sábado, 31 de dezembro de 2011

CID GOMES DECRETA ESTADO DE EMERGÊNCIA NO CEARÁ

"O Governador Cid Gomes acaba de determinar situação de emergência no Estado do Ceará devido a situação da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.
A decisão do Governo se dá por conta da situação de anormalidade e instabilidade pela falta de segurança do Estado. De acordo com a Casa Civil, o movimento da PM e dos Bombeiros é considerado crime .
Além da convocação da Força Nacional de Segurança (FNS), o governador Cid Gomes autorizou o empréstimo de 159  carros da Secretaria de Saúde que seriam entregues na próxima terça-feira (3). Os veículos serão usados pelos homens do Exército.
Leia a nota na íntegra:
"O governador Cid Gomes,  conforme o artigo 88, inciso XIX, da Constituição Estadual, e considerando a  situação de anormalidade e instabilidade institucional face o cometimento de crimes e infrações disciplinares por militares da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar, decretou situação de emergência em todo o Ceará.  O Decreto n° 30.799 foi assinado na última sexta-feira (30) tem efeito imediato e já foi publicado no Diário Oficial do Ceará. O estado de emergênica permite mais agilidade e flexibilidade para que o Estado possa agir para garantir a segurança da população.
"Fica decretada situação de emergência em todo o território do Estado do Ceará, para todos os fins necessários e úteis ao atendimento da situação emergencial e ao restabelecimento do estado de normalidade e proteção da integridade e tranquilidade da sociedade cearense."
(com DN)

Um comentário:

  1. Respeito muito a nossa PM, no entanto, alguns integrantes desta respeitável corporação estão dando demonstração de total desrespeito à Lei e à Órdem Constitucional.

    Esses caras são uns “brincantes”.

    Ora, eles cometem crimes, fazem com que o Estado gaste muito dinheiro com deslocamento de tropas, colocam toda a população cearense em pânico e pedem anistia de todos os processos administrativos e criminais nos quais estão sendo e podem vir a ser réus.

    Fala sério!

    ResponderExcluir