domingo, 31 de outubro de 2010

MASSAPÊ: CABEÇAS-DE FITA VÃO ÀS RUAS COMEMORAREM VITÓRIA DE DILMA

Os cabeças-de-fita foram às ruas de Massapê comemorarem a eleição da Dilma. Informações, não oficiais, dão conta que a candidata do PT obteve, em Masapê,  uma maioria sobre o candidato do PDSB na ordem de cinco mil votos.

COM 99,42% DILMA OBTÉM 56% DOS VOTOS

Já quase findando a apuração (99,42%), Dilma tem 55.461.596 votos (56%) e Serra 43.573.044 (44%), segundo dados TSE.
A pesquia de boca de urna se confirmou. Acertaram em cheio Ibope e Datafolha.

AGORA SIM, DILMA É A PRIMEIRA MULHER PRESIDENTE DO BRASIL

Com mais 75,8% das urnas apuradas no Brasil, Dilma Rouseff alcançou 53,6% dos votos contra 46,4% de Serra, segundo dados do TSE. Agora a tendência é Dilma ampliar a diferença, pois virão votos do Nordeste.
Portanto, Dilma se torna a primiera mulher Presidente do Brasil.Espera-se agora que a Presidenta eleita faça um governo democrático, solidário e participativo.
PARABÉNS DILMA.

AGORA FALTAM 14 MINUTOS PARA SABERMOS QUEM SERÁ NOSSO PRESIDENTE

Agora em Brasilia são 18:46h. Nesse momento mais 50% dos votos no Brasil  já foram totalizados. A partir das 19:00h o TSE divulgará os números da Eleição Presidencial. Com certeza, ao divulgar os números já teremos a consolidação do Presidente eleito.

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL: BOCA DE URNA IBOPE CONFIRMA ELEIÇÃO DE DILMA

A pesquisa de boca de urna apurada pelo Ibope neste domingo trará Dilma Rousseff à frente do tucano José Serra com folga.  Dilma recebeu 57% dos votos e Serra, 43%.
No primeiro turno, o Ibope apontava indefinição do quadro. No dia 3 de outubro, a petista recebeu 51% das intenções de voto. José Serra obteve 30%. A eleição acabou indo para o segundo turno.
O resultado deve ser divulgado a partir das 19h de Brasília --quando termina a votação no Acre-- pelo instituto e pela TV Globo.

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL: O SABOR DA VITÓRIA NÃO É A DERROTA DE NENHUM DELES

Ibope (12%) e Datafolha (10%). São essas as diferenças entra a candidata Dilma e o candidato José Serra. Amanhã, um deles será vitorioso e nenhum será derrotado. Não será derrotado porque ambos lutaram até o último momento para defender suas ideias. Admito que um deles é o meu candidato. Não admito, entretanto, que o sabor da minha vitória passe pela derrota de um deles. Não!!!Ambos encheram os corações de muitos brasileiros de alegria, até de frustração. Reconheçamos ou não, eles iluminaram nossas almas e nos fizeram sonhar. Vitorioso ou não Serra e Dilma nos proporcionaram a certeza de que o Brasil é maior do que as disputas, do que as ideologias. O Brasil, enfim, é o nosso berço, nossa terra, nossa razão de ser. Parabéns Dilma e Serra.

sábado, 30 de outubro de 2010

ENEM 2010: PROVAS 6 e 7 DE NOVEMBRO TERÃO ENUNCIADOS MENORES

"Fruto de queixas de estudantes, as questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terão enunciados mais curtos. O pedido foi feito pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, ao órgão responsável pelo exame, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Haddad afirmou que a recomendação dada ao Inep foi para "dar atenção ao enunciado dos itens, para que fossem contextualizados, mas que pudessem ser textos um pouco mais enxutos".
A prova, aplicada em dois dias, começa no sábado, 6 de novembro. No total, são 90 questões por dia. No primeiro, a prova é de ciências humanas e ciências da natureza. No segundo, é a vez de linguagem e códigos, além de redação e matemática. As provas serão distribuídas em quatro cores diferentes.
O exame, diz Haddad, está impresso e pronto "há semanas", e não houve qualquer atraso no cronograma. Sobre a segurança da prova, questionada no ano passado depois de o Grupo Estado revelar o vazamento do exame em outubro, o ministro afirmou estar tranquilo. "A gráfica é a mais segura do Brasil, a distribuição é feita pelos Correios. São os parceiros mais qualificados." Haddad também citou que o exame contará novamente com o apoio da Polícia Rodoviária Federal e das Polícias Militares de cada estado."
Fonte: Radar

AO PRÓXIMO PRESIDENTE: MINHA ESPERANÇA ESTÁ NA EDUCAÇÃO

Daqui a algumas horas teremos um novo Presidente no Brasil. O que se espera é o que eleito tenha a capacidade de promover uma grande aliança nacional, chamandos a todos os partidos, independente de suas matizes ideológicas. O que se deve levar em conta é a imperiosa necessidade de se superar neste país flagelos que atentam contra a dignidade da pessoa humana.
A forma exacerbada com que as drogas invadem o cenário de nossas famílias, aliado ao caos que hoje é a saúde pública no Brasil, nos impõem desafios que exigem uma ação enérgica do Estado brasileiro.Não acredito em uma mudança que não se inicie pela educação. Lula avançou quando criou o Prouni e estendeu pelo Brasil inteiro extensões de universidades federais. Mas isso só não basta! Temos grandes desafios: o primeiro cuida da valorização do magistério. Nossos mestres são pessimamente remunerados, além de sofrerem violência no cotidiano escolar. Anota-se também a ausência de programas de formação contínua dos professores na maioria das escolas públicas. Isso sem se falar que estamos perdendo grandes empreendimentos de empresas de alta tecnologia, em face do país estar carente de mão-de-obra qualificada.
Esses sintomas comprometem o desenvolvimento do Brasil. É preciso priorizar a educação. Através dela permitimos que cada brasileiro resgate sua diginidade e seja capaz de construir sua própria história. Programas como o Bolsa-Família são necessários, mas não podem se eternizar, sob pena de se constituirem em instrumentos de acomodação e de dominação pelo Estado.
Educando estamos criando homens e mulheres que pensam e agem movidos pelos valores mais edificantes.

A POUCAS HORAS DE SER A PRIMEIRA MULHER PRESIDENTE DO BRASIL, DILMA AFIRMA QUE NINGUÉM A SEPARARÁ DE LULA

"Líder nas pesquisas de intenção de voto, a candidata do PT ao Palácio do Planalto, Dilma Rousseff, usou, durante entrevista neste sábado (30) em Belo Horizonte (MG), um discurso de provável vencedora.
Falou sobre coalizão no Congresso, descartou participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em um eventual governo, mas disse que ele será um importante interlocutor, com "relação muito íntima e forte".
Ela afirmou que, depois da votação de domingo, quer promover a união nacional, caso seja eleita, após uma acirrada campanha contra o tucano José Serra. "Logo após a eleição, quero um Brasil em torno de um projeto não só material, mas também de valores", afirmou.
Questionada sobre se convidaria a oposição para conversar, num eventual governo, ela disse: "vou governar com a minha coligação. Eu represento esse projeto do presidente Lula, que eu tenho a responsabilidade agora, se eu for eleita, se Deus quiser, de continuar".
Ela disse também que pretende manter conversas com Lula, se vencer. Sobre a influência do presidente em seu eventual governo, a candidata afirmou que teria "uma relação muito íntima e muito forte" com seu mentor político. "Ninguém neste país vai me separar do presidente Lula."

Fonte: blog do Noblat, exceto título da postagem

MASSAPÊ: ZEZINHO ALBUQUERQUE E JACQUES LEVAM MULTIDÃO ÀS RUAS

Ontem, uma multidão de cabeça-de-fita foi às ruas de Massapê, acompanhada do Deputado Zezinho Albuquerque  e do ex-prefeito Jacques Albuquerque. O evento pró-Dilma contou com a participação de lidereranças do PSB, PDT e PT. Na oportunidade, o Deputado Zezinho Albuquerque agradeceu aos massapeenses a brilhante votação que teve no município e afirmou em alto e bom som que muitas obras virão para Massapê nos próximos quatros anos do Governo de Cid Gomes.  

NO DIA DA ELEIÇÃO, AMANHÃ, VEJA O QUE FARÃO DILMA E SERRA

"Para acompanhar o resultado, concentração e discrição. Tanto Dilma Rousseff (PT) quanto José Serra (PSDB) devem permanecer longe dos holofotes. A petista deve votar às 8h em Porto Alegre, e depois seguirá para um café da manhã com aliados. Por volta das 11h, a candidata deve embarcar de volta a Brasília.
Todos os coordenadores da campanha votam em seus estados e retornam a Brasília mais ou menos no mesmo horário. Dilma, assessores e petistas chegam e vão para o Hotel Naoum para os preparativos da festa. Depois se encontram com o presidente Lula no Palácio da Alvorada para acompanhar a apuração.
Com o resultado, se Dilma ganhar, ela e o séquito seguem para o Hotel Naoum onde a petista fará sua declaração. Dilma deve deixar a entrevista para o dia seguinte.
O tucano José Serra deve manter o ritual de eleições anteriores e permanecerá recolhido no domingo até que a eleição defina quem será, a partir de 2011, o novo presidente do país.
Como de costume, o candidato do PSDB, depois de votar no Colégio Santa Cruz, por volta do meio-dia, deve evitar os jornalistas até que não haja dúvidas sobre o resultado das urnas.
Serra tem convite para almoçar na casa do amigo Andrea Matarazzo, mas o tucano tem dito que vai optar pela companhia dos netos Francisco, Gabriela e Antonio, e de sua filha, Verônica, no Morumbi, antes de seguir para seu escritório.
Se for eleita, Dilma deverá dar uma declaração à nação. Em seguida, a petista deve seguir para a Esplanada dos Ministérios. Depois da festa, Dilma retornará ao hotel, onde tem uma suíte presidencial reservada para que passe ali sua primeira noite como a nova presidente eleita do Brasil.
A petista, se realmente for eleita, deve passar os dois primeiros dias depois da eleição em Brasília e depois viajar para um descanso de pelo menos uma semana no Rio Grande do Sul. Mas não deve ficar na sua casa em Porto Alegre, para evitar o assédio.
No dia 9 de novembro, Dilma deve ser levada pelo presidente Lula para ser apresentada à comunidade internacional , em reunião do G-20 na Coreia do Sul, como a presidente eleita do Brasil.
Na ida, Lula e Dilma devem fazer uma parada em Maputo, capital de Moçambique."
Fonte: blog do Noblat

DISPUTA PRESIDENCIAL DECIDIDA: DILMA SERÁ A PRÓXIMA PRESIDENTE DO BRASIL

Quem esperava que ontem no Debate da Globo poderia haver uma reviravolta na disputa presidencial, arrefeceu os ânimos. Não houve nenhum fato novo que repercutisse na campanha de Dilma Rouseff. Na verdade, o debate da Globo era a última cartada do candidato José Serra. Para quem assistiu, observou que ambos os candidatos se pouparam e pouparam um ao outro. Serra baixou a tolha e já tem como certa sua derrota. Não vai mais se desgastar com a futura presidente. Não há mais coelho na cartola.  Preferiu, como bom político,  manter-se na retaguarda e ir até o fim da sua missão.
Por outro lado, as pesquisas mostram uma estabilidade na disputa, com o favoritismo da Dilma, já à beira da consolidação. Por acreditar que as abstenções prejudicarão mais o candidato do PSDB, além da análise dos dados das últimas pesquisas, não vejo mais dúvida sobre a eleição da primeira mulher Presidente da República.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

NOVA PESQUISA: Indecisos são apenas 4%, e Dilma mantém 12 pontos de dianteira, diz Datafolha

"Pesquisa Datafolha realizada ontem voltou a indicar estabilidade no quadro da corrida presidencial, com Dilma Rousseff (PT) mantendo liderança de 12 pontos sobre José Serra (PSDB). A diferença agora é que o percentual de indecisos caiu de 8% para 4% em dois dias. Essa redução nesse grupo de eleitores indica que há cada vez menos espaço para mudanças na tendência de favoritismo da candidata do PT.
O levantamento do Datafolha, encomendado pela Folha, foi realizado ontem em 256 cidades e com 4.205 entrevistas. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.
Quando se consideram os votos válidos, Dilma manteve os mesmos 56% que obteve nos levantamentos de terça-feira (dia 26) e quinta-feira (dia 21). Serra também ficou com seus 44% registrados nas últimas duas sondagens.
Há alguma variação no que diz respeito aos votos totais, pois aí houve redução dos indecisos. Dilma oscilou de 49% para 50% nesta semana. Serra foi de 38% para 40%. Ambos movimentaram-se dentro da margem de erro da pesquisa.
Os que votam em branco, nulo ou nenhum mantiveram-se em 5%. E houve a queda nos indecisos, de 8% para 4% em dois dias, de terça para ontem.
No geral, as curvas dos candidatos na pesquisa Datafolha neste segundo turno mostram uma tendência clara: Dilma conseguiu ganhar algum fôlego desde o início do mês (pulou do patamar dos 48% para o dos 50% dos votos totais), enquanto Serra parece ter ficado estagnado (começou outubro com 41% e agora tem 40%).
Há também uma pequena variação para baixo, dentro da margem de erro, no percentual total dos que são indecisos somados aos que votam em branco, nulo e nenhum. No início deste mês, eram 11%. Agora, são 9%. Há sinais de que esses eleitores não querem mesmo sair desse grupo.
Essa tendência é perceptível entre os eleitores que dizem ter votado em Marina Silva (PV) no primeiro turno. No começo de outubro, 9% deles votavam em branco, nulo ou nenhum e outros 18% estavam indecisos. Somados, esses dois grupos eram 27%.
Ontem, segundo o Datafolha, os "marineiros" indecisos caíram para 8%, mas os que vão anular ou votar em branco foram a 18%. Os dois grupos totalizam 26%. Ou seja, cerca de um quarto dos eleitores de Marina não se convenceram até agora a votar em Dilma ou em Serra.
Outro dado que ajuda a entender porque a petista subiu um pouco neste mês e consolidou sua dianteira é o comportamento de quem no primeiro turno votou em branco ou nulo. Na primeira semana de outubro, 14% desses eleitores diziam estar propensos a votar na petista e 25% declaravam apoio ao tucano.
Passadas quase quatro semanas, o quadro se inverteu: 25% dos eleitores que votaram em branco ou nulo no primeiro turno dizem agora que vão escolher Dilma contra 13% que optam por Serra.
A vantagem de Dilma continua ancorada no eleitorado masculino. Entre os homens, ela tem 54% contra 38% de Serra. Já no voto feminino há um empate técnico: a petista está com 46% e o tucano obtém 43%, diz o Datafolha.
A pesquisa foi registrada no TSE sob o número 37721/2010."
Fonte: Folha on line

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL: SEXTA-FEIRA DEBATE NA GLOBO COM NOVO FORMATO

"Para o debate de amanhã na Globo, a campanha de Dilma Rousseff contará com pesquisas instantâneas em sete estados. Serão dez grupo de indecisos no total (um por estado, com exceção de São Paulo, onde ficarão quatro grupos).
Naturalmente, o PSDB contará com pesquisas semelhantes, que guiarão online os passos de José Serra no confronto.
Em todos os debates, repete-se a mesma coisa: a avaliação desses grupos define boa parte das ênfases dos candidatos durante o embate. A partir de como esses grupos avaliam os desempenhos de Serra ou Dilma, os marqueteiros de cada um instruem seus clientes nos intervalos: “fale isso, fale aquilo”, “insista naquele tema” etc.”
(Coluna Radar – Veja Online)

CABEÇAS-DE-FITA REALIZAM PASSEATA NESTA SEXTA-FEIRA EM MASSAPÊ

Liderados pelo ex-prefeito Jacques Albuquerque, os cabeças-de-fita realizarão, nesta sexta-feira, a partir das 19 horas, uma passeata em prol da candidatura de Dilma Rouseff à Presidência de República. Na oportunidade, Jacques agradecerá aos seus correligionários os votos do seu irmão Zezinho Albuqueque e da Deputada Federal Gorete Pereira.

PESQUISA IBOPE: DILMA AVANÇA 14 PONTOS À FRENTE DE SERRA

"A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, está 14 pontos à frente do adversário José Serra (PSDB), de acordo com pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira.
O levantamento mostra a petista com 57% dos votos válidos contra 43%. Na pesquisa anterior, divulgada no dia 20, Dilma aparecia com 56% contra 44% de Serra. Pelos votos totais, a petista conta com 52% das intenções contra 39% do adversário. Entre os entrevistados, 5% disseram que irão anular ou votar em branco e 4% estão indecisos.
Na pesquisa anterior, Dilma registrava 51% das intenções totais de voto contra 40% de Serra. Os porcentuais de brancos e nulos e de indecisos continua o mesmo. A maioria dos eleitores (82%) diz que o voto é definitivo e 13% afirmam que ainda podem mudar. O governo Lula tem aprovação de 80% enquanto 15% o consideram regular e 4%, ruim ou péssimo.
A pesquisa, encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo", fez 3010 entrevistas entre os dias 25 e 28 de outubro. Ela está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número 37.596/2010. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos."

Fonte: Folha on Line

PAPA PEDE A BISPOS QUE ORIENTEM OS FIÉIS SOBRE O ABORTO

A três dias do segundo turno das eleições presidenciais, o Papa Bento XVI pediu a bispos brasileiros para orientarem politicamente os fiéis durante reunião nesta quinta-feira no Vaticano.
O papa, que não se referiu diretamente ao pleito deste domingo, afirmou ainda que os religiosos devem emitir, quando necessário, juízo moral em assuntos políticos.
- Em determinadas ocasiões, os pastores devem mesmo lembrar a todos os cidadãos o direito, que é também um dever, de usar livremente o próprio voto para a promoção do bem comum - disse o papa em seu discurso a bispos do Nordeste.
- Quando, os direitos fundamentais da pessoa ou a salvação das almas o exigirem, os pastores têm o grave dever de emitir um juízo moral, mesmo em matérias políticas - completou.
Bento XVI afirmou que esta orientação deve ser dada "quando projetos políticos contemplam, aberta ou veladamente, a descriminalização do aborto ou da eutanásia".

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

CID SE REÚNE NESTA QUINTA-FEIRA COM VEREADORES ALIADOS

Amanhã, quinta-feira, às 10 horas, no Marina Park, em Fortaleza, o Governador Cid Gomes se reunirá com vereadores aliados do Ceará para tratar sobre os últimos dias da campanha de Dilma. Cid está preocupado com as abstenções em razão do feriado. A ordem é todo mundo cair em campo garimpando votos para a candidata do PT.

NOVELA CHEGA AO FIM, EM PARTE: STF decide manter decisão do TSE e valida Ficha Limpa para este ano

Em sessão tensa e novamente dividida, o Supremo decidiu, por 7 a 3, manter a decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que barrou a candidatura de Jader Barbalho (PMDB-PA) ao Senado, quando considerou a Lei da Ficha Limpa constitucional e válida para este ano.
Nesta quarta, os ministros novamente empataram em 5 a 5 sobre mérito da discussão, mas coube ao ministro Celso de Mello resolver o impasse. Ele havia votado contra a validade da Ficha Limpa, acompanhando os votos de José Antonio Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello e Cezar Peluso.
A favor da lei estavam os colegas Joaquim Barbosa, Cármen Lúcia, Carlos Ayres Britto, Ricardo Lewandowski e Ellen Gracie. Quando os ministros começaram a discutir como solucionar o caso, Mello pediu a palavra e sugeriu manter a decisão do TSE, por conta do impasse.
A sugestão foi seguida pelos cinco ministros favoráveis à Lei da Ficha Limpa mais Celso de Mello e Peluso, desempatando a questão pendente desde o julgamento do caso do então candidato ao governo do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC).
Os ministros julgaram hoje um recurso de Jader contra decisão da Justiça Eleitoral, que o considerou "ficha suja" por ter renunciado ao cargo, em 2001, para escapar de processo de cassação. A decisão só atinge o caso de Jader.
Os demais ministros queriam que Peluso proferisse o chamado voto de qualidade e resolvesse a questão. Gilmar Mendes chegou a ironizar, dizendo que o caso poderia ser resolvido no "par ou impar", "jogando um dado" ou por um mago.
A sessão foi tumultuada. Gritando e gesticulando muito, Mendes chegou a chamar a Lei da Ficha Limpa de "barbárie da barbárie" e dizer que a legislação criou regras para "que gravitam em torno do nazifascismo"..
Ele também afirmou que a lei foi editada para atingir o então candidato ao governo do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC). "Essa lei tem nome, sobrenome e filiação no PT", ao dizer que o trecho da lei que trata de renúncia foi proposto pelo deputado José Eduardo Cardozo (PT), coordenador da campanha de Dilma Rousseff.
Ao final de seu voto Ayres Britto pediu a palavra: "Quero dizer que discordo em gênero número e grau de praticamente todo o raciocínio jurídico do ministro Gilmar Mendes".

DISCUSSÕES

Os ministros mostravam-se impacientes e chegaram a discutir em diversos momentos. Em um deles, Mendes criticou o TSE, dizendo que suas decisões faziam "casuísmo jurisprudencial". O presidente daquele tribunal, Ricardo Lewandowski, respondeu: "Eu repilo com veemência a afirmação que o TSE faz casuísmo judicial". Cármen Lúcia também respondeu. "É melhor que se verifique o aconteceu antes de fazer qualquer referencia ao TSE".
Em outro momento, quando os ministros discutiam a possibilidade de adiar novamente o debate por conta do impasse, a ministra Ellen Gracie pediu ao colega Marco Aurélio adiantar seu ponto de vista. O colega, então, provocou: "Vossa Excelência está presidindo a sessão? Responda. Não me cobre posição. Ou Vossa Excelência tem viagem marcada, não pode aguardar um pouco mais".
"Pode até ser que eu tivesse", respondeu Ellen, contrariada.
Ao final, quando a discussão já se encaminhada para o fim, Mendes voltou a criticar a legislação e a forma como os ministros desempatavam a questão. Lewandowski, então, tentou fazer um aparte, que foi negado por Mendes: "deixa eu concluir depois vossa excelência pode falar a noite inteira", ironizou.
O colega então reclamou: "Presidente, isso não é regimental. porque eu fico então sem réplica.O ministro critica o TSE diversas vezes. Isso aconteceu uma vez, duas vezes, três vezes. E eu fico aqui calado?".

FICHA LIMPA - NO STF , POR ENQUANTO, VOTAÇÃO EMPATADA 5x5

"O ministro Cezar Peluso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), votou há pouco contra a aplicação imediata da Lei da Ficha Limpa.
Com o voto dele, o placar fica empatado em 5 a 5. Desde a aposentadoria de Eros Graus, realizada em agosto deste ano, o Supremo conta apenas com 10 ministros.
Agora, os ministros tentam chegar a um acordo para desempatar o placar.
Entre as possibilidades está o voto de qualidade (minerva) do presidente Cezar Peluso. Ele, no entanto, anunciou no julgamento do caso do ex-candidato Joaquim Roriz que não tomaria essa iniciativa.
Outra opção é recorrer ao regimento interno do STF que diz no art 146 que diz:
“Havendo, por ausência ou falta de um Ministro, nos termos do art. 13, IX, empate na votação de matéria cuja solução dependa de maioria absoluta, considerar-se-á julgada a questão proclamando-se a solução contrária à pretendida ou à proposta”.
Ou seja: prevaleceria o entendimento contrário ao recurso de Jader que é contra a aplicação da Lei da Ficha Limpa no caso dele.
Há também a possibilidade de se aguardar a indicação pelo presidente Lula do 11º ministro.
O julgamento de hoje é feito com base no recurso do candidato ao Senado, Jader Barbalho (PMDB-AP) enquadrado na Lei da Ficha Limpa no início de setembro pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Na ocasião, Jader foi enquadrado nas novas regras de inelegibilidade por ter renunciado ao mandato de senador, em 2001, para escapar de cassação após ser acusado de participar de um esquema de desvio de recurso da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam) e do Banco do Pará (Banpará)."

Fonte: blog do Noblat

PESQUISA CNT/SENSUS: RESULTADOS CONSOLIDAM A VITÓRIA DE DILMA

"Pesquisa CNT/Sensus, divulgada há pouco em Brasília, aponta a candidata à sucessão de Lula, Dilma (PT), com 51,9% das intenções de votos contra 36,7% de Serra (PSDB).
Votos nulos e aqueles que não souberam responder somam 11,5 %.
Em comparação com a pesquisa divulgada na última quarta-feira (20), Dilma subiu 5,1% e Serra caiu 5,1%.
Ao se verificar apenas os votos válidos (descontados os nulos e brancos), Dilma tem 58,6% contra 41,4% de Serra.
Em comparação com a última pesquisa, Dilma cresceu 5,8% e Serra caiu o mesmo percentual, 5,8%.
Na pesquisa espontânea (em que não é apresentado o nome do candidato aos entrevistados), Dilma tem 50,4 %, Serra 35,7%.
Segundo a pesquisa, Serra apresenta o maior índice de rejeição com 43%. Esse é o maior índice registrado ao longo de toda a campanha. Em contrapartida, 32,5% dos entrevistados disseram que não votariam em Dilma.
Na última pesquisa, Serra tinha 39,8% de rejeição contra 35,2% de Dilma.
A margem de erro é de 2,2 % para mais ou para menos.
A pesquisa foi encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) e realizada entre os dias 23 e 25 de outubro em 136 municípios de 24 estados. Foram feitas 2 mil entrevistas."
Fonte: blog do Noblat

LULA É O MAIOR FENÔMENO DE POPULARIDADE NA HISTÓRIA DA REPÚBLICA

"Pela terceira semana consecutiva, a avaliação de seu governo obteve um patamar recorde de aprovação na série histórica do Datafolha na pesquisa realizada e divulgada hoje pelo instituto.
No levantamento atual, 83% dos eleitores brasileiros avaliaram sua administração como ótima ou boa.
Na semana passada, essa aprovação chegava a 82%. No mesmo período, o patamar dos que consideram seu governo regular passou de 14% para 13%, enquanto 3% dizem que ele é ruim ou péssimo, índice que se manteve."

VAMOS NÓS: Quer queiram ou não, Lula é um caso inédito na história de República. Um Presidente chegar ao final do mandato (8° ano) com tamanha popularidade é um feito extraordinário que não pode ser negado nem diminuído por seus opositores.

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL - CANDIDATOS EM DESESPERO COM A ABSTENÇÃO

Maior preocupação de todos os candidatos nas eleições de domingo não são mais os escândalos que poderão vir. Trata-se do monstro da "ABSTENÇÃO".

HOJE O STF VOLTA A DEBATER O "FICHA LIMPA"

Logo mais os Ministros do STF voltarão a debater a aplicação ou não, nessas eleições, da Lei da Ficha Limpa. O último julgamento sobre o tema findou-se por empatado, o que gerou um desgaste para o Excelso Pretório. Aguarda-se, desta feita, que em caso de empate, o Presidente do STF irá bater o martelo. Aguardemos!

PESQUISA DATAFOLHA: SERRA PERDE VOTOS NO SUL E SUDESTE

"A mais recente pesquisa Datafolha mostra que Serra perdeu votos no Sul e no Sudeste, tendo frustrada sua estratégia de crescer nessas regiões para tentar compensar a ampla vantagem de Dilma no Nordeste.
Segundo o Datafolha, Serra perdeu três pontos no Sudeste, ficando com 40%, ante 44% de Dilma. Na Região Sul, o tucano mantém a liderança, mas perdeu dois pontos: 48% contra 41% de Dilma.
No Nordeste, a petista mantém ampla diferença: 64%, contra 37% de Serra.
Nesta rodada, o Datafolha entrevistou 4.066 pessoas, em 246 municípios, em todos os 27 estados. O levantamento está registrado no TSE com o número 37.204/2010 e foi encomendado pela Rede Globo e pela "Folha de S.Paulo”.
Desde o início do segundo turno e da realização da primeira pesquisa dessa fase, há uma estabilização na curva dos votos válidos.
Dilma cresce dois pontos percentuais, e Serra perde dois. Na pesquisa de 8 de outubro, a petista aparecia com 54% dos votos válidos, contra 46% de Serra; na pesquisa dos dias 14 e 15, os dois mantiveram 54% e 46%, respectivamente, dos votos válidos; no dia 22, a pesquisa Datafolha publicada na “Folha” indicava 56% para Dilma e 44% para Serra, em votos válidos.
O comando da campanha dilmista comemorou o resultado, mas a ordem é manter a mobilização e evitar a abstenção, sobretudo no Nordeste.
— As pesquisas mostram um quadro consolidado. Mas não temos que comemorar antes da eleição, temos é que intensificar a campanha. Fica claro que Dilma é a única que pode ampliar as conquistas do governo
Lula, e que Serra é o retrocesso — disse o deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP).
Já no comando da campanha de Serra, o resultado causou apreensão e a certeza de que o tucano precisa crescer em São Paulo e Minas.
Mas a oposição garante que o resultado não desanima, já que ela trabalha também com os números de pesquisas internas sinalizando que a vantagem de Dilma seria de apenas 5,5 pontos percentuais.
— Esta pesquisa está alinhada com as demais e mostra alterações discretas. Vamos ver como elas vão se comportar até a véspera da eleição. Estamos confiantes de que haverá movimentação a nosso favor e
que esta disputa será definida por uma diferença muito pequena — disse o presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE)."

Leia mais em O Globo

terça-feira, 26 de outubro de 2010

PESQUISA DATAFOLHA: DILMA 56%; SERRA 44%

"Pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta terça (26) indica que a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, tem 56% dos votos válidos, e o candidato do PSDB, José Serra, 44%. Os votos válidos excluem brancos, nulos e indecisos.
O segundo turno da eleição, no próximo domingo (31), decidirá quem será o novo presidente da República, a partir de 1º de janeiro.
Realizado nesta terça, o levantamento do Datafolha ouviu 4.066 pessoas em 246 municípios e tem margem de erro de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Isso quer dizer que Dilma pode ter de 54% a 58%, e Serra, de 42% a 46%.
O resultado em votos válidos é o mesmo da pesquisa anterior, realizada no dia 21.
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo” e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 37404/2010.
Se considerados os votos totais (que incluem brancos, nulos e indecisos), Dilma soma 49% das intenções de voto, e Serra, 38%, segundo o Datafolha. Os brancos e nulos são 5%, e os indecisos, 8%.
Na pesquisa anterior, no dia 21, Dilma registrou 50%, e Serra, 40%. Brancos e nulos eram 4%, e os indecisos, 6%."

Fonte: IG

ANÁLISE DO BLOGUEIRO:
Vê-se pelo resultado do Datafolha que houve uma oscilação negativa para ambos os candidatos (1% Dilma - 2% Serra). Outro ponto importante, que merece destaque, é o crescimento do percentual de indecisos (de 6% para 8%) como eu já havia previsto na postagem abaixo. De fato, o quadro está estável e favorável à Dilma, entretanto os institutos colocaram a barba de molho e estão "manipulando"os números  dentro do limite da margem de erro com o intuito de não desprezarem o imprevisível.
Outro aspecto que merece destaque, é o fato do feriadão que provocará um crescimento considerável nas abstenções. Esse fenômeno não é captado pelas pesquisas. O que se propõe é indagar: Quem perde mais com isso - Dilma ou Serra!!! Sem dúvida, o maior prejudicado é o candidato do PSDB pois detém parcela considerável de votos nas classes média e alta, que são aquelas que dispõem de mais recursos financeiros  para viajarem pelo Brasil afora.

PESQUISA ELEITORAL DATAFOLHA - INSTITUTOS IRÃO SE PROTEGER DE RESULTADOS IMPREVISÍVEIS

As pesquisas que serão divulgadas  hoje e durante o decorrer da semana sofrem o comprometimento da proximidade do pleito eleitoral. Nessa fase os institutos tendem a diminuir o distanciamento entre um candidato e o outro, como forma de evitar surpresas e oscilações imprevisíveis.
Hoje o  Datafolha estará apresentando seus números e fará uma opção por essa linha de raciocínio. Embora se perceba que há uma relativa tendência de estabilidade na disputa eleitoral, com o favoritismo de Dilma Rouseff, os institutos deverão trabalhar dentro da margem de erro com  a seguinte diretiva: diminuirão os percentuais de diferença entre os dois candidatos e aumentarão o percentual dos indecisos. Isso será mais cômodo, pois se houver alguma modificação no quadro se atribuirá aos eleitores que estavam indecisos.É claro que essa manobra compromete a verdade dos números, mas ao mesmo tempo evita dissabores e descrédito dos institutos.
Sabe-se, todavia, que o quadro que se apresenta pelos útimos resultados das pesquisas eleitorais mui dificilmente mudará, salvo, com outrora havia dito, surja um fato escabroso que envolva a candidata do PT. Fora disso, a eleição caminha definida, entretanto a diferença de votos entre os dois candidatos não deverá ultrapassar o pencentual de 6%. Confira e veremos.

DILMA FAZ VISITA RELÂMPAGO AO CEARÁ

"A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Roussef, disse, nesta terça-feira, durante minicarreata na Praça do Ferreira, no Centro de Fortaleza, que é “hora de eleger uma mulher para a Presidência da República”. Dilma chegou por volta de 14 horas ao local. Os militantes a aguardavam desde o meio-dia sob forte calor.
A presidenciável fez um rápido discurso de três minutos em carro aberto, onde estavam também o governador Cid Gomes (PSB), a prefeita Luizianne Lins (PT) e o deputado federal Ciro Gomes (PSB). Ela disse que espera receber do Ceará mais votos que no primeiro turno – obteve 66%, e que o cearense é um “povo trabalhador”. Enquanto falava, militantes gritavam o coro “Serra não, mamãe!”, expressão que se popularizou por meio do twitter.
Num outro carro, estavam os senadores eleitos Eunício Oliveira (PMDB) e José Pimentel (PT), o vice-governador eleito Domingos Filho (PMDB), o senador Inácio Arruda (PCdoB) e vários parlamentares como os petistas José Guimarães e José Airton e os recém-eleitos Danilo Forte para federal e Camilo Santana (PT) para estadual.
Dilma permaneceu na Praça do Ferreira por cerca de 30 minutos cercada pelos eleitores. Ela segue agora para carreata na cidade de Caruaru, em Pernambuco, e comício em Vitória da Conquista, na Bahia."
Fonte: Blog do Eliomar

STF VOLTA A DEBATER "FICHA LIMPA" NA QUARTA-FEIRA

"Ao marcar para esta quarta-feira o julgamento do recurso do senador eleito pelo Pará Jader Barbalho (PMDB) contra a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de cassar o registro de sua candidatura, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Cezar Peluso, sinalizou ter uma solução para o impasse ocorrido durante o julgamento da validade da Lei da Ficha Limpa no caso do ex-candidato Joaquim Roriz (PSC-DF) . Há quem avalie que algum dos ministros possa mudar o voto, mas a maioria acredita que Peluso optará por uma solução regimental em favor de uma ou de outra tese.
Com isso, o debate sobre a validade ou não da Lei da Ficha Limpa para as eleições deste ano recomeça. No julgamento de Roriz, houve um racha no STF, com cinco ministros a favor e cinco contra a validade. Há expectativa de que os ministros do Supremo se reúnam informalmente ainda esta terça-feira para tentar encontrar, no regimento da Corte, a solução mais viável para evitar um novo empate.
Entre as hipóteses, estão: o presidente votar duas vezes, o que desempataria em prol do grupo favorável à validade da lei nestas eleições; outra possibilidade é que, diante do empate, seja validada a decisão do TSE (artigo 146 do regimento do STF), que manteve cassado o registro de Jader; e a terceira opção seria o próprio Peluso, em novo empate, dar um voto de "qualidade". Neste caso, se o placar estiver cinco a quatro, Peluso votaria de acordo com a corrente majoritária, mesmo que seja contrária a seu voto original.
O impasse no julgamento passado implicou em desgaste para o tribunal
- O que imagino é que não chegamos a um novo impasse. O impasse no julgamento passado implicou em desgaste para o tribunal. Para se ter cinco a cinco de novo, eu, se fosse o presidente, não colocaria de novo em pauta. O que acredito é que ou um dos ministros irá evoluir (para um dos dois grupos) ou o presidente irá evoluir com o voto de minerva - afirmou o ministro Marco Aurélio Mello, contrário à validade da lei para este ano.
Há ainda expectativa sobre o voto da ministra Ellen Gracie, que, no caso Roriz, ficou a favor da lei para este ano, mas votou diferente em outros julgamentos de casos semelhantes."
Fonte: O Globo



PESQUISA ELEITORAL: DATAFOLHA DIVULGA AINDA HOJE NOVOS NÚMEROS

Ontem tivemos a divulgação da pesquisa do Vox Populi sem maiores novidades, apenas com as oscilações naturais, dentro da margem de erro. Hoje é o dia do Datafolha apresentar  seus números. Amanhã, teremos o IBOPE e CNT SENSUS.  

CANDIDATOS "MORNOS" NÃO ME FARÃO VOTAR EM BRANCO

Ontem, até onde assisti ao debate, nada vi de novo, além dos temas já tão batidos. Ainda bem que só falta o debate da Globo, porque senão eu terminaria votando em branco. Como entendo que o voto  não pode ser decidido por uma visão personalista, mas se deve ter vista a plataforma ideológica do que representa o candidato, vou terminar por votar no menos pior. Menos pior, digo, porque ambos os candidatos, embora detentores de experiências administrativas, não se deixaram conhecer. Perderam a oportunidade de debater grandes temas e se valeram de ataques pessoais e partidários. Isso não contribui para a democracia, muito menos para resolver os grandes problemas que ainda afligem a nação brasileira.
Entretanto, não sou adepto do voto em branco, uma feita que tal expediente nada contribui para a consolidação de um Estado Democrático de Direito. Como saída para essa dicotomia, proponho-me a observar os modelos programáticos defendidos pelos candidatos, com suas repercussões no trato com a pessoa humana. Afinal, nada pode ser mais valoroso do que o homem. Toda a administração que se pretenda ser exitosa, deve direcionar suas ações na construção da dignidade da pessoa humana. Nesses aspectos, as candidaturas propostas se distinguem. 

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

DEBATE DA RECORD ENVEREDA PARA O TEMA DAS PRIVATIZAÇÕES E VIRA PRATO REQUENTADO

Prato requentado e insosso no debate da Record. A mesma discussão e os mesmos temas com os mesmos argumentos. Ninguém merece...vou fazer um programa melhor: Dormir. Até amanhã...

DILMA CHEGA AMANHÃ ÀS 13 HORAS EM FORTALEZA

Cid Gomes e Luiziane, após selarem a paz,  estarão recepcionando a candidata do PT em Fortaleza, amanhã, a partir das 13 horas.

ATAQUES CONTINUAM SENDO O PONTO ALTO DO DEBATE

Até agora nada de novo no debate, além da dupla cansativa Paula Preto x Erenice...

DEBATE NA RECORD COMEÇOU AGORA HÁ POUCO

O debate presidencial começou agora na Rede Record tratando sobre o Programa de Aceleração de Conhecimento - PAC e banda larga nos serviços de telecomunicações.

VOX POPULI: Candidata do PT ao Palácio do Planalto recuou dois pontos, enquanto tucano oscilou um ponto para baixo; indecisos antes eram 4%

"Pesquisa Vox Populi/iG publicada nesta segunda-feira mostra que, a menos de uma semana das eleições, a candidata do PT ao Palácio do Planalto, Dilma Rousseff, mantém a dianteira sobre o tucano José Serra na corrida presidencial.A ex-ministra da Casa Civil oscilou dois pontos para baixo em relação ao levantamento realizado pelo instituto entre os dias 15 e 17 de outubro e agora conta com 49% das intenções de voto. Com isso, ela tem uma vantagem de 11 pontos sobre Serra, que perdeu um ponto e aparece com 38%.
O número de eleitores que pretendem votar nulo ou em branco ainda é de 6% - mesmo índice contabilizado na última pesquisa. O Vox Populi apontou, no entanto, aumento do número de eleitores indecisos ou que não responderam ao questionário: de 4% para 7%.
Considerando-se apenas os votos válidos, Dilma seria eleita com 57% contra 43% de Serra. De acordo com esse critério, a distância entre os dois candidatos é de 14 pontos, igual à apontada pelo último levantamento. Ainda assim, 88% dos eleitores ainda afirma, porém, que já tem certeza da decisão tomada.
O Vox Populi ouviu 3.000 pessoas em 214 municípios, entre os dias 23 e 24 deste mês e, portanto, já refletem a repercussão de episódios que marcaram o debate presidencial na semana passada, como o tumulto em um compromisso de Serra no Rio de Janeiro. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob número 37059/10 em 20 de outubro.
A região onde a candidata do PT tem a maior vantagem em relação ao adversário tucano é o Nordeste: 64%, contra 27%. O Sul é a única região em que Serra tem vantagem sobre a petista: 47% a 39%. No Sudeste, onde está concentrada a maior fatia do eleitorado, ela venceria por 44% a 40%.
Entre os eleitores de Dilma, 53% são homens e 46%, mulheres. Já Serra tem mais apoio entre mulheres (40%) do que entre os homens (36%)."
Num momento em que temas religiosos ganharam destaques na campanha, a pesquisa aponta também que Dilma venceria o rival entre eleitores católicos (51% a 39%), católicos não praticantes (53% a 35%) e evangélicos (44% a 41%). Entre os eleitores que não têm religião, a vantagem da petista é de 46% a 38%.

FONTE: IG

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL: SEMANA COM MUITAS PESQUISAS

Hoje deverá estar sendo divulgada mais uma pesquisa Vox Populi. Na Terça, Datafolha;  quarta-feira deveremos ter dados do CNT/SENSUS e IBOPE. Na quinta-feira e sábado, provavelmente sairá nova pesquisa DATAFOLHA. Vamos aguardar os números.

domingo, 24 de outubro de 2010

REVISTA VEJA ROMPEU COM O BOM JORNALISMO

Verdades à parte e estas devem ser apuradas, é desesperadora a atuação da REVISTA VEJA garimpando, a todo custo, fatos que destruam a candidatura de Dilma. A Revista tomou uma opção clara por Serra e comprometeu a independência de sua linha jornalística. As matérias divulgadas no semanário são oportunistas e têm objetivos claros.
Esse pseudo jornalismo nos impõe uma reflexão sobre o papel da imprensa neste país. Entendo que os órgãos de imprensa devem fazer um jornalismo independente mas jamais podem tomar partido.

AGORA É A VEZ DO FISICALISMO!!!

Quem já ouviu  falar da corrente fisicalista(tudo que existe é exclusivamente físico). Estamos diante de uma nova expressão que tem defensores no mundo das ciências. Em síntese, o fisicalismo prega que o nosso cérebro nos domina e na verdade apenas refletimos aquilo que ele expressa. Não temos um "EU" próprio, muito menos somos donos de nossas vontades.
É incrível como esses teóricos têm tanto tempo para criar teorias as mais absurdas possíveis. Daqui a pouco vão nos dizer que vivemos no mundo matrix (meramente virtual). Talvez nem existamos. Imaginamos apenas.
Lamento que a ciência queira negar a existência da mente, da alma, das expressões mais íntimas do ser humano. É inaceitável que se pretenda destruir as crenças e os sentimentos mais nobres, sob os argumentos horizontalistas e cartesianos, sem preocupar-se com o reflexo disso na autoestima do homem.
Somos fruto de uma criação superior e isso não nos pode ser negado. O transcendente é inerente ao pensamento humano. Não saberíamos viver sem essa consciência do divino.
Mais um modismo da ciência que vai passar sem dar respostas ao homem, muito menos sem ser alento para as dores da alma.

NA QUINTA-FEIRA TEM DEBATE NA GLOBO

Amanhã tem debate na Tv Record e na quinta-feira teremos o debate da Rede Globo, que será todo de perguntas de eleitores indecisos, com resposta do candidato e comentário do oponente.
Chegou-se a discutir a possibilidade de abrir espaço para algumas perguntas do mediador, William Bonner, mas a campanha de Dilma vetou a ideia.
Nesse tipo de debate, os candidatos costumam ficar em pé e se movimentando livremente pelo palco, cercados pelos eleitores.
A assessoria de José Serra quer esse formato. Já a de Dilma menciona o problema no pé da petista para reivindicar que ela fique sentada.

A SEMANA DE SUSPENSE

"Aí está a semana mais delicada da campanha.
Para os candidatos, por ser aquela em que tudo é definitivo, sem mais tempo para desfazer ou recuperar-se de sempre possíveis adversidades, fabricadas ou não. Para o regime democrático em sua construção desordenada, por serem irreparáveis os danos e atrasos causados pelas perturbações eleitoreiras do estilo tudo ou nada.
Como houve para a eleição de Collor e na manipulação do sequestro de Abílio Diniz, casos mais extremados, mas não únicos.
A parte inicial do script para estes dias finais já está em curso. O PSDB e aliados investem no engrandecimento do choque entre o objeto na cabeça de José Serra e a reação de Lula.
A rigor, a gravação com celular feita pelo repórter Italo Nogueira, da Folha, a meu ver não permite a afirmação categórica de que um segundo objeto, contundente, atingiu a cabeça de Serra. O tumulto forçou imagens tremidas, que precisam de perícia, e talvez não uma só, para a interpretação segura.
A própria Folha, em cuja Redação no Rio a gravação foi examinada inúmeras vezes, tratou-a com cautela. A Globo decidiu bancá-la como imagem de um objeto atingindo Serra. Se houve esse objeto além da bolinha de papel, é certo que não teve mais de um palmo e não "era duro e pesava mais ou menos meio quilo", como descrito por Serra.
Sabe-se que ele é cabeça-dura, mas não a ponto de nela receber um objeto com tais características e, nem se diga ferimento, mas sequer ficar marca na pele. É indispensável registrar que o vice Indio da Costa, no uso pleno do seu critério, deu ao objeto o peso de dois quilos.
Em situação idêntica à atribuída a Serra pelas pesquisas, a exploração do episódio é, digamos, normal para todo político e partido. O problema seria ultrapassar os limites políticos do episódio e entrar no território institucional. Atitude já suscitada pelo senador eleito Aloysio Nunes Ferreira com sua pretensa denúncia de fascismoE atitude também presente na intervenção descabida de Lula, sobretudo como foi feita, a título de reação. Ou, ainda que tenha sido, como prevenção por alguém calejado em adversidades fabricadas e de última hora. Esta seria até uma razão a mais para Lula, em vez da reação que competia a outros, fazer de sua experiência um alerta didático em defesa da lisura eleitoral.
O outro item do script em curso, pelo PSDB, são as suspeitas contra a disposição da Polícia Federal de encerrar a investigação das quebras de sigilo fiscal no ponto em que está.
Ou seja, na história de que o repórter Amaury Ribeiro Jr. encomendou a um despachante dados civis de certas pessoas; foram-lhe entregues dados não pedidos da Receita Federal, e tudo se destinava a uma operação interna entre pré-candidatos do PSDB."
A ruptura do sigilo devido pela Receita Federal é de muita gravidade. Ficou demonstrado que, além de fáceis e baratas, as violações não se limitaram a meia dúzia de pessoas ligadas a José Serra. Foram muitas, milhares, inclusive vendidas por camelôs de sigilos, no baixo comércio.
Nem a história dos dados sigilosos de peessedebistas é convincente nem começa e acaba em si mesma: é, isso sim, um fio que conduz a coisas muito maiores, que precisam ser investigadas, ou não serão extintas.
A semana final tem carga forte de suspense. Mas também o consolo de que é a última."

Por Jânio Freitas

CID EM REUNIÃO EM SOBRAL ARREGIMENTA CORRELIGIONÁRIOS PARA A BATALHA FINAL

A pouco mais de sete dias para as Eleições, na noite de ontem, em Sobral, na AABB, o Governado Cid Gomes reuniu lideranças da Zona Norte e solicitou de todos o empenho necessário para que a candidata Dilma (PT) obtenha mais de 70% dos votos dos cearenses. Nestes últimos dias, o Governador estará com agenda movimentada visitando municípios do Ceará e pedindo o apoio da população à candidata do PT.

sábado, 23 de outubro de 2010

PSDB DE MASSAPÊ REALIZA CARREATA EM PROL DA CANDIDATURA DE SERRA

Logo mais às 17h, o PSDB de Massapê estará realizando uma carreta, pelas ruas principais da cidade, em prol da candidatura de José Serra. Na oportunidade, os deputados eleitos Rogério Aguiar e Raimundo Gomes de Matos estarão agradecento a votação recebida no município nas últimas eleições. Estará à frente da caravana tucana, o líder político Luiz Pontes.

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL: DEBATES NA LINHA FINAL DA CAMPANHA

A campanha eleitoral rumo ao Planalto está chegando ao seu final. Teremos, na próxima semana, dois debates entre os candidatos. O primeiro, na segunda-feira, na TV RECORD e , o último, na quinta-feira, na toda poderosa Rede Globo.
Com a eleição praticamente definida, o debate é sempre o momento do inusitado acontecer. Claro que só um fato novo pode alterar o percurso da campanha. Dilma e Serra caminham com sentimentos opostos. A candidata do PT  torce para que as coisas continuem como estão, enquanto Serra garimpa por um acontecimento de grande magnitude que venha fragilizar a candidatura vermelha. No final da campnha, é a vez dos arapongas. Salvem-se quem puder!!! 

CAMPANHA DE SERRA VIVE UMA FANTASMA: TENSÃO PRÉ-FERIADO

Avaliação é que, com o sentimento de fato consumado, eleitores de Serra deixem de votar para viajar no feriado(28/10 e 02/11).

"Nas 2 últimas eleições gerais, o índice dos que não votaram foi maior no 2º turno; em 2002, foi de 17,7% para 20,4%
Os números da última pesquisa Datafolha alimentaram no comando da campanha do PSDB o medo de abstenção entre os eleitores de José Serra para a Presidência.
O temor é que, com o sentimento de fato consumado, os eleitores de Serra deixem de votar para viajar no feriado.
Abatido com o resultado, o comando da campanha levará ao ar comercial conclamando o eleitor a ir às urnas. Ainda que lancem dúvidas sobre as pesquisas, tucanos reconhecem que a divulgação de uma vantagem de 12 pontos para Dilma, a uma semana da eleição, pode desestimular não só a militância mas também o eleitor.
O foco de preocupação é o Estado de São Paulo, onde Serra lidera as pesquisas e é grande o volume dos que viajam nos feriados.
Como Serra conta com mais votos do que Dilma entre os eleitores com renda superior a dez salários mínimos, a perda seria maior para a campanha do PSDB."

ESMERINDO ARRUDA (PSDB) VAI CONTRA ORIENTAÇÃO DO PARTIDO E APÓIA DILMA

“Mesmo após o senador Tasso Jereissate ter alertado aos membros do PSDB no Estado de que devem apoiar a candidatura de José Serra à presidência da República, líderes da legenda no município de Granja se posicionam contrário a essa recomendação.
No início da noite última quarta-feira, 20 de outubro, circulava um carro de som, onde uma vereadora do PSDB anunciava que Esmerino Arruda, prefeito, continuaria apoiando a candidata do PT, Dilma Rousseff, na “corrida pelo Planalto”.
VALE LEMBRAR – Marco Penaforte, presidente do PSDB no Ceará, avisou que qualquer liderança do partido que não apoiar a candidatura de Serra, estará sujeita a sofrer processo de expulsão por infidelidade partidária."

PREPOTÊNCIA NO STJ: “Sou Ari Pargendler, presidente do STJ, e você está demitido, está fora daqui”.

“A frase acima revela parte da humilhação vivida por um estagiário do Superior Tribunal de Justiça (STJ) após um momento de fúria do presidente da Corte, Ari Pargendler.
O episódio foi registrado na 5a delegacia da Polícia Civil do Distrito Federal às 21h05 de ontem, quinta-feira (20). O boletim de ocorrência (BO) que tem como motivo “injúria real”, recebeu o número 5019/10. Ele é assinado pelo delegado Laércio Rossetto.
O blog procurou o presidente do STJ, mas foi informado pela assessoria do Tribunal que ele estava no Rio Grande do Sul e que não seria possível entrevistá-lo por telefone.
O autor do BO e alvo da demissão: Marco Paulo dos Santos, 24 anos, até então estagiário do curso de administração na Coordenadoria de Pagamento do STJ.
O motivo da demissão?
Marco estava imediatamente atrás do presidente do Tribunal no momento em que o ministro usava um caixa rápido, localizado no interior da Corte.
A explosão do presidente do STJ ocorreu na tarde da última terça-feira (19) quando fazia uma transação em uma das máquinas do Banco do Brasil.
No mesmo momento, Marco se encaminhou a outro caixa – próximo de Pargendler – para depositar um cheque de uma colega de trabalho.
Ao ver uma mensagem de erro na tela da máquina, o estagiário foi informado por um funcionário da agência, que o único caixa disponível para depósito era exatamente o que o ministro estava usando.
Segundo Marco, ele deslocou-se até a linha marcada no chão, atrás do ministro, local indicado para o próximo cliente.
Incomodado com a proximidade de Marco, Pargendler teria disparado: “Você quer sair daqui porque estou fazendo uma transação pessoal.”
Marco: “Mas estou atrás da linha de espera”.
O ministro: “Sai daqui. Vai fazer o que você tem quer fazer em outro lugar”.
Marco tentou explicar ao ministro que o único caixa para depósito disponível era aquele e que por isso aguardaria no local.
Diante da resposta, Pargendler perdeu a calma e disse: “Sou Ari Pargendler, presidente do STJ, e você está demitido, está fora daqui”.
Até o anúncio do ministro, Marco diz que não sabia quem ele era.
Fabiane Cadete, estudante do nono semestre de Direito do Instituto de Educação Superior de Brasília, uma das testemunhas citadas no boletim de ocorrência, confirmou ao blog o que Marco disse ter ouvido do ministro.
“Ele [Ari Pargendler] ficou olhando para o lado e para o outro e começou a gritar com o rapaz. Avançou sobre ele e puxou várias vezes o crachá que ele carregava no pescoço. E disse: “Você já era! Você já era! Você já era!”, conta Fabiane.
“Fiquei horrorizada. Foi uma violência gratuita”, acrescentou.
Segundo Fabiane, no momento em que o ministro partiu para cima de Marco disposto a arrancar seu crachá, ele não reagiu. “O menino ficou parado, não teve reação nenhuma”.
De acordo com colegas de trabalho de Marco, apenas uma hora depois do episódio, a carta de dispensa estava em cima da mesa do chefe do setor onde ele trabalhava.
Demitido, Marco ainda foi informado por funcionários da Seção de Movimentação de Pessoas do Tribunal, responsável pela contratação de estagiários, para ficar tranqüilo porque “nada constaria a respeito do ocorrido nos registros funcionais”.
O delegado Laercio Rossetto disse ao blog que o caso será encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF) porque a Polícia Civil não tem “competência legal” para investigar ocorrências que envolvam ministros sujeitos a foro privilegiado.” Pargendler é presidente do STJ desde o último dia três de agosto. Tem 63 anos, é gaúcho de Passo Fundo e integra o tribunal desde 1995. Foi também ministro do Tribunal Superior Eleitoral.”
Fonte: Blog do Noblat

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

EM ENTREVISTA AO IG, CID DISSE QUE TASSO "DESPIROCOU"

Abaixo um pequeno trecho da entrevista de Cid Gomes ao Portal IG:
iG: Agora sobre o cenário no Ceará. O senhor sempre foi amigo de Tasso Jereissati (PSDB), derrotado na eleição do Senado. Na semana passada, ele chegou a aparecer na propaganda do Serra falando que seria mais vitorioso se Serra vencesse se tivesse sido eleito para o Congresso.
CG: Ele disse isso no programa do Serra?
iG: Disse. Ao invés de Tasso, o senhor apoio José Pimentel (PT) e Eunicio Oliveira (PMDB, que acabaram eleitos. Como está a relação de vocês?
CG: Nós temos uma relação política e de proximidade muito mais do que isso. De reconhecer nele um papel fundamental na política do Ceará. (..) Nesta eleição, eu vim ao Lula aqui falar que Tasso era bom para mim e que ele seria bom para Dilma lá, Tasso neutralizaria os prefeitos do PSDB no Estado. Lula não quis me dizer não e disse que conversaria com o PT no Ceará. Ai neste período, Tasso “despiroca” , lançou candidato próprio e eu fiquei no pior dos mundos. Porque eu vim pedir isso ao Lula e o cara por quem estou trabalhando (Tasso) me abandona. Então, PT ficou com o Senado e PMDB com outra vaga. (…) Não conversei mais com ele depois disso. Ele ficou o tempo todo tentando polarizar comigo e eu não deixei.”


Deu na Folha de S. Paulo: Pra quê Lula ?

"Encerrado o "JN" de ontem, alguns petistas se puseram a lamentar, reservadamente, a imprevidência de Lula e da propaganda de Dilma Rousseff, que, com base numa única imagem e descartando evidências em contrário, acusaram abertamente José Serra de promover uma farsa no incidente em que foi atingido na cabeça por um objeto ao cruzar com manifestantes ligados ao PT.
Cotejando diferentes imagens, o telejornal desmontou a afirmação, feita sem rodeios pelo presidente e pelo programa de Dilma, de que Serra criou uma mentira baseado numa "bolinha de papel".
Os receosos alegam que, em alta nas pesquisas e a uma semana do desfecho da eleição, era desnecessário, além de não recomendável, criar tal confusão."
Fonte : Painel

VAMOS NÓS: Lula do alto de sua popularidade é capaz de fazer tirada de mestre, mas como todo bom líder muitas vezes naufraga na língua.

ELEIÇÕES 2010: Popularidade recorde de Lula alavanca Dilma, diz Datafolha

"A melhora de Dilma Rousseff (PT) teve como alavanca principal o seu desempenho no Nordeste, combinado com um novo recorde de popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
No Nordeste (cerca de 27% dos eleitores do país), Dilma cresceu cinco pontos em uma semana, indo de 60% a 65% das intenções de voto.
Já Lula registrou nesta semana 82% de aprovação para o seu mandato (respostas "bom" e "ótimo"), a maior taxa desde quando assumiu o Planalto, em janeiro de 2003.
Essa é também a melhor marca já apurada pelo Datafolha para todos os presidentes civis desde 1985.
Ao mesmo tempo, Dilma oscilou positivamente entre os que acham o governo Lula bom ou ótimo. Ela tinha 56% na semana passada e foi a 58%. Esse movimento coincide com a presença mais frequente do presidente na propaganda de TV da petista.
Já José Serra (PSDB) continua estável com 33% de intenção de votos entre os que aprovam o governo Lula.
Quando se consideram as regiões do país, o tucano só lidera no Sul, com 50% (tinha 48% semana passada) contra 39% da petista (cujo percentual era de 40%).
No Nordeste, a vantagem de Dilma é de 37 pontos, pois Serra pontua 28% na região. No Norte e no Centro-Oeste combinados, a petista tem 49% contra 42% do tucano.
No Sudeste, região com o maior eleitorado do país (cerca de 43% do total), continua a vigorar um empate técnico --mas nota-se uma gradual melhora de Dilma e uma estagnação de Serra."
Logo depois do primeiro turno, a petista tinha 41% no Sudeste. Na semana passada, foi a 43%. Agora, está com 44% e numericamente à frente de Serra, cujo percentual é de 43% (o tucano começou o mês com 44%).
RELIGIÃO
Há sinais de que aos poucos Dilma foi também estancando sua perda de votos entre certos grupos religiosos.
No estrato de eleitores que se declaram católicos (62% do total do país), tinha 51% na semana passada e foi a 54% agora. Serra manteve-se estável em 38%.
No segmento de espíritas kadercistas (3% do total), Dilma foi de 36% para 46% em uma semana. Serra desceu de 53% para 42%.
No segmento de eleitores com renda familiar de até dois salários mínimos (46% da população), Dilma melhorou quatro pontos: de 51% para 55%, e Serra oscilou de 36% para 34%. "
Fonte: Folha on line

DILMA ROUSEFF DEVERÁ VIR AO CEARÁ TERÇA-FEIRA

Informações do Deputado Federal José Nobre Guimarães (PT) dão conta que a candidata Dilma Rouseff virá ao Ceará, na próxima terça-feira. Quanto a sua agenda no Estado, não houve definição.

NÃO HÁ MAIS DÚVIDA: DATAFOLHA CONFIRMA CRESCIMENTO DE DILMA

"Pesquisa Datafolha confirma que Dilma Rousseff (PT) estancou sua perda de votos iniciada no final de setembro. A petista voltou a subir e agora tem uma vantagem de 12 pontos sobre José Serra (PSDB) na disputa pela Presidência da República.
Quando se consideram os votos válidos (excluídos brancos, nulos e indecisos), a petista tem 56% contra 44% do tucano. Esses 12 pontos de vantagem estão abaixo do que foi registrado na véspera da eleição do último dia 3, quando o Datafolha fez uma simulação de eventual segundo turno --Dilma tinha 57% contra 43% de Serra.
A pesquisa foi encomendada pela Folha e pela Rede Globo e registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral com o número 36.536/2010. O Datafolha entrevistou ontem 4.037 pessoas em 243 cidades. A margem de erro é de dois pontos, para mais ou para menos.
Em relação à semana passada, as oscilações dos percentuais totais de votos válidos foram todas no limite da margem de erro. Dilma tinha 54% (com mais dois pontos, foi a 56%). Serra tinha 46% (e deslizou para 44%).
Nos votos totais, Dilma aparece com 50% (tinha 47% há uma semana). Serra tem 40% (contra 41% do levantamento anterior). Os que dizem votar em branco, nulo ou nenhum continuaram estáveis, com 4%. Os indecisos oscilaram de 8% para 6%.
VOTOS DE MARINA
Os votos da terceira colocada no primeiro turno, Marina Silva (PV), registraram um movimento favorável a Dilma nesta semana. A petista cresceu oito pontos nesse grupo, de 23% para 31%.
Ainda assim, Dilma continua bem atrás de Serra entre os "marineiros". O tucano sofreu uma queda de cinco pontos, de 51% para 46%.
Há poucos eleitores se dizendo disponíveis para os candidatos aumentarem seus percentuais. Segundo o Datafolha, 88% dos brasileiros declaram-se totalmente decididos sobre em quem votar no dia 31. Apenas 10% cogitam mudar de opinião.
O Datafolha registrou também um fenômeno comum nesta época em períodos eleitorais: aumentou a audiência dos comerciais dos candidatos na TV. Nesta semana, 63% afirmaram ter assistido pelo menos uma vez à propaganda _na semana passada, o percentual era de 52%.
O maior número de eleitores que assistem ao horário eleitoral está no Sul (71%). No Nordeste, o percentual é o menor do país, com 61%.
O debate Folha/RedeTV!, realizado domingo passado, foi visto inteiro ou em parte por 25% dos eleitores.
Segundo o Datafolha, entre os que viram ou ouviram falar do encontro, 24% disseram que Serra foi o vencedor, e 23% apontaram Dilma. Quando se consideram só os que viram na íntegra, o tucano foi apontado como vencedor por 47% contra 37%.

Fonte: Folha on line

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

VEREADOR MAZIM LIRA SE FORTALECE RUMO À PRESIDÊNCIA DA CÂMARA DE MASSAPÊ

Pouco mais de um mês teremos a eleição da Presidência da Câmara de Massapê. O vereador Mazim Lira cada dia mais consolida a sua candidatura, contando com apoio de vereadores do PSDB, PT e PSB. Mazim tem conseguido unir em torno de seu nome edis das mais diversas legendas e das mais diferentes matizes ideológicas.
Chega como candidato à Presidência do Legislativo Mirim após ter conseguido o feito de sagrar-se o vereador mais  bem votado nas últimas eleições.

CASO AGRESSÃO SERRA: IMAGENS DO JORNAL NACIONAL DESMENTEM A VERSÃO DE LULA

As imagens mostradas no Jornal Nacional de autoria de  um repórter da Folha de São Paulo dão conta que houve dois momentos na falada agressão ao candidato José Serra. O primeiro, quando lhe jogaram uma bola de papel. E um segundo momento, 15 minutos depois, em que lhe foi arremessado um objeto contundente não identificado. O perito Ricardo Molina disse que as duas imagens mostram ocasiões distintas. Não se tratam da mesma cena.
Vê-se pelo episódio que Serra deu uma  valorizada e quis tirar proveito político do fato. Todavia, entendo como pouca sábia a manifestação do Lula sobre o acontecimento. Da altura de sua importância como autoridade maior da república, o presidente não devia ter se manifestado de forma agressiva ao que aconteceu. Quer seja verdade ou mentira. Quer seja bola de papel ou instrumento contundente. Tudo isso pouco importa! O que levo à crítica é o fato de o  Presidente ter se descuidado da liturgia do seu  cargo, o qual exige tirocínio e prudência.

LULA DISSE QUE AGRESSÃO DE SERRA FOI MENTIRA DESCARADA

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chamou de "farsa" e "mentira descarada" a alegação de agressão contra o candidato José Serra (PSDB) e afirmou que o presidenciável tucano deve pedir desculpas ao povo se tiver "um minuto de bom senso".
Citando notícias veiculadas pelas redes de TV Record e SBT, Lula disse que Serra protagonizou uma farsa ao dizer que foi agredido por militantes petistas no Rio de Janeiro.
"A mentira que foi produzida ontem pela equipe de publicidade do candidato José Serra é uma coisa vergonhosa. Ontem deveria ser conhecido como dia da farsa, dia da mentira", disse Lula, após inaugurar um estaleiro em Rio Grande (RS).
Lula também comparou Serra ao goleiro chileno Rojas, que fingiu ter sido atingido por um foguete no Maracanã, durante as eliminatórias para a Copa do Mundo de 1990.
"Primeiro bateu uma bola de papel na cabeça do candidato, ele nem deu toque para a bola, olhou para o chão e continuou andando. Vinte minutos depois esse cidadão recebe um telefonema, deve ser o diretor de produção dele que orientou que ele tinha que criar um factoide, deve ter lembrado do jogo do Chile com o Brasil", disse Lula.
O presidente disse que chegou a discutir com aliados políticos a necessidade de telefonar a Serra para se solidarizar pela agressão --mas desistiu da ideia, segundo ele, ao ver o noticiário dos canais de televisão.
"Espero que o candidato tenha um minuto de bom senso e peça desculpas ao povo brasileiro pela mentira descarada."

Gracialiano Rocha, UOL

CENA SE REPETE: No PR, Dilma enfrenta hostilidade e quase é atingida por balão de água

"Um dia depois de o presidenciável José Serra (PSDB) ser agredido por petistas no Rio, a candidata Dilma Rousseff (PT) enfrentou clima de hostilidade em Curitiba, onde o tucano venceu no primeiro turno. Em visita à capital paranaense nesta quinta-feira, ela ouviu vaias e quase foi atingida por um balão de água arremessado do alto de um edifício enquanto desfilava em carro aberto na rua 15 de Novembro, que foi bloqueada para pedestres.
O balão estourou no capô do veículo e assustou Dilma, que acenava para o público ao lado dos senadores eleitos Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT).
Depois do susto, a presidenciável discursou rapidamente e cometeu uma gafe ao chamar o Paraná de Pará. Ela se corrigiu na sequência, ao ouvir as primeiras vaias.
Dilma recebeu um manifesto de apoio de professores da Universidade Federal do Paraná e prometeu, se eleita, ampliar os investimentos na rede pública de ensino superior.
No início da tarde, ela participou de carreata em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, e embarcou para o Rio Grande do Sul sem dar entrevista. A candidata ainda faz campanha nesta quinta-feira em Porto Alegre e Caxias do Sul."

Fonte: Folha on line

VAMOS NÓS: A exemplo do que aconteceu ontem com Serra, estamos diante da irracionalidade política, onde baderneiros usurpam do direito à manifestação e agem como verdadeiros trogloditas.  Uma página lamentável para o exercício da cidadania.


EPISÓDIO DO SERRA EM CANINDÉ-CE: "FREI É PESSOA DE BEM"

“O frei Francisco Gonçalves de Souza que, no último sábado, foi um dos protagonistas da confusão envolvendo o candidato à Presidência, José Serra (PSDB), e o senador não reeleito, Tasso Jereissati (PSDB), em Canindé (114 km de Fortaleza), é conhecido em Pesqueira (PE), cidade onde atua, por ser “do tipo linha dura”, “um pouco explosivo”, e, às vezes, “radical”.
“Ele é caladão, mas não leva desaforo pra casa. É uma pessoa de bem”, disse o dono do jornal Pesqueira Notícia, Chico Neves, que afirmou ter uma boa relação com o frei.
No sábado, 16, durante os festejos em homenagem a São Francisco de Assis, em Canindé, o frei Francisco Gonçalves, que celebrava a missa das 16 horas, reclamou do tumulto causado pela presença de Serra e Tasso, criticou a exploração de temas religiosos pela campanha tucana, e condenou a distribuição de panfletos, no local, contra a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff.
A manifestação do frei Gonçalves deixou Tasso irritado. E ao dizer que aquilo não era “jeito de fazer política”, o senador respondeu: “O senhor não pode fazer isso”. E acusou frei de ser “petista”. Após a missa, militantes dos dois partidos entraram em confronto.
Procurado pela reportagem, desde segunda-feira, 18, no convento onde reside e na Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição, o frei não foi encontrado e nem retornou às ligações. Segundo informações de pessoas da Paróquia e de alguns jornalistas de Pesqueira (214 km do Recife), o frei Francisco Gonçalves não é ligado a nenhum partido político, não apoia nenhum candidato e é contra política na igreja.
“Ele nunca se pronunciou sobre política na igreja. Ele pode ter alguma tendência, mas não se manifesta”, disse Chico Neves, que fez questão de dizer que, apesar de concordar com a atitude do frei, é contra a candidatura de Dilma. Outro jornalista, que não quis ser identificado, disse que o frei “tem um sermão meio grosso mesmo. (…) Ele é um pouco explosivo, e gosta tudo do jeito dele”, mas garantiu que ele “não tem ligação com partido político”. No entanto, todas as pessoas ouvidas disseram que o frei Francisco Gonçalves tem muita aceitação em Pesqueira.

Panfletos
Os panfletos que irritaram o frei, e que teriam sido distribuídos durante a missa, levavam o CNPJ da ONG Instituto Vida de Responsabilidade Social (04.969.064/0001-56), que é coordenada por João Mota (PSDB), candidato a deputado federal derrotado nessas eleições."
Fonte: blog do Eliomar

REAJUSTE SALARIAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO CEARÁ SAI EM JANEIRO

Os servidores públicos do Estado do Ceará terão aumento em seus contra-cheques no mês de janeiro de 2011. Trata-se da promessa de campanha do Governador Cid Gomes de antecipar a data base de reajuste dos servidores público para o mês de janeiro. Neste reajuste serãos contempladas as perdas inflacionárias dos últimos seis meses mais um ganho real de aproximadamente 2% (dois por cento). As informações foram confirmadas pelo Deputado Nelson Martins, Líder do Governo.

ONDE FICA O ESTADO LAICO ? Campanha de Serra faz ofertas a evangélicos

"A campanha de José Serra (PSDB) está oferecendo benefícios a igrejas evangélicas e a entidades a elas ligadas em troca de apoio de pastores à candidatura tucana. O mesmo foi feito na campanha do governador eleito de São Paulo, Geraldo Alckmin.
O responsável pelo contato com os líderes é Alcides Cantóia Jr., pastor da Assembleia de Deus em São Paulo.
Ele responde pela "coordenadoria de evangélicos" da campanha, criada ainda no primeiro turno exclusivamente para angariar apoios entre evangélicos.
"Disparo entre 150 e 200 telefonemas por dia, mais ou menos", diz Cantóia, que trabalha numa espécie de guichê montado no térreo do edifício Praça da Bandeira (antigo Joelma), quartel-general da campanha de Serra. No local, ele também recebe pastores para "um café".
Os telefonemas são feitos para pastores de várias denominações em todo o Estado de São Paulo, em busca de pedido de voto em Serra entre os fiéis de suas respectivas igrejas.
Segundo Cantóia, entre os argumentos para conquistar o engajamento dos evangélicos, além do discurso relativo a valores, como a posição contrária à descriminalização do aborto, está a promessa de apoio a parcerias entre essas igrejas e entidades assistenciais a elas vinculadas com prefeituras e governo, em caso de vitória tucana. Como exemplo, cita a possibilidade de, com os tucanos no poder, igrejas poderem oferecer apoio a crianças e adolescentes, complementando o período que elas passam na escola. Assistência a idosos também é citada.
"O objetivo é levar as crianças para dentro da igreja", afirma o pastor. "Esse é um dos argumentos. Seriam igrejas em tempo integral, complementando a atividade da escola."
Cantóia afirma, também, tentar intermediar demandas recebidas de pastores junto a prefeituras. Por exemplo, pedidos para que entidades funcionem como creche ou que virem intermediárias do programa Viva Leite, do governo estadual.
Alcides diz ter sido um dos articuladores que levou os pastores Silas Malafaia, do Rio de Janeiro, e José Wellington Bezerra, de São Paulo, ambos da Assembleia de Deus, a gravarem depoimentos de apoio a Serra, exibidos em sua propaganda na TV.
O Conselho dos Pastores de São Paulo, que reúne representantes de diversas denominações protestantes, estima que cerca de 80 mil pastores em SP apoiem Serra."
Fonte: Folha on line

RESULTADO IBOPE: ANÁLISE EM INFOGRÁFICO DA PESQUISA

Em uma semana, a candidata petista oscilou dois pontos porcentuais para cima, enquanto o candidato tucano caiu três pontos, aumentando vantagem de seis para 11 pontos neste segundo turno; sondagem foi feita após o segundo debate entre os presidenciáveis
Fonte: blog do Noblat

PESQUISA CNT/CENSUS DIVERGE DOS NÚMEROS DO IBOPE E PECA PELO ATRASO

Pesquisa CNT Sensus divulgada hoje mostra Dilma Rousseff (PT) na liderança da corrida à Presidência com 46,8% das intenções de voto. Já o candidato do PSDB, José Serra (PSDB), aparece com 41,8%.
A pesquisa CNT Sensus foi realizada nos dias 18 e 19 de outubro com dois mil eleitores. A margem de erro é de 2,2%
No levantamento, 44,7% dos eleitores afirmaram que Dilma é a única candidata em quem votariam, enquanto outros 35,2% não votariam nela de jeito nenhum. No caso de Serra, 35,8% declararam que o tucano é o único candidato em quem votariam. Apesar disso, 39,8% não votariam de jeito nenhum no ex-governador paulista.
Ontem, também foi divulgada a pesquisa Ibope, que coloca Dilma com 51% dos votos totais (incluindo brancos e nulos). Já Serra ficou com 40%. Considerando somente os votos válidos, a petista tem 56% e Serra atinge 44%. Neste levantamento, a margem de erro é de dois pontos percentuais. Foram entrevistados 3.010 eleitores entre os dias 18 a 20 de outubro.

VAMOS NÓS: Não é à toa que foi adiada a divulgação da pesquisa CNT-SENSUS. Seus números mostram fragilidade científica e divergência se avaliados à luz das pesquisas de dois grandes institutos (Vox Populi e Ibope). Nada acrescenta de novo e diferentemente do Ibope não mensurou a intenção de votos no último dia 20/10. Claro está que a pesquisa do Ibope é mais atualizada e consistente. Veremos, em breve, que o Datafolha caminhará em sintonia com o Vox Populi e Ibope.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

ANÁLISE DO BLOG: PROGNÓSTICOS DO BLOG SE CONFIRMAM NA ELEIÇÃO PRESIDENCIAL

Desde a semana passada nossa análise sobre as Eleições vem se confirmando através dos resultados dos institutos de pesquisa. Antecipamos aqui os números  do Vox Populi e do Ibope (não me peguntem a fonte). Quando comentamos, na semana passada, a pesquisa realizada pelo Datafolha que mostrava uma tendência de estabiliade na disputa presidencial, indicando que o processo de queda livre da candidata do PT havia cessado, afirmávamos que nas próximas pesquisas Dilma cresceria.Tal ilação se confirmou com os números do Vox Populi e agora ratificados pelo Ibope.
É óbvio que se um canditado entra em fase de queda é natural que esse estado continue. No caso da Dilma, a reação do PT e a exposição mais intensa do Lula possibilitaram o fortalecimento da sua candidatura, abrindo novos espaços e mobilizando os aliados para o fronte. Enquanto isso, os eleitores de Marina que inicialmente optaram por Serra, por razões religiosas e outros fatores, foram aos poucos retornando às hostes do PT depois que a temática  religiosa saiu de cena e a candidata Dilma comprometeu-se a não mexer com temas espinhosos como o aborto. Nesse diapasão, os vermelhos, que estavam acomodados, com salto alto, se levantaram e se mobilizaram, através da UNE, sindicatos, MST , intelectuais de esquerda e apelaram pelo voto crítico. Não deu outra: Dilma cresceu e dificilmente esse quadro irá mudar, salvo se surgir um escândo de grande proporção que atinja a presidenciável petista.
O mais dramático ainda é que o fato de sua subida na pesquisa irá gerar uma tsunami na campanha do PDSB. Por que? Porque muitos daqueles que por oportunismo pegaram carona na comitiva de serra, com esses últimos resultados, irão desembarcar na candidatura da Dilma. Vejam por vocês mesmos , por antecipaçao, as próximas manchetes dos jornais: Fulano de Tal aderiu à candidatura do PT. É são coisas da política!!! 

FURO DO BLOG: RESULTADO IBOPE MOSTRA CRESCIMENTO DE DILMA

Daqui a pouco no JN você vai ver a Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (20)  que  aponta a candidata do PT, Dilma Rousseff, com 56% dos votos válidos para presidente da República. O adversário da petista no segundo turno, José Serra (PSDB), aparece com 44%, segundo o instituto.
Como a margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais, Dilma pode ter entre 54% e 58% e Serra, entre 42% e 46%. O critério de votos válidos exclui as intenções de voto em branco e nulo e os indecisos.
Na pesquisa anterior do Ibope, divulgada no último dia 13, Dilma aparecia com 53% dos votos válidos, e Serra com 47%.
A pesquisa ouviu 3.010 eleitores, de 18 a 20 de outubro. Encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo", está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número de protocolo 36476/2010.
Pelo critério de votos totais (que incluem no cálculo brancos, nulos e indecisos), Dilma Rousseff soma 51% das intenções de voto, e José Serra, 40%.
De acordo com o Ibope, as intenções de voto em branco e nulos acumulam 5%. Os eleitores que disseram não saber em quem vão votar são 4%.
Nos votos totais da pesquisa anterior do Ibope, do último dia 13, Dilma tinha 49%, e Serra, 43%. Brancos e nulos eram 5%, e indecisos, 3%.

VAMOS NÓS: Como havia dito ontem, o IBOPE também mostra o crescimento da Dilma, assim como já havia mostrado o instituto Vox Populi. Pegou mal o PSDB ter criticado o Vox Pupuli nessa semana. O que é mais interesante é que a vantagem da Dilma sobre o Serra no IBOPE está semelhante, com a diferença apenas de 1 ponto, daquela apresentada pelo Vox Populi. Com certeza essa tendência irá aparecer em breve no Datafolha.

PROPOSTAS DE SERRA CUSTAM R$ 46 BILHÕES AOS COFRES PÚBLICOS

"As quatro principais promessas de campanha para a área social do candidato à Presidência José Serra (PSDB) custariam aos cofres públicos mais de R$ 46 bilhões em 2011.
O valor é praticamente uma vez e meia de tudo o que a União desembolsou para estradas, portos, aeroportos e em obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) no ano passado.
Em 2009, os desembolsos públicos na infraestrutura somaram R$ 32,1 bilhões, maior valor desde 1995.
Em outras comparações, os gastos que Serra pretende criar equivalem a 80% do orçamento deste ano do Ministério da Educação. Ou ao que custaria construir uma vez e meia o trem-bala Rio-SP.
O consultor de Serra para a área econômica Geraldo Biasotto diz ser "viável encaixar esses gastos no perfil do Orçamento público". "Serra pretende reorganizar o Orçamento e as contas financeiras do setor público", afirma Biasotto.
São quatro as principais propostas de Serra para a área social, que somariam os R$ 46,2 bilhões:
1) Elevar o valor do salário mínimo para R$ 600 (ao custo de R$ 17,1 bilhões);
2) Reajustar as aposentadorias acima do mínimo em 10% (R$ 15,4 bilhões);
3) dobrar o Bolsa Família (R$ 12,7 bilhões);
4) Criar o 13º para esse benefício (R$ 1 bilhão)."

Fonte : Folha on line

AGORA É OFICIAL - JORNAL NACIONAL DIVULGARÁ PESQUISA IBOPE

Agora sim é oficial. Logo mais no Jornal Nacional será divulgada a mais recente pesquisa do IBOPE - Eleição Presidencial . Confira.

JORNAL NACIONAL DEVERÁ DIVULGAR LOGO MAIS OS NÚMEROS DO IBOPE

Logo mais no Jornal Nacional será divulgada a pesquisa IBOPE (pelo  menos o que se diz no noticiário nacional) com a preferência de votos para a eleição presidencial. Os comitês de Dilma e Serra aguardam ansiosamente esse resultado. Saberemos, portanto, se os números do Vox Populi estão em sintonia ou não com os do  Ibope. Destaco que ontem antecipávamos  neste blog que informações não-oficiais indicam que a Candidata Dilma acresceu o percentual de diferença em relação ao Serra. Vamos aguardar!!!

CNT SENSUS ADIA DIVULGAÇÃO DA PESQUISA SOBRE ELEIÇÃO PRESIDENCIAL QUE SAIRIA HOJE

"A Confederação Nacional dos Transportes adiou em um dia a apresentação da sua segunda pesquisa (realizada pelo instituto Sensus) sobre o 2º turno da corrida presidencial. A CNT alegou erros na coleta de dados pelo Sensus, e promete divulgar o resultado nesta quinta. Será que a CNT, que na semana passada apresentou sondagem com a menor distância entre Dilma e Serra, segurou a nova pesquisa esperando pelo Ibope, que pode sair no Jornal Nacional desta quarta."
Fonte: Blog do Jefferson

Serra leva pancada na cabeça em confusão com militantes do PT no Rio

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, disse ter se sentido "grogue" após levar uma pancada na cabeça, durante confronto entre militantes do PSDB e do PT quando o tucano participava de caminhada em Campo Grande, na zona oeste do Rio. Serra chegou a colocar gelo na cabeça para amenizar a dor da pancada. Ele foi levado para o Hospital Sorocaba, que fica em Botafogo, para avaliação. O tucano se deslocou até o hospital num helicóptero.
De acordo com o pastor Maurício Ferreira, que acompanhava Serra na caminhada, não se sabe exatamente o que atingiu o candidato, se o mastro de uma bandeira ou uma bobina de adesivos de papel.
"O PT tem tropa de choque. Não sei se foi previsto ou não, mas eles fazem no piloto automático. Lembra a tropa dos nazistas? É típico de movimentos fascistas", disse Serra.
O tucano estava caminhando pelo calçadão do bairro, acompanhado por militantes, quando se deparou com um grupo que fazia campanha para Dilma Rousseff (PT). Os petistas começaram a gritar "Quem é Paulo Preto?", fazendo referência a um tucano que teria feito arrecadações para a campanha de Serra e sumido com o dinheiro.
Os militantes do PSDB reagiram e houve confusão. Serra chegou a entrar em uma loja, onde permaneceu até que os ânimos se acalmassem."

Fonta: Folha

VAMOS NÓS: É um episódio lamentável. Política não rima com violência.

DEPUTADO LUIZ PONTES SE DIZ DESISTIMULADO PARA A POLÍTICA

O deputado Luiz Pontes (PSDB) defendeu, em pronunciamento feito na sessão desta terça-feira (19/10) da Assembleia Legislativa, que o próximo presidente do Brasil empenhe-se na articulação/aprovação de um projeto de reforma política. Ele criticou o atual modelo e disse que não tentou reeleição por estar frustrado principalmente com as articulações de bastidores.
Segundo o tucano, tanto as gestões de Fernando Henrique Cardoso quanto a de Luiz Inácio Lula da Silva pecaram ao não implementarem a reforma. “É inadmissível que um País como o nosso tenha um modelo tão arcaico, onde os valores morais e éticos desaparecem em favor da força do dinheiro. Me questiono qual a solidez da democracia que temos”, citou.
Luiz revelou que, por inúmeras vezes, flagrou lideranças políticas avaliando a quais partidos deveriam filiar-se para terem um bom desempenho nas urnas. Dependendo do coeficiente eleitoral da sigla/coligação, o candidato pode eleger-se com 26 mil ou 60 mil votos, por exemplo. “Isto é um escárnio à democracia. Não me candidatei pela falta de entusiasmo. Me desmotivei”, acrescentou.
O parlamentar considerou que muitas alianças eleitorais não passam de “falcatruas”, “oportunismo” e “esperteza”. Ele frisou ainda que muitos correligionários seus – em tese, opositores ao Governo do Estado – preferiram ficar “à sombra do poder” como forma de garantir mais quatro anos de mandato. “A disputa deste ano não foi entre oposição e situação. Foi entre os deputados do PSDB e entre os deputados do PSB. Eles estavam lutando entre si para ocupar um lugar aqui”, narrou.
.

LULA ATACOU O PDSB, ONTEM, NO ESTADO DE GOIÂNIA

"Principal cabo eleitoral da presidenciável, Dilma Rousseff (PT), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva recomendou ontem cuidado aos eleitores com a falsa sedução do PSDB. Numa referência indireta ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a quem chamou de "o tucano com bico grande", Lula afirmou que "tucano tem um bico grande e bonito para muita lábia, é só xaveco no ouvido da gente".
A declaração partiu em meio aos ataques ao candidato do PSDB ao governo de Goiás, senador Marconi Perillo, a quem o petista acusou de desvio de recursos e de mentir ao exibir em seu programa eleitoral trechos da Ferrovia Norte-Sul como um de seus feitos.
"Política a gente não pode fazer com ódio, com agressão, mas ninguém aguenta mentira. [...] Ninguém pode aguentar mentira o tempo inteiro. [...] Não tem nada pior do que um político mau caráter, alguém que não colocou um trilho na ferrovia dizer ele que fez a ferrovia", afirmou Lula durante comício ao lado de Dilma, no Jardim Curitiba, bairro da periferia de Goiânia."
Fonte: Folha on line

SERRA DETONA PESQUISA VOX POPULI QUE ANUNCIA CRESCIMENTO DE DILMA

O candidato José Serra criticou o resultado da pesquisa divulgada ontem pelo Vox Populi que apresentou crescimento da candidata Dilma Rouseff. Na sua fala, Serra afirmou que o instituto não tem credibilidade e costuma errar.
O grande perigo, a meu ver, em tal afirmação é o fato de um outro instituto vir a comprovar esse crescimento anunciado pelo Vox Populi, o que colocará o candidato do PDSB em maus lençois. Na verdade, a melhor estratégia seria ignorar os números. Pecou Serra nesse episódio.

DESCASO ADMINISTRATIVO: TRAVESSA JOSÉ AMÂNCIO É ESGOTO A CÉU ABERTO

Nada adiantou o trabalho dos agentes da FNS ao detetizarem os imóveis residenciais na Travessa José Amâncio, no município de Massapê. Há mais de dois meses os moradores convivem com o vazamento do esgoto, onde água corre a céu aberto, criando espaço propício para disseminação da dengue.
Olha que se trata de um logradouro localizado no centro da cidade. Imagine se fosse em locais mais inóspitos. Como deve estar por aí??? É descaso total.

DILMA AFIRMA QUE CIRO FALOU DEMAIS AO CRITICAR O PMDB

"Para desfazer o mal-estar criado no PMDB pelo fato de não ter conseguido, em entrevista ao "Jornal Nacional" desta segunda-feira, defender o partido das acusações de corrupção feitas pelo deputado Ciro Gomes (PSB-CE), a candidata petista, Dilma Rousseff, reconheceu nesta terça-feira que o novo coordenador da sua campanha falou mais do que devia.
Questionada sobre declarações de Ciro - que lá atrás afirmou também que o tucano José Serra era mais preparado que ela para governar o Brasil -, Dilma disse discordar de sua avaliação e atribuiu as críticas ao fato de ele estar magoado naquele momento.
No primeiro semestre, Ciro disse que o candidato a vice de Dilma, Michel Temer, era o chefe de um bando de assaltantes, e que a aliança com o PMDB era um roçado de corrupção.
- Ele fez não só contra o PMDB declarações com as quais eu não concordo. Eu não concordo com as declarações que ele fez em relação a mim e as que fez em relação ao PMDB. Mas estamos em outro momento. Quando fez as declarações, ele estava em um momento especial, ele não seria mais candidato, estava em um momento emocionado, a gente pode considerar que estava magoado - disse Dilma.
Em entrevista coletiva em Goiânia, antes de comício com o presidente Lula e o candidato ao governo de Goiás, Iris Rezende (PMDB), Dilma disse que hoje não é essa a visão de Ciro sobre Michel Temer.
- Eu acho que é aquela coisa que acontece. Às vezes a pessoa exagera um pouco na fala"