quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Ciro Gomes: “Eduardo Campos me deve correção moral e decência”

O ex-ministro da Integração Nacional Ciro Gomes disse ao iG que também deixará o PSB e que acompanhará seu irmão, o governado do Ceará, Cid Gomes , para o partido da base da ex-presidente Dilma Rousseff que ele escolher migrar. “Vou para onde ele for. O que ele fizer, eu também vou fazer”, disse Ciro em meio a duras críticas ao presidente do PSB, Eduardo Campos, de se lançar candidato à Presidência da República em 2014.
Para Ciro, a candidatura de Campos representa um projeto pessoal que foi apresentado com “truculência” ao partido. “Eduardo apresentar uma candidatura?”, questionou. “E faz isso com a maior truculência e falta de respeito. Precisa ter o mínimo de dignidade”, avaliou Ciro. “Acho tudo lamentável! Não precisava descambar para o acanalhamento definitivo. Ele deveria ter o mínimo de compostura. Eduardo Campos sabe que me deve em termos de correção moral, de decência. Eu ainda uso uma palavra antiga, démodé, que eu continuo valorizando: lealdade”, criticou Ciro.
(Portal iG)

Nenhum comentário:

Postar um comentário