sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

EXPLICAÇÕES DE CID NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DIVIDE OPINIÕES

"As explicações dadas pelo governador Cid Gomes (PSB) aos deputados na quarta-feira sobre denúncias contra o seu governo, não agradaram a oposição. Para a base governista, os casos já estão superados. Por mais de três horas, Cid falou da tribuna da Assembleia Legislativa sobre investimentos em mobilidade urbana e das denúncias de irregularidades no serviço de crédito consignado a servidores estaduais e dos kits sanitários.
Segundo o líder do governo na Casa, Antônio Carlos (PT), a visita foi acertada na noite de terça-feira. Mas, para Heitor Férrer (PDT), o fato de Cid ter sido acompanhado por seis secretários indica que o acerto “não foi decidido do dia para a noite”. Eliane Novais (PSB) achou estranho a ausência dos secretários das pastas envolvidas nas denúncias, Arialdo Pinho (Casa Civil) e Camilo Santana (Cidades). Para Heitor Férrer, essas ausências demonstram que Cid foi ao parlamento para tratar exclusivamente desses casos. “A visita do governador teve como objetivo principal fazer a defesa sem o contraditório, sem que os deputados pudessem dizer, no tempo devido, o que está realmente acontecendo no Estado. E ele se aproveitou disso para deixar o assunto como encerrado”.
Segundo o deputado Sérgio Aguiar (PSB), Cid foi a Assembleia tratar de tema específico: “mobilidade urbana”. E se colocou à disposição dos parlamentares para discutir outros assuntos. “Ele mostrou aos deputados e à sociedade o que ele sabe sobre os temas polêmicos. E mostrou que não coaduna com isso”.
O deputado Capitão Wagner (PR) lamentou que Cid não tenha falado também sobre a denúncia de superfaturamento nos consertos de Hilux da polícia e reclamou que o regimento interno da casa foi utilizado para não deixar a oposição questionar o governador.
“Como a sessão tem um limite de tempo (de cinco horas) o presidente encerrou sem nos dar a oportunidade de interpelar o governador”.
Fonte : o Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário