Pular para o conteúdo principal

PDT tenta tirar de Heitor o carimbo de opositor de Cid Gomes

“Heitor Férrer tem uma postura de fiscalização extremamente meritória, dentro do Legislativo. Ele não é de oposição. Como ele sempre diz: se o Governo manda 100 projetos de lei, ele vota de favor de 95. Tem cinco que ele discorda e, logicamente, o debate gera os holofotes que fazem dele um deputado de oposição, mas ele não é de oposição. O PDT é a base do Governo”, afirmou o presidente estadual do PDT, deputado federal André Figueiredo.Ainda assim, o deputado estadual diz não acreditar nessa aliança com Cid, saindo o PDT com nome próprio na disputa.“Pode escrever, como previsão: não, o PDT não fará parte de uma composição para eleger o candidato do governador, porque a determinação já está feita em esfera nacional e incorporada em esfera estadual e municipal”, apontou. 
Ser ou não ser oposição
A pouco mais de um ano das eleições municipais e diante da tarefa de tomar decisões sobre candidaturas, até o deputado estadual Heitor Férrer (PDT) está sendo considerado da base aliada ao governador Cid Gomes (PSB). Uma das poucas vozes dissonantes do discurso do Governo na Assembleia Legislativa, ele agora é apontado pelo PDT, partido apoiador de Cid, como aliado da gestão.

 Isso porque a legenda, além de trabalhar a possibilidade de apresentar nome próprio para disputar a Prefeitura de Fortaleza, também cogita a chance de se unir ao arco de aliança do candidato a ser defendido pelo governador, desfazendo a figura de Heitor como opositor. Membros da sigla se reuniram no último sábado, em convenção, no auditório da Câmara Municipal de Fortaleza, quando homologaram os componentes do diretório na Capital, com Papito de Oliveira na presidência.
Férrer confirma a perspectiva. “Um deputado que se chama de oposição e que, em 110 mensagens do Governo, eu votei contra apenas 7, então, eu não sou um deputado que faz oposição por oposição, que aposta em terra arrasada. Aquilo que eu considero imoral, eu discordo. Por exemplo: há como fazer vista grossa diante de um escândalo que envolve a construção de kits sanitários e ficarmos calados? Claro que não”, explica-se.

 “Se, obviamente, nós divergimos, muitas vezes, dos outros companheiros (de partido, como Patrícia Saboya e Ferreira Aragão), é por entendermos que, ou moralmente, ou legalmente, ou constitucionalmente, o Governo está errado. E eu fiz um juramento de cumprir a Constituição Brasileira e a Constituição do Estado do Ceará”, acrescenta Heitor.
Fonte: O Povo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HOMENAGEM ÀS MÃES: UM DOS MAIS BELOS TEXTOS QUE JÁ LI

Resolvi homenagear às mães com esse texto que considero uma das mais belas páginas já escritas pela inteligência humana. Neste azo, quero cumprimentar a minha adorável mãe Terezinha Albuquerque e à minha esposa e companheira de todas as horas Marlúcia, mãe do meu bem mais precioso.
Retrato de Mãe
Uma simples mulher existe que, pela imensidão de seu amor, tem um pouco de Deus; e pela constância de sua dedicação, tem muito de anjo; que, sendo moça, pensa como uma anciã e, sendo velha, age com as forças todas da juventude; quando ignorante, melhor que qualquer sábio desvenda os segredos da vida, e, quando sábia, assume a simplicidade das crianças; pobre, sabe enriquecer-se com a felicidade dos que ama, e, rica, empobrecer-se para que seu coração não sangre ferido pelos ingratos; forte, entretanto estremece ao choro de uma criancinha, e, fraca, entretanto se alteia com a bravura dos leões; viva, não lhe sabemos dar valor porque à sua sombra todas as dores se apagam, e, morta, tudo o que so…

DICA DE LIVRO: AUTO DA BARCA DO INFERNO, de Gil Vicente

Ainda da Coleção Clássicos Saraiva, indico para leitura a obra "O AUTO DA BARCA DO INFERNO", do humanista português Gil Vicente. Inicialmente destaco que Gil Vicente é um importante autor da literatura portuguesa e foi o fundadador do teatro em Portugal. Situada no limiar entre a Idade Média e o Renascimento, no período que ficou conhecido como Humanismo, entre os séculos XV-XVI, a obra vicentina é um atestado exemplar dessa transição de costumes e valores. Tendo temática de base religiosa, seu teatro consegue harmonizá-la com elementos profanos. "O auto da barca do inferno" é a obra mais famosa de Gil Vicente e um clássico do teatro de língua portuguesa. Seu tema central são as personagens que, mortas, são conduzidas à barca que as levará ao Inferno ou Paraíso. As cenas retratam o diálogo jocoso que cada um dos pecadores trava com o Anjo e com o Diabo. São muitas os personagens sociais que fazem parte do drama: Frade, Sapateiro, Fidalgo, Alcoviteira, Enfocado e ou…

DICA DE LIVRO: JESUS, O MAIOR LÍDER QUE JÁ EXISTIU, de Laurie Beth Jones

Sempre tenho falado da importância do exercício da liderança, tanto na vida profissional, como pessoal. Como fruto dessa necessidade indico o livro JESUS, O MAIOR LÍDER QUE JÁ EXISTIU, de Laurie Beth Jones (Editora Sextante). A autora é consultora de marketing e conferencista de renome nos Estados Unidos. O livro trata sobre os princípios de liderança de Jesus Cristo e como podem eles ser aplicados no trabalho, gerando crescimento, harmonia e realização. Numa abordagem espirituosa, a autora compara Jesus a um empresário que montou uma equipe de 12 pessoas que estava longe de serem perfeitas, mas conseguiu treiná-las e motivá-las para cumprirem sua missão com sucesso. Nesse contexto, o livro mostra um modelo de gestão baseado em três categorias de forças: autodomínio, ação e relações. Entre as frases geniais do livro, destaco: "Esperar o tempo perfeito é uma grande desculpa e uma racionalização para se ficar parado e não fazer nada." (pág. 44); "Os líderes que compartilha…