quinta-feira, 24 de outubro de 2013

José Albuquerque lança campanha de combate às drogas


A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará vai iniciar, ainda neste ano, uma campanha de combate ao uso de drogas. O anúncio foi feito pelo presidente da Casa, deputado José Albuquerque (Pros), durante a sessão ordinária desta quinta-feira (24/10).
O primeiro passo da campanha será um seminário reunindo secretarias de governo, Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio) e outras instituições estaduais e nacionais. “Vamos chamar todos os setores da sociedade civil para juntos discutirmos a apontarmos saídas que possam minimizar o sofrimento de tantas famílias por causa da dependência química”, destacou o presidente da Casa.
José Albuquerque enfatizou que as comissões técnicas da Casa e a Universidade do Parlamento Cearense (Unipace), dentre outras órgãos que integram a Assembleia Legislativa, estarão na linha de frente do seminário.
Dados – Segundo afirmou José Albuquerque, um dos principais problemas do Brasil hoje é a epidemia das drogas. “A maconha, a cocaína e, sobretudo, o crack, invadiram os lares e destroem, todos os dias, a vida de muitos brasileiros. Um problema que deixou de afetar apenas a população mais pobre, mas toda a sociedade”, avaliou. O presidente da Assembleia citou levantamento da Fundação Osvaldo Cruz, ligada ao Ministério da Saúde, segundo o qual existem 370 mil usuários de crack apenas nas capitais do país, sendo que 40% destas pessoas estão no Nordeste.
O deputado destacou que o governador Cid Gomes vem combatendo incansavelmente o problema em todos os âmbitos. “Em segurança, só para dar um exemplo investimento do Governo, de cada dois policiais militares da ativa, um foi concursado nesta gestão. De cada 12 policiais civis, 10 foram colocados neste Governo”, exemplificou.
José Albuquerque lembrou que o Governo do Estado criou a Assessoria Especial de Políticas Públicas sobre Drogas, com o objetivo de articular, integrar, organizar e coordenar as atividades relacionadas às políticas públicas sobre drogas. “Em novembro, o governo entrega mais centenas de leitos para a internação de usuários de drogas”, frisou José Albuquerque.

Nenhum comentário:

Postar um comentário