segunda-feira, 1 de agosto de 2011

PROPOSTA DE CID GOMES NÃO AGRADA PROFESSORES EFETIVOS

"O governador Cid Gomes se reuniu na noite da quinta-feira (28) com representantes dos professores para apresentar uma proposta para a categoria. A proposta feita em conjunto pela Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag), Secretaria da Educação (Seduc) e Secretaria da Fazenda (Sefaz) eleva em 45% a remuneração (base+regência) do professor em início de carreira com nível superior, em relação a 2010. Ou seja, aumenta de R$ 1.461,50 para R$ 2.000,00.  Já para os professores temporários, a nova proposta combinada à lei que recentemente equiparou a remuneração ao nível 13, representará um incremento de até 60%.
Com a medida o Estado beneficia 15 mil  professores concursados e temporários. O Ceará, portanto, salta de 23º para 15º maior salário entre os Estados do Brasil. A lei será enviada à Assembléia já na semana que vem, quando iniciam os trabalhos legislativos.
"A proposta do Estado melhora significativamente os salários de quem está no início de carreira e deixa os professores temporários também equiparados. Isso também dá condições, para os que estão há mais tempo, de terem mais perspectivas com relação às remunerações futuras", disse o Governador."
Fonte: Governo CE

VAMOS NÓS: Os professores efetivos, que não estão em início de carreira, estão decepcionados com a proposta apresentada pelo Governado Cid Gomes, pois não traz nenhum ganho à categoria. Foi de fato um balde de água fria para classe docente. Já se fala inclusive na possibilidade de decretação de greve, o que irá prejudicar deveras alunos da Rede Estadual. Vamos esperar que prevaleça o bom senso entre as partes e Governador retome o diálogo com a Apeoc.

Nenhum comentário:

Postar um comentário