quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Ciro diz que acata decisão de Cid, mas defende candidato do PROS


O secretário de Saúde do Ceará, Ciro Gomes, afirmou, na manhã desta quarta-feira (27), que a chapa cearense que comporá a base de apoio da presidente Dilma Rousseff nas eleições de 2014 ainda não está definida.    
Fazendo coro à tese do governador Cid Gomes, o secretário reafirma que o PROS deve aguardar a oposição lançar um nome à sucessão estadual para, só depois, se manifestar.
Contudo, diferentemente de seu irmão, que diz que o candidato pode sair de qualquer partido da aliança, Ciro é taxativo ao defender a escolha de um nome do PROS.
Questionado sobre quem terá a palavra final, Ciro não titubeia: “Prevalece a magistratura dele [Cid], que é nosso líder, que lidera uma coligação de 14 partidos, um projeto que está mudando a face do Estado do Ceará”.
Apesar de aceitar a decisão de Cid, o irmão mais velho do clã Ferreira Gomes não deixa de defender sua posição. “Eu, naturalmente, acato a decisão dele [Cid], mas vou começar participando desse processo defendendo um companheiro nosso [do PROS], menos pela exclusão de qualquer outro companheiro da aliança, que são todos bons amigos, e mais porque acredito que os quadros que têm hoje maior compromisso com esse projeto estratégico do Ceará, hoje, estão no nosso partido”, argumenta.
Em relação aos aliados que postulam espaço na chapa majoritária, como os senadores Eunício Oliveira (PMDB) e Inácio Arruda (PCdoB), Ciro Gomes reafirma a aproximação política e a amizade com todos e sintetiza: “Todos merecem ser considerados, o mais importante é preservar o destino do Estado.”
Reunião em Brasília
As declarações de Ciro Gomes foram dadas ao repórter José Maria Melo, da Rádio Verdes Mares AM, no Aeroporto Internacional de Fortaleza – Pinto Martins. O secretário de Saúde do Ceará desembarcou na manhã desta quarta-feira (27) em Brasília para tratar com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, sobre investimentos na saúde do Estado.
A viagem de Ciro a Brasília, a primeiro como secretário de Saúde, acontece logo após a vinda da presidente Dilma Rousseff ao Ceará. A passagem da petista por Fortaleza serviu para estreitar os laços entre o irmão de Cid e a presidente.
(Com Ceará News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário