terça-feira, 22 de outubro de 2013

Zezinho articula PROS, mas evita se apresentar como candidato de Cid


O presidente da Assembleia Legislativa (AL), deputado José Albuquerque, comandou ontem (21) a primeira reunião oficial da direção do PROS (Partido Republicano da Ordem Social), que discutiu os primeiros contornos da sucessão estadual, as estratégias da sigla para apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff e a instalação das comissões provisórias do partido no Estado.
“Vamos formar as comissões até o dia 25 deste mês. Nos próximos dias, o PROS estará formado em todo o estado do Ceará”, assegurou Zezinho. Apesar da pauta difusa do encontro, apenas um assunto interessava a imprensa acampada às portas da sede da legenda: a “confissão indesejada” ou “ato falho” do governador Cid Gomes em Sobral, no último sábado (19), ao confirmar o nome do deputado como “provável candidato ao Governo”, em 2014. “Já disse que sobre eleição só falo em abril ou maio do próximo ano”, esquivou-se Zezinho.
Mas, diante da insistência da reportagem do jornal Aqui CE, o parlamentar aumentou o tom e disparou: “O governador Cid decidiu que sucessão é pauta para abril ou maio. Antes disso, nós temos um problema sério e urgente, que é a seca no Ceará. É sobre isso que eu, particularmente, estou despejando toda minha atenção”, encerrou.
Fonte: Aqui CE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário