Pular para o conteúdo principal

O ATO MAIS PARADIGMÁTICO, por José Vasconcelos Arruda (Vasco)

Na tentativa de consolidar a minha fé cristã, frequentemente tenho recorrido à leitura da Bíblia e a outros livros que abordam a vida e mensagem de Jesus Cristo. O fato é que Cristo aparece ainda como um enigma a ser decifrado, enigma esse que, quanto mais se adentra, tanto mais se mostra profundo, revelando uma inesgotabilidade desconcertante.  
Cada episódio de sua vida teve ressonâncias muito importantes, merecendo de quem se apresenta como pretenso discípulo especial atenção. De todos, o que me aparece como mais paradigmático é aquele em que o Mestre retira-se com os discípulos para orar no monte das Oliveiras: “Ele saiu e, como de costume, dirigiu-se ao monte das Oliveiras. Os discípulos o acompanharam. Chegando ao lugar, disse-lhes: ´Orai para não cairdes em tentação`. E afastou-se deles mais ou menos a um tiro de pedra, e, dobrando os joelhos, orava: ´Pai, se queres, afasta de mim este cálice!` Apareceu-lhe um anjo do céu, que o confortava. E, cheio de angústia, orava com mais insistência ainda, e o suor se lhe tornou semelhante a espessas gotas de sangue que caíam por terra” (Lc 22,39-44).
Tenho este como o episódio mais importante de toda a trajetória de Cristo. Assim o considero porque foi dele que dependeu tudo o que se seguiu. Tivesse ele recusado o projeto do Pai, nada mais teria sucedido. Mas o que me faz atribuir-lhe, também, tanta importância é o fato de considerá-lo o ato paradigmático por excelência. Creio que todo ser humano, em determinado momento de sua vida, é desafiado a dizer o seu sim ao projeto que lhe foi destinado ao nascer. De sua disponibilidade em responder afirmativamente ao chamado decorrerá tudo mais.
Embora em alguns momentos me ocorra duvidar da factibilidade do projeto cristão – e, portanto, da eficácia do sim dado por Cristo ao Pai – vez por outra sopra uma aragem, reacendendo a chama da esperança. Digo isso pensando num episódio ocorrido no início dessa semana. Segunda-feira, o site da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil divulgou uma nota em que afirma: “A arquidiocese de Olinda e Recife (PE) recebeu carta da Congregação para a Causa dos Santos informando que ´aguarda o parecer de diferentes Dicastérios para se poder proceder ao processo de beatificação` do Servo de Deus dom Helder Pessoa Câmara.”
Cada vez que penso em figuras como a do Dom ou do papa Francisco, a minha fraca e vacilante fé ganha um pouco mais de consistência, e me convenço de que o sim de Cristo ao plano do Pai não foi em vão. E sinto que, muito mais que um enigma a ser decifrado, Cristo é um enigma a ser experienciado. Para que tal experiência se efetive, no entanto, tudo o que ele pede é que se diga sim ao seu convite. A questão é que esse sim é tanto mais desejado quanto indefinidamente adiado, pela radicalidade do projeto proposto pelo Mestre. Quem se habilita? 
Fonte: Blog Sincronicidade

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HOMENAGEM ÀS MÃES: UM DOS MAIS BELOS TEXTOS QUE JÁ LI

Resolvi homenagear às mães com esse texto que considero uma das mais belas páginas já escritas pela inteligência humana. Neste azo, quero cumprimentar a minha adorável mãe Terezinha Albuquerque e à minha esposa e companheira de todas as horas Marlúcia, mãe do meu bem mais precioso.
Retrato de Mãe
Uma simples mulher existe que, pela imensidão de seu amor, tem um pouco de Deus; e pela constância de sua dedicação, tem muito de anjo; que, sendo moça, pensa como uma anciã e, sendo velha, age com as forças todas da juventude; quando ignorante, melhor que qualquer sábio desvenda os segredos da vida, e, quando sábia, assume a simplicidade das crianças; pobre, sabe enriquecer-se com a felicidade dos que ama, e, rica, empobrecer-se para que seu coração não sangre ferido pelos ingratos; forte, entretanto estremece ao choro de uma criancinha, e, fraca, entretanto se alteia com a bravura dos leões; viva, não lhe sabemos dar valor porque à sua sombra todas as dores se apagam, e, morta, tudo o que so…

DICA DE LIVRO: JESUS, O MAIOR LÍDER QUE JÁ EXISTIU, de Laurie Beth Jones

Sempre tenho falado da importância do exercício da liderança, tanto na vida profissional, como pessoal. Como fruto dessa necessidade indico o livro JESUS, O MAIOR LÍDER QUE JÁ EXISTIU, de Laurie Beth Jones (Editora Sextante). A autora é consultora de marketing e conferencista de renome nos Estados Unidos. O livro trata sobre os princípios de liderança de Jesus Cristo e como podem eles ser aplicados no trabalho, gerando crescimento, harmonia e realização. Numa abordagem espirituosa, a autora compara Jesus a um empresário que montou uma equipe de 12 pessoas que estava longe de serem perfeitas, mas conseguiu treiná-las e motivá-las para cumprirem sua missão com sucesso. Nesse contexto, o livro mostra um modelo de gestão baseado em três categorias de forças: autodomínio, ação e relações. Entre as frases geniais do livro, destaco: "Esperar o tempo perfeito é uma grande desculpa e uma racionalização para se ficar parado e não fazer nada." (pág. 44); "Os líderes que compartilha…

DICA DE LIVRO: AUTO DA BARCA DO INFERNO, de Gil Vicente

Ainda da Coleção Clássicos Saraiva, indico para leitura a obra "O AUTO DA BARCA DO INFERNO", do humanista português Gil Vicente. Inicialmente destaco que Gil Vicente é um importante autor da literatura portuguesa e foi o fundadador do teatro em Portugal. Situada no limiar entre a Idade Média e o Renascimento, no período que ficou conhecido como Humanismo, entre os séculos XV-XVI, a obra vicentina é um atestado exemplar dessa transição de costumes e valores. Tendo temática de base religiosa, seu teatro consegue harmonizá-la com elementos profanos. "O auto da barca do inferno" é a obra mais famosa de Gil Vicente e um clássico do teatro de língua portuguesa. Seu tema central são as personagens que, mortas, são conduzidas à barca que as levará ao Inferno ou Paraíso. As cenas retratam o diálogo jocoso que cada um dos pecadores trava com o Anjo e com o Diabo. São muitas os personagens sociais que fazem parte do drama: Frade, Sapateiro, Fidalgo, Alcoviteira, Enfocado e ou…