terça-feira, 1 de outubro de 2013

Audiência Pública debate a problemática do atendimento nos hospitais e clínicas de Sobral


"A Câmara Municipal de Sobral realizou nessa segunda feira (30), após a Sessão Ordinária, mais uma Audiência Pública, desta vez ´para discutir a real situação da saúde no nosso município. A autoria do requerimento é do vereador Gilmar Bastos (PSB). Segundo o requerente, o objetivo dessa Audiência é discutir a problemática do atendimento nos hospitais e clínicas de Sobral, principalmente na questão da “REGULAÇÃO” desse atendimento, haja visto que o povo fica “andando de um lado para o outro” sem saber qual a Unidade de Saúde irá atendê-lo.

Usando a tribuna, o vereador Dr. Estevão (PP) teceu severas críticas á Saúde feita pelo PT no Brasil, e disse que o seu Hospital Dr Estevão, onde é diretor, ainda mantém o convênio com o SUS “por amor” e em respeito á memória de seu pai, fundador daquela Unidade Hospitalar. Dr. Estevão falou ainda das dificuldades que enfrenta financeiramente para manter aquele hospital, que tem um atendimento “secundário”, que sempre necessário transfere os pacientes para os hospitais terciários, como Santa Casa e HRN. Dr. Estevão finalizou pedindo mais valorização, e disse que sente que seu hospital é  descriminado por ser um empresa privada com fins lucrativos.

Outros a usar a tribuna foram os diretores do Hospital Regional Norte, Dr. Julimar, Hospital do Coração, Dr. Klauber Roger e o diretor técnico da Santa Casa, Dr. Cristiano Costa, depois foi a vez da secretária de Saúde, Dra. Mônica Lima, e em seguida foram feitos perguntas pelos vereadores aos diretores e demais componentes da mesa de trabalho, que contou ainda com a presença do Padre Júnior – Diretor Geral da Santa Casa, do médico Dr. Gerardo Cristino, além de vários outros convidados.

A Secretaria de Saúde compareceu com todo o seu corpo técnico e um bom público esteve presente a Audiência Pública, que segundo a avaliação de alguns profissionais da imprensa sobralense, perdeu o sentido. Pois, para quem esteve presente no Plenário da Casa do Povo, a idéia plantada é que o atendimento nos hospitais de Sobral está muito bem, obrigado. Não há problemas de nada, todas as reclamações são improcedentes. Puro engano!

Muitas perguntas deixaram de ser feitas e questionadas junto aos gestores da Saúde de Sobral, e nenhum propositura foi feita pelos parlamentares presentes. Dos 20 vereadores presentes na Sessão Ordinária, apenas 12 permaneceram até o final da Audiência Pública que terminou por voltas 22h, extrapolando o horário regimental, que prevê término para ás 21h."


 Fonte: Site Sobral Agora.

Um comentário:

  1. Amigo-irmão Carlinhos, lembrei-me de uma frase memorável de Herophilus: " Quando falta Saúde, a Sabedoria não se revela , a Arte não se manifesta, a Força não luta, a Riqueza é inútil e a Inteligência é inaplicável." QUALIDADE DE VIDA !!!

    ResponderExcluir