Pular para o conteúdo principal

O PT E O GOVERNO!, por Cristina Lobo


Se dependesse do governo, o V Congresso do PT nem aconteceria. Mas a avaliação interna foi a de que o cancelamento também geraria especulações. Assim, a decisão foi realizar o encontro, mas tentar suavizar as eventuais críticas ao governo Dilma, em especial à política econômica do governo comandada por Joaquim Levy. A estratégia não deu certo. O tom do encontro foi mesmo o embate do partido com a política econômica do governo. 

O assunto estava em todas as rodas e foi parar sem rodeios no discurso do presidente do partido, Rui Falcão, divulgado antecipadamente. "O PT não acredita no crescimento econômico que provoca recessão nem combater a inflação com juros escorchantes e desemprego de trabalhadores e máquinas". E atestou: "Para nós, é inconcebível uma política econômica que seja firme com os fracos e frouxa com os fortes".

Uns de forma mais clara, outros menos, integrantes do PT buscam uma forma de se diferenciar do governo Dilma, em particular da política econömica. Na proposta da Carta de Salvador, que estava sendo vista como um novo manifesto do PT, o partido tenta fazer uma inflexão mais à esquerda, sobretudo, nas questóes econômicas. "A esquerda sempre busca taxar os mais ricos", disse José Américo Dias, dirigente do partido.

Se apresentando como um partido socialista, o PT busca uma compensação à política econômica de Joaquim Levy. "Temos de mandar a conta para o andar de cima", completa Rui Falcão. Para os mais ricos, o PT quer mandar a conta do ajuste fiscal e passou a defender a volta da CPMF, o imposto sobre grandes fortunas e o imposto sobre herança. 

As tendëncias mais à esquerda querem mais: imposto sobre lucros e dividendos que, segundo eles, levaria algo como R$ 300 bilhões por ano para os cofres públicos e o fim da compensação do cálculo de juros sobre capital próprio. Um esforço para arrecadar mais sem cortar despesas.

Do lado politico, o PT propõe agora à sua militância "uma nova coalizão orgânica e plural para formar uma maioria nacional" e fala também em um programa de reforma estruturais que, segundo proposta a ser debatida durante o encontro, "pressupõe a construção de uma frente democrática e popular de partidos e movimentos sociais, do mundo da cultura e do trabalho, baseado na identidade com as mudanças propostas para o período histórico em curso". O PT fala, agora, em uma frente popular, na qual teriam lugar os movimentos sociais que chama de "movimento de massas".

Na principal proposta em discussáo no encontro, o PT diz que as alianças da esquerda para o centro que sustentaram os governos petistas até aqui garantiram a governabilidade para aprovação de políticas publicas e estabilidade institucional. Sem dizer que já cumpriram seu papel, o partido recomenda a formação de uma nova frente e reconhece o que chama de equívocos por não ter feito a reforma política "e a democratização dos meios de comunicação".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HOMENAGEM ÀS MÃES: UM DOS MAIS BELOS TEXTOS QUE JÁ LI

Resolvi homenagear às mães com esse texto que considero uma das mais belas páginas já escritas pela inteligência humana. Neste azo, quero cumprimentar a minha adorável mãe Terezinha Albuquerque e à minha esposa e companheira de todas as horas Marlúcia, mãe do meu bem mais precioso.
Retrato de Mãe
Uma simples mulher existe que, pela imensidão de seu amor, tem um pouco de Deus; e pela constância de sua dedicação, tem muito de anjo; que, sendo moça, pensa como uma anciã e, sendo velha, age com as forças todas da juventude; quando ignorante, melhor que qualquer sábio desvenda os segredos da vida, e, quando sábia, assume a simplicidade das crianças; pobre, sabe enriquecer-se com a felicidade dos que ama, e, rica, empobrecer-se para que seu coração não sangre ferido pelos ingratos; forte, entretanto estremece ao choro de uma criancinha, e, fraca, entretanto se alteia com a bravura dos leões; viva, não lhe sabemos dar valor porque à sua sombra todas as dores se apagam, e, morta, tudo o que so…

DICA DE LIVRO: JESUS, O MAIOR LÍDER QUE JÁ EXISTIU, de Laurie Beth Jones

Sempre tenho falado da importância do exercício da liderança, tanto na vida profissional, como pessoal. Como fruto dessa necessidade indico o livro JESUS, O MAIOR LÍDER QUE JÁ EXISTIU, de Laurie Beth Jones (Editora Sextante). A autora é consultora de marketing e conferencista de renome nos Estados Unidos. O livro trata sobre os princípios de liderança de Jesus Cristo e como podem eles ser aplicados no trabalho, gerando crescimento, harmonia e realização. Numa abordagem espirituosa, a autora compara Jesus a um empresário que montou uma equipe de 12 pessoas que estava longe de serem perfeitas, mas conseguiu treiná-las e motivá-las para cumprirem sua missão com sucesso. Nesse contexto, o livro mostra um modelo de gestão baseado em três categorias de forças: autodomínio, ação e relações. Entre as frases geniais do livro, destaco: "Esperar o tempo perfeito é uma grande desculpa e uma racionalização para se ficar parado e não fazer nada." (pág. 44); "Os líderes que compartilha…

DICA DE LIVRO: AUTO DA BARCA DO INFERNO, de Gil Vicente

Ainda da Coleção Clássicos Saraiva, indico para leitura a obra "O AUTO DA BARCA DO INFERNO", do humanista português Gil Vicente. Inicialmente destaco que Gil Vicente é um importante autor da literatura portuguesa e foi o fundadador do teatro em Portugal. Situada no limiar entre a Idade Média e o Renascimento, no período que ficou conhecido como Humanismo, entre os séculos XV-XVI, a obra vicentina é um atestado exemplar dessa transição de costumes e valores. Tendo temática de base religiosa, seu teatro consegue harmonizá-la com elementos profanos. "O auto da barca do inferno" é a obra mais famosa de Gil Vicente e um clássico do teatro de língua portuguesa. Seu tema central são as personagens que, mortas, são conduzidas à barca que as levará ao Inferno ou Paraíso. As cenas retratam o diálogo jocoso que cada um dos pecadores trava com o Anjo e com o Diabo. São muitas os personagens sociais que fazem parte do drama: Frade, Sapateiro, Fidalgo, Alcoviteira, Enfocado e ou…