprecia a vida em toda sua exuberância, enxergando nossos irmãos como extensão de nós mesmos, partícipes dessa grande safra da criação divina. Se naquele dia alguém lhe foi descortês, não alimente sobre ele o pior dos sentimentos, ao contrário seja empático e coloque-se no lugar do outro…

DO AMIGO-IRMÃO RONALDO DIAS CARNEIRO,UM ESPLÊNDIDO COMENTÁRIO

Amigo-Irmão Carlinhos , " A vida é igual andar de bicicleta. Para manter o equilíbrio é preciso se manter em movimento " ( Albert Einstein ). Proatividade é valoroso atributo ! Emblemática é a citação de Fernando Pessoa : " O êxito está em ter êxito e não em ter condições de êxito. Condições de palácio tem qualquer terra larga , mas onde estará o palácio se não o fizerem ali ? " Um proativo sabe que a adversidade é o melhor dos mestres. Um reativo sente-se vítima perante uma adversidade. Para citar Mahatma Gandhi : " Você nunca sabe que resultados virão de sua ação. Mas se você não fizer nada , não existirão resultados." " Somos a transformação que queremos no mundo " . Charles Chaplin salienta a imperiosa necessidade de atitude e mudança : " Cada segundo é tempo para mudar tudo para sempre ".

NÃO ENCONTRAREMOS DEUS NOS CÉUS

Não teremos um relacionamento próspero com Deus se insistirmos em vivenciá-lo exclusivamente numa dimensão vertical, única e individual. Não há religião senão na vivência do coletivo. O que queremos dizer: que toda experiência de fé para ser bem sucedida se exterioriza no encontro com o outro, com o próximo, com o humano. Não temo dizer que uma experiência religiosa unicamente contemplativa não passa de um equívoco da subjetividade exacerbada, uma plano de fuga, um auto-engano.
O Deus que eu acredito não é um Ser distante, que vive no étereo, que se conforma em manter com suas criaturas uma relação superficial, isolada e indiferente. Não é Aquele que anseia ser louvado no ato solitário de sua criatura. Na verdade, a aproximação e a intimidade com o Sagrado se estabelecem na fronteira das nossas relações com o nosso próximo, com aqueles com quem convivemos e repartimos o pão, com quem experimentamos a entrega e a compaixão.
Em Mateus 18:20, Jesus nos diz: “ Porque, onde estiverem …

QUEM SABE FAZ A HORA: SAIA DA ZONA DE CONFORTO

Sempre digo aos  aos colegas de trabalho  do Colégio Luciano Feijão a frase: Se parar, a bicicleta cai. Vamos para cima! Parece uma assertiva jocosa, mas tem na sua essência um ensinamento muito profundo. Não sei quem é seu autor, todavia sua importância para o nosso debate é vital.
Muitas vezes não conseguimos sair da nossa zona de conforto. Fazemos as mesmas coisas sempre da mesma maneira e esperamos resultados diferentes (contraditório, não!). Repetimos nossas ações de forma conservadora e sucumbimos nas nossas inações. Deixamos de antever cenários, nos perdemos na miopia da falsa convicção.
Tudo isso ocorre porque muitas vezes não nos damos conta de que o mundo lá fora mudou e está mudando todos os dias. As pessoas mudaram. Os processos são outros. Cada dia são novos horizontes de oportunidades e linhas de pensamentos que se ampliam. Novos tratados morais são formulados, teorias tantas são propostas. Novas tecnologias são disponibilizadas. 
Nesse bombardeio de inovações, situam-se no…

A REINVENÇÃO DO AMOR

Como diz a canção "o amor tem feito coisas que até mesmo Deus duvida". Este sentimento é tão intenso quanto contraditório. Na paixão, a loucura toma conta, está-se diante de uma projeção do outro. No amor, as coisas se tornam mais amenas e maduras. Com o tempo muitos perdem o encanto nas suas relações amorosas. Como curar esse mal que atinge casais no mundo inteiro?
Parte-se de um princípio que a "execrável" rotina é na verdade a expressão máxima do amor que sobrevive porque reflete a tolerância e a sobrevivência da relação. Onde há rotina há uma relação duradoura. É paradoxal mas facilmente explicável. O casal ao conhecer-se vivencia a experiência da projeção. Enxerga o outro não como ele é, mas como gostaria que ele fosse. O tempo não tarda a mostrar que ambos estavam errados. As pessoas são como ela são, com defeitos e virtudes. Se aceito o outro na dimensão do que ele é, transcendo a paixão e passo a viver o amor.
Os anos se vão e naturalmente nossa relação ca…

SUCESSO PROFISSIONAL: NÃO BASTA TER UMA IDEIA, VÁ ATÉ O FIM

É comum a cada um de nós o cultivo de sonhos e projetos futuros. Muitos ambicionam um bom emprego, montar um negócio, estudar bastante para ser aprovado em um concurso, ingressar no ensino superior e por aí vai. Para isso, as pessoas começam a elaborar suas estratégias, traçar seus planos. Nos primeiros dias de execução tudo vai bem: acorda cedo, pega no batente e dá início a empreitada. Ocorre que com o passar dos dias, arrefecem os ânimos. E aí lá se vai mais um projeto por água abaixo.

Essa constatação tão comum nos concita a afirmar que para vencer não basta ter apenas a iniciativa, mas é preciso ser “terminativo”, isto é, apostar no projeto até as últimas consequências. É necessário, portanto: começar, continuar e terminar. Quando deixamos as coisas no início ou pela metade, passamos um recado de fracasso e de falta de eficiência, o que compromete a nossa imagem, gerando um descrédito pessoal. Essa coisa de só ter começo nos leva ao deboche. Quando iniciarmos uma nova empreitada…

ONDE ESTÁ DEUS DIANTE DO SOFRIMENTO HUMANO?

Nos últimos dias tenho feito uma releitura de livros que tratam sobre o sofrimento humano e a ação ou (in) ação de Deus diante destes episódios. Não é à toa que muitos duvidam da existência de Deus quando submetidos a situações adversas ou trágicas. A primeira pergunta que surge é sem dúvida a mesma: Por que Deus permitiu que isso acontecesse comigo ou com alguém que amo?
Como pode um Deus que representa a bondade não intervir ante a prática do mal, do injusto, do diabólico e do trágico? Como pode Deus permitir que uma criança com apenas dois anos seja portadora de um tumor maligno que em breve lhe levará a morte? Como pode Deus permitir que um desastre da natureza (v.g. terremoto, tsunami) mate centenas e centenas de pessoas? Como pode Deus permitir que um maluco como Hitler tenha ceifado a vida de  milhares de judeus?
Afinal, onde está ou estava Deus nas horas sombrias das dores humanas???
Estas indagações não apenas nos inquietam, mas têm levado muitos à descrença, ao ateísmo, à …

O Equilíbrio é fundamental para o sucesso!!

Tenho sempre dito neste blog que o sofrimento, na vida das pessoas, é algo inevitável. Vez por outra ele vai bater na nossa porta. Mas uma coisa é certa: Não podemos evitá-lo, todavia sua magnitude será bem menor na proporção que estivermos preparados para enfrentá-lo. Para isto é preciso lembrar-se do ensino bíblico do Mestre dos Mestres que nos propugnava a construir nossa casa sobre a rocha. Parafraseando tão divino ensinamento, estendemos essa assertiva a um propósito de edificação das nossas vidas sobre a rocha. Isso diz respeito aos nossos relacionamentos em família, no trabalho, na experiência com os amigos. Já dizia há pouco que o equilíbrio é fundamental para o nosso sucesso. Quando somos vítimas de nossos desejos, cometemos as piores loucuras. Compramos o que não podemos, agimos irracionalmente, destruímos a nossa reputação. Tudo muitas vezes em virtude de um prazer momentâneo e fugaz. Quantos homens passaram anos e anos construindo uma biografia e a viram cair por terra em…