terça-feira, 13 de novembro de 2012

RELACIONAMENTO SAUDÁVEL EXIGE RENÚNCIA E MUITO DIÁLOGO


Ontem fui a Universidade Estadual Vale do Acaraú. Na oportunidade, encontrei um amigo de longas datas se queixando sobre os dissabores do amor, mormente no tocante as diferenças entre o homem e a mulher. Ouvi-o atentamente e ao final, como ele me permitiu, fiz algumas observações. A primeira delas foi alertá-lo de que uma relação só se constroi pelo diálogo (nada dessa onda de cara fechada, de orgulho). Duas pessoas que se propõem a viver um relacionamento saudável têm que necessariamente abdicar em favor do outro e permitir concessões recíprocas. Gaspareto já dizia que "Não possuímos as pessoas, temos apenas amor por elas".
A ideia de posse, tão ocidental, tem levado muitos relacionamentos ao declínio. Não se pode querer tirar do outro a sua individualidade, a não ser que se deseje relacionar-se com um autômato. O amor é fruto de um pacto de amadurecimento, onde cada um assume a tarefa de fazer o outro feliz, e naturalmente, será feliz, também, por extensão do próprio ato. Não se pode conceber o outro como continuidade de si mesmo, não se pode querer para o outro aquilo que para você parece ser o ideal. Deve-se aceitar o outro como ele é, com seus defeitos e virtudes, respeitando suas peculiaridades e a sua maneira de ser. Essa é a sua opção! É preciso, pois, não perder o encanto pelo parceiro ; alimenta-se da certeza de que todos os dias são dias de celebração desse amor.
Aprenda que não há ocasião especial para dizer que se ama, para perdoar. Muitos relacionamentos estão mornos pela falta do encantamento. Muitos casais se tornaram apenas amigos, esquecendo-se de renovar os carinhos, as aventuras do namoro e os gestos apaixonados. Na verdade, residem sob o mesmo teto, assumem a condição de pais dedicados, mas ignoram a necessidade de se enxergarem como homem e mulher, como parceiros de uma história de amor que outrora trazia radiantes emoções. Por isso, renove sua promessa de amor. Comece dizendo que ama todos os dias; não perca a capacidade de enxergar as estrelas, de falar com as estrelas e de saber que bem perto de você está um precioso tesouro, que precisa, como uma planta, ser regado e cuidado todos os dias.

2 comentários:

  1. Amigo-irmão Carlinhos, como é gratificante navegarmos nas águas límpidas de seu edificante Blog. Na coerência e harmonia de suas palavras, a luz e a grandeza de espírito são como flores que desabrocham e estrelas que cintilam. Deus o abençoe! R

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto! Parabéns.

    ResponderExcluir