terça-feira, 9 de agosto de 2011

QUE SE DANE O MUNDO...

Nada me irrita mais profundamente que assistir nos noticiários internacionais ao sobe-e-desce das bolsas no mundo quando se deparam diante  de uma iminente crise de algum país (no caso, os Estados Unidos). Tratam-se na verdade de grandes especuladores, que não gostam de trabalhar, preferindo  investir seus capitais na ciranda financeira. No menor susto, tiram seu dinheiro sem se importar em "quebrar" qualquer país. Esse de fato é o resultado de um sistema perverso que esqueceu do trabalho e apostou na mediocridade. Estamos no mais brutal do capitalismo: "o que importa é o meu lucro! Que se dane o mundo" (entenda: os outros)

Nenhum comentário:

Postar um comentário