terça-feira, 15 de julho de 2014

A Copa acabou. Como fazer seu filho voltar ao ritmo de estudos?





volta às aulas, estudos, andrea ramal
"A Copa do Mundo terminou e é hora de retomar o ritmo normal das coisas. Se para muitos adultos não é fácil, imagine para as crianças. Ainda mais porque este ano já foi bastante fora do comum. Mal começaram, as aulas foram interrompidas em março para o Carnaval. Houve vários feriados em dias de semana. E por fim a Copa, que gerou uma antecipação das férias no calendário de algumas escolas, e um bom número de dias sem aulas em outras.

Agora, porém, acabaram os dias de jogo, as tardes frente à TV e as reuniões com amigos para torcer. É momento de seu filho voltar à rotina e recuperar o tempo e a vontade de estudar. Como ajudá-lo a fazer isso? Como em toda volta às aulas, combinando estímulo, organização e disciplina.


O estímulo é necessário porque não se pode esperar que, do dia para a noite, a criança se sinta motivada a mudar a rotina. Afinal, foram muitos dias de curtição e lazer. Um pouco de resistência é normal e a transição precisa ser o mais natural possível.


Para incentivá-lo, nunca se refira à escola de forma negativa, com frases como “Acabou a moleza, agora é trabalhar duro”, ou “Sei como é, na sua idade eu também sofria ao voltar à escola”. Isso reforça a ideia de que estudar é ruim. Ao contrário, estimule seu filho com frases como “É bom estar descansado para encarar desafios interessantes”; ou “Você vai aprender coisas novas e rever os amigos”. Frases assim ajudam a associar trabalho e esforço com sentimentos positivos.


Outras formas de incentivá-lo são: ler e comentar o mesmo livro que ele está lendo no colégio, perguntar com interesse como foi o seu dia e olhar os deveres de casa.

O cuidado com a organização implica ajudar a criança a colocar em ordem os materiais necessários, a agenda, o lanche, fixar os horários para chegar pontualmente à escola. Faça com que ele participe e se envolva nesse planejamento.

Por fim, é necessário manter a disciplina. Combine uma rotina diária de estudo, que deve ser cumprida. Coloque o estudo nos horários nobres, aqueles em que o rendimento será maior. Explique a ele que a aprendizagem é como a preparação dos atletas, não adianta treinar só na véspera. Bons resultados são fruto de uma preparação constante e dedicada.

Marque os horários de dormir, para que a criança tenha as horas de sono necessárias. Isso é fundamental para manter a concentração nas aulas. Não o deixe ficar acordado até tarde e nem fazer, antes de ir para a cama, atividades que possam prejudicar seu descanso, como jogos eletrônicos ou brincadeiras muito agitadas.
Na agenda da semana, equilibre as atividades. Não adianta lotar o dia com cursos de idiomas, esportes, música e reforço escolar. Alterne as atividades extras com momentos de brincadeira, lazer e convivência com a família.

E nunca deixe seu filho faltar nas primeiras semanas. Não pense simplesmente que não haverá matéria nova e dá para esticar as férias. Os professores já programaram o retorno e devem ter várias atividades planejadas para ambientar os alunos.


Se seu filho mostrar resistência para voltar ao ritmo de estudo após algumas semanas, fique atento: pode ser sinal de que algo não está bem. Será que a escola consegue motivá-lo? Algo mudou do outro semestre para cá? Converse com ele para descobrir o problema e, se necessário, procure ajuda de um especialista."
Andrea Ramal

Nenhum comentário:

Postar um comentário