quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Leônidas Cristino nega retorno ao Ministério e candidatura ao Governo

Contrariando rumores de que poderia ser reconduzido ao comando da Secretaria Nacional dos Portos, Leônidas Cristino (PROS) negou, ontem (26), ter interesse em retornar à Esplanada dos Ministérios da presidente Dilma Rousseff.

 A suspeita foi repercutida na imprensa local depois que o governador Cid Gomes (PROS) afirmou que o ex-ministro está de “quarentena”, mas continua com o “bônus de ser ministro”.
“A lei determina que, ao deixar um cargo importante e significativo como a Secretaria dos Portos, eu não posso ir para iniciativa privada. Agora, isso não significa dizer que, concluída a quarentena, eu possa voltar ao Ministério”, explica.
De acordo com a lei, ele só pode ocupar um cargo da área ligada a portos e engenharia quatro meses após ter saído da secretaria. Questionado sobre seu nome estar entre os pré-candidatos do governador Cid à sucessão estadual, Leônidas dispara: “Estou trabalhando na minha candidatura a deputado federal. É isso que estou fazendo”.
Nos últimos dias, desde que deixou o comando da secretaria com status de ministério, o ex-peessebista resgatou sua presença digital nas redes sociais para estreitar os laços com o eleitor cearense, além de intensificar “conversas com amigos principalmente da região Norte, capitaneada por Sobral”, em um esforço estratégico para cacifar sua possível candidatura à Câmara Federal.
“Passei por um período de descanso, de férias, e, agora, vou começar a ajudar na formação do meu partido e na consolidação dessa possível candidatura”, lança Leônidas.
DE QUARENTENA
Após deixar o PSB, o governador Cid Gomes e seu grupo político, do qual o ex-ministro de Dilma faz parte, entraram “em quarentena”, para evitar que a migração para o PROS fosse vista como “fisiológica”.
Fonte: Aqui CE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário