quinta-feira, 16 de outubro de 2014

O vento passou? POR CRISTINA LOBO


Aecio Neves tinha motivos para alavancar uma boa diferença sobre Dilma Rousseff nesta primeira semana, mas isso não aconteceu: os ataques da campanha de Dilma que aumentaram neste período ou seu desempenho no debate, parcialmente captado o pelo Datafolha podem ser a explicação. Se ele pode ter um consolo é que Dilma também não ganhou. Segundo o Datafolha, os dois perderam um ponto e aumentou para 6% os que querem votar branco ou nulo.

Fora o programa eleitoral de Dilma, Aecio só teve boas notícias desde que passou para o segundo turno: recebeu apoios de Marina Silva, da família de Eduardo Campos, do PV de Eduardo Jorge, fez uma grande festa em Brasília com muitos aliados e vinha como a surpresa da eleição. Agora, as coisas podem mudar para ele. O mais importante, porém, foram as denúncias relativas à Petrobras. A população está acompanhando e rejeitando o tema  o que potencialmente deveria ser ruim para Dilma é bom para Aecio. Mas o tucano nada contabilizou com isso.

Segundo a pesquisa, a rejeição de Aécio aumentou de 34% para 38%, enquanto a de Dilma oscilou de 43% para 42%. Semana passada, 22% diziam que poderiam votar em Aecio  agora são 18%. Para Dilma, eram 14% e agora são 15%. Aécio ainda tem o maior potencial de votos, mas precisa inverter o sinal da semana. A seu lado ainda tem o desejo de mudança do eleitor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário