quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Governador Cid dispara petardos em Eduardo Campos

Repercutiram intensamente no Congresso Nacional as declarações do governador Cid cobrando coerência do presidente nacional do PSB , governador Eduardo Campos. Segundo Cid, Eduardo inviabilizou a candidatura de Ciro Gomes em 2010, que tinha chances de vitória, e tenta impor seu nome, ano que vem, mesmo sabendo que, se entrar na disputa eleitoral,figurará no máximo na quinta colocação. Esse desprezo demonstrado pela candidatura de Eduardo irritou a cúpula nacional do PSB , mas não intimidou Cid. Ele não pretende deixar o partido e deve continuar fazendo seus ataques à candidatura própria e defendendo a reeleição da presidente Dilma.

Linha de atuação
Ao comentar a entrevista venenosa de Cid contra a candidatura de Eduardo ao Planalto, um dirigente do PSB disse,ontem, à coluna em Brasília: "O governador Cid não perde por esperar". O recado é uma ameaça de que pode estar a caminho uma intervenção no PSB cearense.

Panos quentes
Os sinais enviados de Pernambuco são diferentes. Eduardo quer conversar com Cid e convencê-lo a mudar de opinião. Usará o argumento que utilizou para evitar a intervenção no PSB do Rio de Janeiro, onde o presidente Alexandre Cardoso abandonou Dilma.

Perda de tempo
Se o prefeito de Niterói, Alexandre Cardoso, topou descerdopalanquedareeleição de Dilma para continuar presidente regional do PSB carioca, o mesmo não ocorrerá com Cid. Não há a menor chance de Cid recuar na sua disposiçãode apoiar a conquista de um novo mandato por Dilma.

Tensão no ar
Se Cid não recuar e se mantiver firme na sua disposição de permanecer ao lado de Dilma, não será surpresa se, durante a conversa que Eduardo pretende ter com ele, em Pernambuco, nos próximos dias, for comunicado de que o PSB cearense poderá sofrer intervenção e mudar de comando.

Fonte: Donizete Arruda, via Ceará News 7


Nenhum comentário:

Postar um comentário