terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Novo presidente do PT de Fortaleza defende candidatura própria ao Abolição


Depois de um processo tumultuado que mostrou uma clara divisão entre as diversas correntes que compõem o PT, Elmano de Freitas tomou posse, nessa segunda- feira (09), como novo presidente da sigla em Fortaleza.
“Nosso maior desafio é organizar a militância do PT para conquistar a reeleição da presidente Dilma [Rousseff]. E nós temos aliados que vão fazer campanha para ela, mas ninguém pode fazer melhor campanha para Dilma que um petista”, declarou Elmano, numa tímida tentativa de instigar o partido a apostar numa candidatura própria ao Abolição em 2014.
Hoje, enquanto parte da legenda defende a aliança com o PROS do governador Cid Gomes, Elmano e a ex-prefeita de Fortaleza Luizianne Lins lideram uma minoria que segue magoada com a derrota imposta pelo candidato de Cid – Roberto Cláudio - no pleito municipal do ano passado.
Essa ala deseja que as rusgas do passado resultem em desdobramentos eleitorais em 2014, como o fim da “lendária” aliança.
“É preciso ter clareza de que no Ceará temos o PT, o PMDB, o PROS e o PR. Por isso, acho que o PT deve ter candidato próprio e não ficar escolhendo (entre os apoiadores de Dilma) um candidato para apoiar”, dispara, dando como certo que a campanha de Dilma terá mais de um palanque no Estado.
Mas, esquivando-se de provocações, preferiu adotar um discurso “apaziguador”, confirmando chances de apoio ao candidato de Cid em um eventual segundo turno, na clara tentativa de estancar a crise interna do partido.
Fonte: Aqui CE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário