terça-feira, 26 de agosto de 2014

AS ARMADILHAS DA RAIVA


"Nilton Bonder nos comenta sobre os altos custos de um conflito com o próximo. "Odiar o outro é desenvolver uma forma de dependência".

Criamos uma situação que - embora não seja clara para nós, já que estamos com raiva - termina por dar ao adversário um enorme poder sobre tudo o que fazemos. O resultado é o estabelecimento de laços que irão persistir por muito tempo. 

"Temos que ser muito cuidadosos com o envolvimento dos outros em nossas vidas. Se alguém nos causa repulsa ou raiva, e real­mente queremos estar o mais longe possível desta pessoa, tudo que temos que fazer é não odiá-la. Se nos permitimos cair na armadil­ha de rancor, principalmente das rixas, viveremos a ingrata experiência de ter esta pessoa sempre próxima de nós", diz Bonder."
(com Paulo Coelho)

Nenhum comentário:

Postar um comentário