domingo, 10 de junho de 2012

UMA REFLEXÃO PARA O MOMENTO POLÍTICO

Estamos de fato chegando a um processo eleitoral. Concito aos demais colegas blogueiros e radialistas para que não percamos de vista o imperativo ético que deve nortear a atuação daqueles que se utilizam da fala ou da escrita para informarem e anunciarem. É natural que cada um de nós tenha sua preferência por um candidato ou um partido. Esse é um direito de todo cidadão num país democrático. Entetanto, não se pode usurpar desse primado para atingir as pessoas ou concitar a discórdia e a beligerância.
Nascemos e fomos criados em uma cidade pequena, hospitaleira, onde todos se conhecem e na maioria das vezes estão entrelaçados pelo parentesco, embora em grau distante. O período eleitoral tem sua efervescência durante três meses. Não vale a pena colecionar dissabores e inimigos. Até porque passadas as eleições os políticos se confraternizam e se abraçam. Enquanto isso, lamentavelmente, muitos correligionários permanecem brigando sem motivo, o que lhes traz enorme prejuízo a uma vida harmoniosa.
Defender sua bandeira faz parte da democracia, mas isso não nos dá o direito de sermos donos absoluto da verdade. Por esse razão, neste  espaço, jamais atingirei quem quer que seja. Respeito os colegas  que pensam em sentido contrário e aqui não estou dando aulas de boas maneiras a ninguém, todavia aprendi com a vida a construir pontes que aproximam, que ligam uns aos outros. Afinal, nada vale mais do que o preço da amizade. Para isto, o respeito é o melhor caminho para cultivá-la.
Espero, como massapeense, que tenhamos uma política limpa, sensata e prudente. Nela se vença pelas ideias e não pela força. O que devemos de fato cobrar dos nossos políticos são as propostas de governo e os seus objetivos. Isso sim interessa à população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário