quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Professores iniciam greve de fome na AL

Os professores tinham agendado um protesto, nesta quarta-feira (28), no Palácio da Abolição, mas quando ficaram sabendo que o Governo enviou mensagem que cria tabela de vencimentos da categoria, seguiram para a Assembléia Legislativa. A categoria chegou fazendo apitaço contra a mensagem enviada pelo Governo, que cria uma nova tabela para uma pequena parcela de professores do ensino médio. O menor salário, o do nível 1, passa a ser R$ 1.187,00. O maior, o do nível 10, passa para R$ 2.255,00 incluindo o próprio vencimento e as gratificações. O sindicato matinha a expectativa de vetar a votação, mas a liderança do Governo solicitiou o regime de urgência para a votação da mensagem.O regime de urgência foi aprovado e arrancou protestos dos professores que ocupavam as galerias. O presidente da Assembleia Legislativa, Roberto Cláudio, pediu calma aos professores, mas diante da manifestação, resolveu suspender a sessão do plenário. Um grupo, formado por três professores, resolveu começar uma greve de fome nos corredores da Assembleia Legislativa.
(Redação TV Diário com informações do repórter Ricardo Mota)

Nenhum comentário:

Postar um comentário