sexta-feira, 27 de março de 2009

DICA DE LIVRO: JESUS, O MAIOR LÍDER QUE JÁ EXISTIU, de Laurie Beth Jones

Sempre tenho falado da importância do exercício da liderança, tanto na vida profissional, como pessoal. Como fruto dessa necessidade indico o livro JESUS, O MAIOR LÍDER QUE JÁ EXISTIU, de Laurie Beth Jones (Editora Sextante). A autora é consultora de marketing e conferencista de renome nos Estados Unidos. O livro trata sobre os princípios de liderança de Jesus Cristo e como podem eles ser aplicados no trabalho, gerando crescimento, harmonia e realização.
Numa abordagem espirituosa, a autora compara Jesus a um empresário que montou uma equipe de 12 pessoas que estava longe de serem perfeitas, mas conseguiu treiná-las e motivá-las para cumprirem sua missão com sucesso. Nesse contexto, o livro mostra um modelo de gestão baseado em três categorias de forças: autodomínio, ação e relações.
Entre as frases geniais do livro, destaco: "Esperar o tempo perfeito é uma grande desculpa e uma racionalização para se ficar parado e não fazer nada." (pág. 44); "Os líderes que compartilham sua espontaneidade e alegria criam amor e lealdade" (pág. 129) "Quem ousa ser diferente encontra resistência"(pág. 58); "O amor é a infra-estrutura de tudo que vale a pena"(pág.124).
Na verdade, é um livro muito bacana que se inspira no Mestre dos Mestres para daí colher a essência da liderança. Somos, portanto, provocados a reavaliar constantemente nossas práticas de liderança, reconhecendo que muitas delas são equivocadas. Isso nos faz crescer.Para isto, é preciso a sensibilidade e o bom senso, sem os quais estaremos fadados ao iminente fracasso.
Não canso de dizer que o equilíbrio faz a diferença em tudo. Não basta a inteligência, o enriquecimento intelectual se carecemos do equilíbrio nas nossas emoções e nas ações que praticamos. Quantos profissionais de vasta cultura estão na masmorra da inutilidade e do ócio, desempregados crônicos, porque suas atitudes irresponsáveis ofoscuram seu brilho a ponto das empresas prescindirem do seu trabalho.
É preciso que cada um nós saiba fortalecer os bons hábitos, controlar nossos vícios e nossas fraquezas. É necessário cultivar a cultura da organização, do planejamento e da ética. As empresas modernas não mais conviverão com pessoas desequilibradas, desorganizadas, sem foco. Esse é o nosso grande desafio: Ter a excelência, a atitude, a determinação em tudo que fazemos. Sempre flexionar o verbo inovar, nunca imaginar que por fazermos a tantos anos, da mesma maneira, as mesmas coisas, elas estão perfeitas. Ao contrário, há sempre uma forma de fazermos melhor. Afinal, ser líder é contaminar os outros com a paixão que temos pela realização de grandes projetos, de grandes desafios, concitando-os a juntarem-se a nós na tarefa de fazer um mundo melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO ENCONTRAMOS DEUS NOS CÉUS

Não teremos um relacionamento próspero com Deus se insistirmos em vivenciá-lo exclusivamente numa dimensão vertical, única e individual. Nã...