segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Presidente do Inep dá explicações sobre o vazamento de questões do Enem

"A presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, Malvina Tuttman, está em Fortaleza. Terminou agora há pouco a reunião, na Justiça Federal, entre ela e o juiz Luiz Praxedes Vieira. A presidente do Inep apresentou a posição do órgão sobre o pedido do Ministério Público Federal de anulação total do Exame Nacional do Ensino Médio ou pelo menos das 14 questões que apareceram no Enem e no simulado de um colégio de Fortaleza.
O magistrado ouviu, além de Malvina Tuttman, o procurador jurídico do Ministério da Educação, o procurador jurídico do Inep, um advogado da Advocacia Geral da União e um assessor especial do ministro Fernando Haddad. A movimentação em frente ao prédio da Justiça Federal foi intensa. Os estudantes que fizeram a prova do Enem protestaram contra a primeira decisão do MEC de anular a prova para os estudantes do colégio Christus. Eles permaneceram em frente a sede da Justiça Federal durante toda a reunião.
A polêmica de irregularidade no Enem veio à tona com a descoberta de que 14 questões aplicadas no exame seriam idênticas às de um simulado distribuído aos alunos do colégio Christus. O Ministério da Educação confirmou que as questões que vazaram estavam no pré-teste aplicado aos alunos cearenses da escola particular em outubro do ano passado. O Inep chegou a decidir que esses 639 candidatos teriam que refazer a prova. A assessoria de comunicação da Justiça Federal informou que o juiz Luiz Praxedes ainda vai ouvir representantes do colégio Christus e uma comissão de alunos para só depois tomar a decisão sobre o caso, o que pode acontecer amanhã."
(Informações TV Diário)

Nenhum comentário:

Postar um comentário