sexta-feira, 4 de novembro de 2011

MORTE DE CRIANÇA NA SANTA CASA DE SOBRAL GANHA DESTAQUE NACIONAL

DO PORTAL DA GLOBO -G1:

Criança de oito anos morre após receber alta de hospital no Ceará

Menino morreu nos braços da mãe quando voltava para casa. Segundo a mãe da criança, o médico disse que o garoto estava com 'manha'

 "Uma criança de oito anos morreu horas após receber alta médica da Santa Casa de Misericórdia, no último dia 25, em Sobral, a 233 km de Fortaleza, de acordo com mãe do menino, Cláudia Gomes. Segundo os pais do menino, ele passou mal na manhã do dia 24, não conseguia erguer o braço esquerdo e alternava momentos de consciência e inconsciência. No hospital, o médico fez exames, disse que o menino estava com “manha” e liberou a criança depois de 24h de observação.
De acordo com a mãe de David, Cláudia Gomes, na Santa Casa de Misericórdia foram realizados exames psicológicos e de sangue. Ainda segundo a mãe, enquanto o menino estava desacordado, o médico checou os batimentos do coração e examinou os reflexos da criança, obtendo reação apenas das pernas. “Ele [médico] tirou o soro do meu filho e falou para mim 'mãezinha, o seu filho não tem nada não. O que ele tem é manha, é invenção. Mas vou deixar você com ele em observação'.
saiba mais
 Cláudia afirma ter questionado a alta do filho na terça-feira (25). “Mas ele [médico] disse 'você vai que ele não tem nada, eu já dei alta'. Aí eu vim embora com meu filho”, conta. O menino morreu nos braços da mãe antes mesmo de chegar em casa. “Eu me senti arrasada, destruída. Ele [médico] podia ter salvo meu filho, mas não fez nada por ele. Deixou meu filho morrer”, disse. O pai do garoto, Francisco Santana Ferreira, disse estar inconformado com a morte do filho.
No relatório médico entregue à família, o médico que deu alta a criança afirma que a causa da morte pode ter sido intoxicação por botulismo. Uma forma de intoxicação alimentar, causada por uma toxina produzida por uma bactéria presente no solo e em alimentos contaminados. A intoxicação comprome o sistema nervoso e, se não tratada a tempo, pode matar.
Defesa
O secretário de saúde de Sobral Carlos Hilton diz que a família retirou a autorização para realizar a necropsia no corpo da criança, o que compromete o estudo do óbito. Mas afirma que uma sindicância foi aberta no hospital para apurar as possíveis causas da morte do menino. A assessoria jurídica da Santa Casa informou que se forem verificados erros por parte do hospital durante o acompanhamento do paciente, os responsáveis serão punidos."
Fonte:PORTAL  G1
Veja mais pelo link: 
http://g1.globo.com/ceara/noticia/2011/11/crianca-de-oito-anos-morre-apos-receber-alta-de-hospital-no-ceara.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário