Pular para o conteúdo principal

Semana revela fotografia mais recente do crescimento econômico

O provérbio popular pode explicar a força do movimento nas previsões para o crescimento da economia em 2014: “água morro abaixo e fogo morro acima, ninguém segura”. A queda consecutiva nas expectativas para o PIB deste ano já acontece há 11 semanas e o indicador está agora em 0,81%, segundo a pesquisa feita pelo Banco Central com uma centena de analistas.

Cada uma dessas 11 semanas trouxe dados desanimadores sobre a força da atividade em vários setores. Até mesmo naqueles que têm apoio do governo, isenção de impostos, incentivo para vendas – como o setor automobilístico, que acumula perdas de 17,4% de janeiro a julho. Varejo e serviços também decepcionaram e provocaram revisões nas previsões de desempenho em 2014.
Para jogar mais água nessa ladeira, esta semana teremos dois indicadores que irão compor com mais nitidez o cenário do primeiro semestre do ano. Na próxima quinta, o IBGE divulga as vendas do varejo no mês de junho. As previsões variam em torno de uma alta de 0,5% comparado com maio. Em 12 meses, o setor deve ficar com desempenho abaixo de 4%.
As vendas durante a Copa do Mundo foram uma desilusão; a venda de carros então, de cortar o coração. Fazendo as contas do que viram até agora, os empresários do comércio refazem suas esperanças para o ano e temem que o varejo cresça 4,4%, raspando no desempenho de 2013, quando o setor cravou alta de 4,3%. Mesmo em 2009, quando passamos a parte mais chata depois da crise financeira mundial, o comércio cresceu 5,9%. Está certo que a taxa de juros vigente à época ajudou – estava em 8,75% e a inflação fechou em 4,31% naquele ano. É quase desleal a concorrência.
Desempenho anual do varejo
O gráfico mostra a evolução do varejo nos últimos 11 anos e não deixa dúvidas de que a era de ouro do comércio ficou para trás. A lista de culpados não é pequena: crédito mais caro, com juros maiores; inflação mais alta; confiança em queda – tanto dos empresários quanto dos consumidores. As pesquisas que questionam as perspectivas deles revelam que o céu não está para brigadeiro.

Para fechar a semana, o Banco Central coloca a cereja no bolo e divulga seu índice de crescimento de junho, o IBC-Br – também conhecido como “prévia do PIB”. Para o banco J.Safra, o índice deve vir negativo em 1,4%, segundo relatório enviado a clientes. O indicador já se “descolou” do cálculo do PIB feito pelo IBGE, ainda assim, ele se soma à todos os fatores e números da economia para a leitura do cenário e suas perspectivas.

Para adoçar este início de semana, pelo menos a inflação dá uma trégua. As previsões para 2014 caíram e apontam para um IPCA de 6,26%, se distanciando do temido teto da meta. Como muito doce faz mal para saúde, vale lembrar que a inflação no Brasil está alta e a meta (que também é alta) é de 4,5%. 

por Thais Heredea/G1

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HOMENAGEM ÀS MÃES: UM DOS MAIS BELOS TEXTOS QUE JÁ LI

Resolvi homenagear às mães com esse texto que considero uma das mais belas páginas já escritas pela inteligência humana. Neste azo, quero cumprimentar a minha adorável mãe Terezinha Albuquerque e à minha esposa e companheira de todas as horas Marlúcia, mãe do meu bem mais precioso.
Retrato de Mãe
Uma simples mulher existe que, pela imensidão de seu amor, tem um pouco de Deus; e pela constância de sua dedicação, tem muito de anjo; que, sendo moça, pensa como uma anciã e, sendo velha, age com as forças todas da juventude; quando ignorante, melhor que qualquer sábio desvenda os segredos da vida, e, quando sábia, assume a simplicidade das crianças; pobre, sabe enriquecer-se com a felicidade dos que ama, e, rica, empobrecer-se para que seu coração não sangre ferido pelos ingratos; forte, entretanto estremece ao choro de uma criancinha, e, fraca, entretanto se alteia com a bravura dos leões; viva, não lhe sabemos dar valor porque à sua sombra todas as dores se apagam, e, morta, tudo o que so…

DICA DE LIVRO: JESUS, O MAIOR LÍDER QUE JÁ EXISTIU, de Laurie Beth Jones

Sempre tenho falado da importância do exercício da liderança, tanto na vida profissional, como pessoal. Como fruto dessa necessidade indico o livro JESUS, O MAIOR LÍDER QUE JÁ EXISTIU, de Laurie Beth Jones (Editora Sextante). A autora é consultora de marketing e conferencista de renome nos Estados Unidos. O livro trata sobre os princípios de liderança de Jesus Cristo e como podem eles ser aplicados no trabalho, gerando crescimento, harmonia e realização. Numa abordagem espirituosa, a autora compara Jesus a um empresário que montou uma equipe de 12 pessoas que estava longe de serem perfeitas, mas conseguiu treiná-las e motivá-las para cumprirem sua missão com sucesso. Nesse contexto, o livro mostra um modelo de gestão baseado em três categorias de forças: autodomínio, ação e relações. Entre as frases geniais do livro, destaco: "Esperar o tempo perfeito é uma grande desculpa e uma racionalização para se ficar parado e não fazer nada." (pág. 44); "Os líderes que compartilha…

DICA DE LIVRO: AUTO DA BARCA DO INFERNO, de Gil Vicente

Ainda da Coleção Clássicos Saraiva, indico para leitura a obra "O AUTO DA BARCA DO INFERNO", do humanista português Gil Vicente. Inicialmente destaco que Gil Vicente é um importante autor da literatura portuguesa e foi o fundadador do teatro em Portugal. Situada no limiar entre a Idade Média e o Renascimento, no período que ficou conhecido como Humanismo, entre os séculos XV-XVI, a obra vicentina é um atestado exemplar dessa transição de costumes e valores. Tendo temática de base religiosa, seu teatro consegue harmonizá-la com elementos profanos. "O auto da barca do inferno" é a obra mais famosa de Gil Vicente e um clássico do teatro de língua portuguesa. Seu tema central são as personagens que, mortas, são conduzidas à barca que as levará ao Inferno ou Paraíso. As cenas retratam o diálogo jocoso que cada um dos pecadores trava com o Anjo e com o Diabo. São muitas os personagens sociais que fazem parte do drama: Frade, Sapateiro, Fidalgo, Alcoviteira, Enfocado e ou…